Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Cine Clássicos: Especial Mês das Bruxas: Poltergeist - O Fenômeno

Steven Spielberg apresenta seus maiores temores em um dos melhores filmes de casas Mau Assombradas  

Sinopse:

Família visitada por fantasmas em sua casa, que inicialmente se manifestam apenas movendo objetos pela casa mas gradativamente vão aterrorizando a família cada vez mais, chegando a "seqüestrar" a caçula, levando-a para outra dimensão através do tubo de imagem do televisor. Os pais se desesperam e uma especialista em fenômenos paranormais sugere que eles devam ser ajudados por uma mulher com poderes mediúnicos.


Tensão e muitos sustos. Os fantasmas assmem formas inesperadas e fantasticas, auxiliados por magnificos efeitos especiais, em que é visivel a marca do produtor-executivo Steven Spielberg. Teve continuações dispensaveis.    

curiosidades

Apesar dos créditos do filme indicarem que Tobe Hooper o diretor de Poltergeist, na verdade ele ficou apenas encarregado com o trabalho mecânico de rodas as cenas. A grande maioria das decisões criativas do filme foram de Steven Spielberg, roteirista e um dos produtores de Poltergeist.
Poltergeist – O Fenômeno é bastante parecido com um episódio da série de TV americana “Twilight Zone” chamado “Little Girl Lost”, que teria inspirado o filme.

Um comentário:

Anônimo disse...

a pirotecnia desse filmeaço é irretocável. é disso que eu gosto em filmes fantásticos. do show! pq o que te prende a uma história fantasiosa? o show, ué.