Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Cine Especial: Dia das Bruxas: O que irei assistir hoje?


Sempre no mês de outubro eu escrevo sobre filmes de terror, como uma forma para aqueles que leem o meu blog, tenham boas dicas para quem for ver um filme que de arrepios no dia 31 desse mês. Infelizmente não tive tempo de escrever essas postagens, mas não quer dizer que não faça uma agora, que alias, essa já fazia um bom tempo que deveria ter escrito. Vamos a ela.       
A Casa Que Pingava Sangue

 Sinopse: Detetive da Scotland York investiga o desaparecimento de um famoso astro de cinema, logo após este alugar uma antiga casa no interior. Entretanto, o detetive acaba descobrindo outros terríveis quatro casos que já aconteceram na casa.

A trama é macabra, mas bem divertida. Um investigador da Scotland Yard tenta solucionar quatro casos misteriosos envolvendo uma mansão macabra: No primeiro conto; Um escritor se depara com um estrangulador de sua própria criação; O segundo conto conta a estória de dois homens obcecados pela figura de cera de uma mulher que remete aos seus passados; Na terceira estória, uma menina demonstra um obscuro interesse por feitiçaria; E por fim, um ator de cinema encontra um manto que lhe dá poderes sobrenaturais.
A Casa que Pingava Sangue (The House that Dripped Blood),de 1971, é um clássico do Horror produzido pela lendária Amicus Productions. De 1965 a 1973, Max J. Rosenberg e Milton Subotsky da Amicus estúdios produziram inúmeros  filmes inspirados em contos de Horror vindos das páginas da inesquecível revista EC Comics, responsável pela publicação da série Tales from the Crypt. Boa parte desses filmes se tornaram rapidamente grandes clássicos do cinema de Horror e dentre as mais lembradas é sem sombra de duvida a  produção A Casa que Pingava Sangue, de Peter Duffell, que conta com a participação de dois grandes ícones do cinema de Horror: Christopher Lee e Peter Cushing; além da musa Ingrid Pitt, estrela máxima dos estúdios Hammer durante os anos 70.
Infelizmente Peter Cushing estava sofrendo bastante  durante as gravações, devido ao fato de ter ficado distante de sua esposa que se encontrava muito doente, mas este triste momento de sua vida não comprometeu em nada a sua dedicação e a sempre marcante atuação dessa lenda do cinema. Curiosamente, Christopher Lee aparece em uma cena lendo seu livro favorito, "O Senhor dos Anéis", sendo que mais de 30 anos antes dele atuar no filme homônimo dirigido por Peter Jackson.
Com um roteiro fantástico  o elenco de primeira e a direção segura de Peter Duffell fizeram deste filme um dos maiores clássicos do cinema de Horror de todos os tempos! A Atmosfera extasiante do Horror setentista está aqui, um prato cheio para os fãs do puro e verdadeiro Horror! Recomendo incondicionalmente para assistir hoje neste dia das Bruxas.

  Me  Sigam no Facebook e Twitter

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Cine Dica: Em Cartaz: GONZAGA - DE PAI PARA FILHO



Sinopse: A relação entre o sanfoneiro Luiz Gonzaga (1912-1989) e seu filho, o cantor e compositor Gonzaguinha (1945-1991), dois artistas, dois sucessos. Um do sertão nordestino, o outro carioca do Morro de São Carlos; um de direita, o outro de esquerda. Encontros, desencontros e uma trilha sonora que emocionou o Brasil. Esta é a história de Luiz Gonzaga e Gonzaguinha, e de um amor que venceu o medo e o preconceito e resistiu à distância e ao esquecimento.

Breno Silveira pegou o gosto de fazer filmes que reconstituem a vida de celebridades do universo musical, sendo que Gonzaga: De Pai  para Filho se fecha uma espécie de trilogia iniciada com 2 Filhos de Francisco e A Beira do Caminho. Com a chegada do centenário do Rei do Bailão, era uma questão de lógica que houvesse uma adaptação sobre a vida do cantor, que felizmente nas mãos de Silveira, consegue fazer com competência e sem cair num lugar comum. Para o ponto de partida, o cineasta foi engenhoso na criação da trama, se baseando nas gravações de áudio gravadas por Gonzaguinha no inicio dos anos 80, onde se ouve a conversa que ele teve com o seu pai e na sua tentativa de ambos  se entenderem.  
Nesta viagem no tempo, o cineasta constrói minuciosamente a trajetória da criação do mito, que por sua sorte, soube bem escolher os três interpretes que dariam vida a Gonzaga no decorrer do filme. Adélio Lima, Land Vieira e Chambinho do Acordeon estão ótimos interpretando Gonzaga em determinadas épocas especificas, porém, é Julio Andrade que da um verdadeiro show de interpretação, ao passar para o espectador, toda a dor que Gonzaguinha sentia em não se entender com o seu pai. Embora Gonzaga seja o foco principal, me pergunto se não seria interessante ter um filme sobre a trajetória solo de Gonzaguinha e novamente com Julio de Andrade. Já que Silveira pegou o gosto de fazer esses tipos de filmes e com empenho, um filme derivado desse seria questão de lógica e muito bem vinda.  
Com uma boa  reconstituição de época, embalada com as mais belas paisagens do nosso país, Gonzaga: De Pai para Filho, é um bom filme sobre a redenção de duas gerações, que embora diferentes, tem muito mais em comum do que se possa imaginar. 


  Me  Sigam no Facebook e Twitter

Cine Dica: PORTO DOS MORTOS CHEGA A CAPITAL



SALA P. F. GASTAL ESTREIA LONGA
GAÚCHO DE HORROR

A Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar) lança na sexta-feira, 2 de novembro (Dia de Finados), o longa gaúcho de horror Porto do Mortos. Escrito e dirigido por Davi de Oliveira Pinheiro (que divide a produção com Isidoro B. Guggiana), Porto dos Mortosacompanha a jornada pós-apocalíptica do Policial (Rafael Tombini), personagem que caça um assassino serial místico conhecido como Passageiro (Adriano Basegio).

 Vencedor de dois prêmios internacionais e selecionado para mais de 30 festivais, entre eles o espanhol Festival de Cinema de Sitges (considerado o mais importante festival de cinema fantástico do mundo), Festival de Cinema Latino de Chicago e Festival Internacional del Nuevo Cine Latinoamericano (Cuba), Porto dos Mortos (Beyond the Grave no exterior) alcançou status de filme de culto entre festivais de cinema “underground” e críticos de Internet ao redor do mundo. Em produção desde 2007 e rodado em HD na cidade de Porto Alegre (RS) e arredores, o filme tem orçamento estimado em 300 mil reais. Porto dos Mortos também pode ser assistido instantaneamente no serviço por assinatura Netflix em todo o Brasil, Estados Unidos e América Latina. Maiores informações podem ser encontradas na página do filme no Facebook:www.facebook.com/portodosmortosoficial

Porto dos Mortos marca a estreia na direção de longa-metragem de Pinheiro (33 anos), que também escreve e produz essa mistura de horror, road movie existencial e western spaghetti. "O primeiro filme estabelece sempre quem o cineasta é, qual sua personalidade. Talvez ainda não enxergue claramente, mas com a distância pode ser que eu veja todas as sementes de meus futuros filmes nesse primeiro momento criativo", acredita o diretor. A história de Porto dos Mortos acompanha a caçada de um policial a um maníaco sobrenatural por entre paisagens desoladas e estradas vazias povoadas apenas por mortos vivos. O policial encontra em seu caminho outros sobreviventes como o casal adolescente Atirador (Ricardo Seffner) e Nina(Amanda Grimaldi), o amistoso Franco (Alvaro Rosacosta), a grávida Adriene (Luciana Verch) e o truculento Ashley (Leandro Lefa), entre outros. "Criar Porto dos Mortos foi um processo que aconteceu em Porto Alegre. É um filme daqui, da nossa terra, e após circular durante esse tempo pelo mundo, é emocionante ver o filme voltar à cidade e o dispor ao olhar dos meus conterrâneos. Foi uma longa jornada para chegar até aqui", avalia Pinheiro. 
Informações e horário das sessões vocês conferem na pagina da sala clicando aqui. 
  Me  Sigam no Facebook e Twitter

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Cine Dica: Em Cartaz: 007 - Operação Skyfall



Sinopse: O vazamento de dados confidenciais revela a posição de diversos agentes infiltrados em células terroristas, colocando suas vidas em risco. O próprio James Bond (Daniel Craig) é um dos afetados e precisa demonstrar sua lealdade a M (Judi Dench) para ajudá-la a resolver o problema. Logo ele passa a investigar quem está por trás do ataque ao MI6 e percebe que o responsável está bastante familiarizado com o modo de funcionamento da agência de espionagem britânica. Dirigido por Sam Mendes e com Javier Bardem, Ralph Fiennes, Albert Finney, Helen McCrory e Ben Whishaw no elenco.

Quando se vai com muita sede ao pote há de sempre se decepcionar. Não que o gosto seja ruim, mas ele não se parece com nada com que a gente imaginava anteriormente. Essa foi a minha sensação com Cavaleiro das Trevas Ressurge desse ano, que embora tenha fechado com chave de ouro a trilogia do homem morcego, o filme não se casava com a minha expectativa que estava a mil e o mesmo acontece com a mais nova aventura do agente secreto inglês. Não que o filme seja decepcionante, muito pelo contrario, sendo que ele é bem superior ao filme anterior que ficou devendo, mas a propaganda que a MGM fez para vender o seu peixe foi tão positiva, que eu esperava ver algo no mínimo nunca antes visto.
O filme explora sim situações que antes o protagonista nunca passou, como o fato dele se  sentir uma verdadeira peça de museu perante o mundo novo de hoje, desde alta tecnologia, a vilões cada vez mais imprevisíveis. Embora seja bem vinda essa proposta, é interessante que ela contradiz com o primeiro filme desse reboot do personagem, já que lá, James Bond a recém estava ingressando como agente e aqui ele já sente o peso  da idade. Se por um lado  isso possa parecer um furo dos grandes, por outro,  tudo é muito bem orquestrado sem ser muito forçado e isso graças à mão segura de Sam Mendes.
Vindo de filmes mais autorais (como o genial Soldado Anônimo), Mendes não se intimida em fazer belas cenas de ação bem verossímeis. E diferente do que foi visto aventura anterior, as cenas de ação surgem sempre para agilizar, mas nunca deixar a trama incompreensível, tanto para os fãs como para o marinheiro de primeira viagem. Além disso, o cineasta é hábil na direção do elenco, que mesmo alguns apresentando suas limitações, ele consegue tirar melhor proveito de cada um deles.
Mesmo ainda mantendo a cara de gelo imutável, Daniel Craig se mostra cada vez mais a vontade com o personagem, que para a surpresa de muitos, solta até mesmo piadas que nos fazem nos lembrar dos 007 de antigamente. Para alguém que antes mesmo do primeiro filme era considerado como uma escolha errada, ele está fazendo muito bem o seu dever de casa. Mas o que dizer de Judi Dench, que mesmo depois de 17 anos dentro da cine série interpretando a superiora de Bond, consegue novamente nos surpreender com a sua personagem, que luta para se manter firme como uma verdadeira dama de ferro, mas terá que encarar as conseqüências dos seus atos, que embora eles sejam a serviço de um bem maior, sempre acontece de haver  seqüelas.
Uma delas é o próprio vilão da trama,  Raoul Silva, interpretado de uma forma extraordinária por Javier Bardem, que mesmo possuindo desejos de vingança previsíveis, eles tem uma  certa lógica e compreendemos as suas motivações. Bardem ainda nos brinda com um personagem cheio de camadas, sendo a mais explicita, quando ele se apresenta pela primeira vez na trama para Bond, com umas atitudes nem um pouco suspeitas digas se de passagem. O dialogo de ambos nesta cena é riquíssimo e desde já esta entre os melhores momentos de toda a cine série.  
Com todos os piões no lugar, o jogo da trama se envereda para alguns lugares até então nunca explorados na vida do protagonista perto do final da trama, que se num primeiro momento possa parecer nenhum pouco espantoso, isso acabou por fazer do personagem mais humano e que nos faz agente compreender um pouco mais do porque dele embarcar neste mundo de espionagem. Com um ato final cheio de tensão (e emoção), o filme encerra de uma forma satisfatória esse circulo que se iniciou com Cassino Royale, mas que ao mesmo tempo traz de volta a tona velhos elementos tão bem conhecidos pelos antigos fãs. Eis que então paira a pergunta: para continuar firme e forte neste mundo atual, 007 deve se abraçar a velhos hábitos? Talvez nunca seja demais olhar um pouco para traz!
  
Leia tudo sobre 007 clicando aqui. 

Me  Sigam no Facebook e Twitter

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Cine Especial: 50 ANOS DE JAMES BOND: FINAL



O curso sobre os cinqüenta anos de 007 no cinema já começou, portanto encerro essas postagens especiais sobre os filmes do personagem e só voltando a falar novamente quando eu escrever a minha critica sobre o mais recente filme.
Leia sobre os últimos filmes de 007 estrelados por Daniel Craing clicando aqui.    

 Me  Sigam no Facebook e Twitter

Cine Dicas: Estreias no final de semana (26/10/12)


Não tem como negar: esse final de semana será todo para 007. Além do mais novo filme chegando aos cinemas, o herói inglês está comemorando cinqüenta anos de vida, com vinte e três filmes na bagagem e inúmeros imitadores. Nada mal para uma série que começou discretamente, mas rapidamente se tornou num sucesso instantâneo. Fora isso tudo, ainda estou participando do curso sobre os cinqüenta anos de 007 no cinema, ministrado pelo critico Roberto Sadovski, que por sinal, está sendo muito divertido em revisitar alguns filmes do personagem.
Mas cinema não se vive somente de espionagem, sendo que Gonzaga: De Pai para Filho será uma ótima pedida para os fãs do cantor. No meu caso, estarei amanha participando de uma sessão especial do filme, com debate ministrado pelo cine Clube Zero Hora. Por fim, para todos eu desejo um ótimo final de semana e boas sessões para todos.    
  
007 - Operação Skyfall

Sinopse: Na trama dirigida por Sam Mendes, a lealdade de Bond à M (Judi Dench) é testada quando o passado volta para atormentá-la. Com a MI6 sendo atacada, o agente 007 precisa rastrear e destruir a ameaça, sem se importar o quão pessoal será o custo disto.


Gonzaga - de Pai para Filho

Sinopse: O longa retrata a relação entre o sanfoneiro de enorme apelo popular Luiz Gonzaga (1912-1989) e seu filho, o cantor e compositor Gonzaguinha (1945-1991), que nunca foi valorizado como artista pelo pai. Um pai e um filho. Dois artistas e dois sucessos. Um do sertão nordestino, o outro carioca do Morro de São Carlos. Um de direita, o outro de esquerda. Apesar de tantas diferenças, um ponto em comum: a música que emociona o Brasil até hoje.

E se Vivêssemos Todos Juntos?

Sinopse: Cinco velhos amigos decidem morar juntos para fugir da dependência dos filhos.
  
Selvagens

Sinopse:Laguna Beach, Califórnia. Ben (Aaron Johnson) e Chon (Taylor Kitsch) são grandes amigos que dividem a mesma namorada, Ophelia (Blake Lively), e cuidam de um negócio próprio de plantio e distribuição de maconha. A vida do trio segue de vento em popa até o surgimento de um perigoso cartel mexicano, que lhes oferece sociedade. Como Ben e Chon não aceitam a proposta, Ophelia é sequestrada. O resgate equivale a toda a grana que eles ganharam nos últimos cinco anos. Os amigos aceitam pagar a quantia, mas elaboram um plano alternativo para que possam ficar com Ophelia e o dinheiro.


 Me  Sigam no Facebook e Twitter

Cine Dica: INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O IV FESTIVAL DE CINEMA DA FRONTEIRA


Evento acontecerá na cidade de Bagé, interior do Rio Grande do Sul, entre os dias 20 e 25 de novembro

Estão abertas as inscrições para os interessados em participar do IV Festival Internacional de Cinema da Fronteira, previsto para acontecer de 20 a 25 de novembro de 2012 na cidade de Bagé, Rio Grande do Sul. A programação deste ano contará com duas mostras competitivas, uma regional e outra internacional, ambas de curtas-metragens. A seleção local envolverá produções das cidades de Bagé, Hulha Negra, Candiota, Aceguá, Caçapava do Sul, Dom Pedrito, Lavras do Sul, Pinheiro Machado, Alegrete, São Borja, Itaqui, Uruguaiana, São Gabriel, Jaguarão e Livramento. Mais detalhes sobre o regulamento e sobre como se inscrever podem ser conferidos no site oficial do evento, no endereço http://www.festivaldafronteira.com/inscricoes/.

Território de intercâmbio cultural, onde se visualiza uma identidade própria, observada nos ritos, nos mitos, na fala, nas festas populares, nas expressões corporais e na religiosidade, a cidade de Bagé, na fronteira Brasil – Uruguai, é palco anual do Festival Internacional de Cinema da Fronteira. O potencial econômico de um polo de cinema na região confirmou-se com a escolha da cidade como principal locação do longa-metragem O Tempo e o Vento, de Jayme Monjardim, promovendo uma movimentação econômica e turística sem precedentes na cidade. Em 2012 a Associação Pró-Santa Thereza assina a realização do evento ampliando e redimensionando as potencialidades do Festival.  
O Festival Internacional de Cinema da Fronteira destaca-se pelo forte caráter de formação do olhar e expressão audiovisual. Oficinas de cinema gratuitas são promovidas, ao longo do ano, pela Prefeitura Municipal de Bagé através do Programa Cinema da Fronteira e Projetos de Extensão das instituições de ensino apoiadoras, como a UNIPAMPA (Universidade Federal do Pampa) e o IFSul (Instituto Federal Sul-rio-grandense), fomentando, assim, a produção para a Mostra Competitiva Regional do Festival. No ano de 2012 o Festival congrega dois eventos acadêmicos dentro de sua programação: a I Jornada de Estudos de Cinema realizada pela UNIPAMPA e o Seminário Internacional de Cultura Visual promovido pelo IFSul, fomentando assim a formação acadêmica voltada para o cinema.
Pode-se dizer com isso que o Festival de Cinema da Fronteira é o ponto de conjunção dos trabalhos realizados nas oficinas de formação cinematográfica e dos projetos pedagógicos das instituições de ensino. É o momento em que os realizadores locais e demais apreciadores do cinema têm a oportunidade de compartilhar experiências com realizadores de outras regiões do país e estrangeiros, além de entrar em contato com a produção latino-americana e lusófona, ampliando assim o horizonte da linguagem audiovisual. No entanto, o caráter de formação do Festival abrange não apenas a formação do olhar audiovisual e a reflexão sobre o tema, mas também a própria forma de fazer um festival de cinema ao envolver a comunidade no processo de construção e organização do evento. Esse caráter experimental é a tônica do Festival Internacional de Cinema da Fronteira, um organismo vivo em processo contínuo de transformação.
Festival Internacional de Cinema da Fronteira
         Desde 2009 artistas, ativistas e amantes da sétima arte se encontram em Bagé, cidade do interior do Rio Grande do Sul e próxima à fronteira com o Uruguai. Nos dois primeiros anos foram realizadas mostras não competitivas de curtas-metragens, com o apoio da prefeitura municipal e de realizadores independentes. Desde 2011, no entanto, o evento se tornou maior e mais ousado, com duas mostras competitivas, uma regional e outra internacional. Todas as atividades são gratuitas e possuem uma proposta de incontestável relevância para toda a região Sul do país. O Festival Internacional de Cinema da Fronteira é uma promoção da Prefeitura Municipal de Bagé – Secretaria Municipal de Cultura, com produção da Primeiro Corte Produções. O apoio é da Unipampa, Ifsul, Urcamp e Cabanha da Maya.

SERVIÇO:
Inscrições abertas
IV Festival Internacional de Cinema da Fronteira
De 20 a 25 de novembro de 2012
Bagé – Rio Grande do Sul – Brasil


ASSESSORIA DE IMPRENSA:
Adriano Cescani e Robledo Milani
Phosphoros Novas Ideias
Porto Alegre – Rio Grande do Sul – Brasil
(51) 3012.6810 – (51) 8184.1561


Me  Sigam no Facebook e Twitter

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Cine Especial: 50 ANOS DE JAMES BOND: Parte 4


Nos dias 25 e 26 de Outubro, haverá o curso sobre James Bond: 50 anos de Cinema, criado pelo CENA UM e ministrado pelo critico de cinema Roberto Sadovski (ex editor da saudosa SET). Enquanto os dois dias não chegam, vamos voltar no tempo e relembrar um pouco dos primeiros e últimos grandes filmes desse ícone da sétima arte.

Leia sobre os filmes Estrelados por Timothy Dalton clicando aqui.
Leia também: Dos filmes estrelados por Pierce Brosnan  clicando aqui.

 Me  Sigam no Facebook e Twitter

Cine Dica: Em DVD e Blu-Ray: Deus da Carnificina



Sinopse: 'Deus da Carnificina' é uma adaptação da peça teatral homônima de Yasmina Reza, ganhadora do Tony Awards, e acompanha a história de dois casais que se encontram depois de seus filhos se envolverem em uma briga na escola. O encontro é um desastre, mas serve para dar início a uma análise conjugal de ambos os casais.

Mesmo com os seus problemas na justiça, Roman Polanski parece que engatou uma boa fase na sua carreira que não se via já algum tempo. Após o ótimo O Escritor Fantasma, ele retorna a certos elementos que ele usava antigamente, como criar uma trama que se passa num apartamento, sendo algo que ele muito bem usou na famosa "trilogia do apartamento" (formada por Repulsa do Sexo, O Bebe de Rosemary e O Inquilino). Mas diferente daquela trilogia, a trama se passa totalmente dentro de um apartamento, onde um encontro de dois casais acontece, para resolver certo problema envolvendo os seus filhos, mas o que era para se resolver num dialogo formal, acaba se transformando numa verdadeira sessão de lavar a roupa suja.
Baseado na peça teatral de Yasmina Reza, o filme me lembrou o clássico Quem tem medo de Virginia Woolf?, mas  diferente daquele, aqui a espaço para momentos de humor imprevisíveis, devido a situação em que os quatro passam no decorrer da trama, onde as mascaras de cada um deles vão caindo no decorrer dos eventos. Embora seja num espaço pequeno, a câmera de Polanski esta sempre em movimento, onde busca focar ao máximo, a degradação psicológica e física dos personagens no decorrer da historia. Tudo funciona com precisão, não só graças a ótima direção, como também de um pequeno super elenco oscarisado. Jodie Foster, John C. Relly, Kate Winslet e Christopher Waltz, representam os dois lados da sociedade, que embora sejam de classes diferentes, ambos acabam sucumbindo a assuntos, que embora banais em alguns momentos, que os fazem caírem na degradação e ouvirem certas verdades que sempre se negam a ouvir.
Embora curto (pouco menos de uma hora e vinte), o filme levanta inúmeras questões atuais, como o retrato do casal de hoje e de como eles se comportam perante aos inúmeros obstáculos que a convivência de ambos acaba trazendo no decorrer dos anos. Uma terapia de casal mais do que deliciosa de se assistir.  

   Me  Sigam no Facebook e Twitter

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Cine Especial: 50 ANOS DE JAMES BOND: Parte 3


Nos dias 25 e 26 de Outubro, haverá o curso sobre James Bond: 50 anos de Cinema, criado pelo CENA UM e ministrado pelo critico de cinema Roberto Sadovski (ex editor da saudosa SET). Enquanto os dois dias não chegam, vamos voltar no tempo e relembrar um pouco dos primeiros e últimos grandes filmes desse ícone da sétima arte.
Leia sobre os filmes de 007 estrelados por Roger Moore clicando aqui e aqui. 

Me  Sigam no Facebook e Twitter

Cine Dica: Em Cartaz: Hotel Transilvânia



Sinopse: O Hotel Transilvânia é um resort cinco estrelas que serve de refúgio para que os monstros possam descansar do árduo trabalho de perseguir e assustar os humanos. O local é comandado pelo Conde Drácula (Adam Sandler), que resolve convidar os amigos para comemorar, ao longo de um fim de semana, o 118º aniversário de sua filha Mavis (Selena Gomez). O que ele não esperava era que Jonathan (Adam Samberg), um humano sem noção, fosse aparecer no local justo quando o hotel está repleto de convidados e, ainda por cima, se apaixonasse por Mavis.

A idéia não é nova, principalmente para as pessoas mais velhas que cresceram vendo o clássico A Festa do Monstro Maluco e que imediatamente se tornou um clássico instantâneo nos anos seguintes. A animação dos anos 60 servia para prestar uma homenagem aos monstros clássicos da Universal, sendo que aqui não é diferente, mas usando elementos típicos das animações recentes, desde a uma produção caprichada, para típica lição de moral previsível. Não que o mais novo filme de  Genndy Tartakovsky (Meninas Super Poderosas) seja uma produção descartável, pois ela empolga em alguns momentos, graças ao fato de sempre algo está acontecendo e tudo de uma forma bem cartunesca e agilizada.
O problema esta no fato das piadas funcionarem mais para as crianças do que para os adultos, contudo devo reconhecer que a dublagem brasileira caprichou bastante, ao inserir certas gírias que só brasileiro entende e que em minha opinião casou bem com a animação. No saldo geral, começa bem, se arrasta lá pela metade, e chega ao ato final meio que satisfatoriamente, mas não sem as típicas lições de moral semelhantes a já vistas em outros filmes como Procurando Nemo e até mesmo Entrando Numa Fria. Mas é preciso dar palmas para uma rápida piada que tira sarro da Saga Crepúsculo, que embora rápida seja mais do que eficaz.      

Me  Sigam no Facebook e Twitter

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Cine Especial: 50 ANOS DE JAMES BOND: Parte 2


 Nos dias 25 e 26 de Outubro, haverá o curso sobre James Bond: 50 anos de Cinema, criado pelo CENA UM e ministrado pelo critico de cinema Roberto Sadovski (ex editor da saudosa SET). Enquanto os dois dias não chegam, vamos voltar no tempo e relembrar um pouco dos primeiros e últimos grandes filmes desse ícone da sétima arte.

Leia sobre os últimos filmes de 007 estrelados por Sean Connery clicando aqui.
Leia também: Sobre 007 A Serviço de sua Majestade estrelado pela primeira e ultima vez por  George Lazenby clicando aqui.

Me  Sigam no Facebook e Twitter      

Cine Dica: Em DVD e Blu-Ray:SOMBRAS DA NOITE


Leia minha critica já publicada clicando aqui. 


Me  Sigam no Facebook e Twitter      

Sete coisas sobre mim.



Recebi do meu amigo Gilberto, dono do blog Gilberto Cinema, o selo Versatile Blogger e fico muito feliz por ele ter escolhido o meu blog para ganhar o selinho.
Gilberto pediu que eu falasse sete coisas sobre mim para ser merecedor do selo. Portanto lá vão elas: 

Sou cinéfilo
Sou fominha por cinema, tanto que não teve outra, decidi ver e escrever sobre filmes que  irei assistir. Desde então sou um critico de cinema, muito embora não tenha ganhado nenhum centavo com isso hehehe.

Sou nerd
Além de cinéfilo sou nerd, lendo sempre livros, HQ e desenhos animados.

“Não” noveleiro
Enquanto o Brasil todo fica hipnotizado por uma novela, que todo mundo já sabe como irá terminar, eu vou contra a maré e sempre com os pés no chão.

Sou Capricorniano
Não sei se todos desse signo são iguais uns aos outros, mas uma coisa que reparei, é que todos nos temos uma opinião própria e que vai contra a opinião dos outros.  

Não sou torcedor
Aprecio futebol, mas não sou de time nenhum. Não vejo com bons olhos tratar esse esporte como uma religião doentia.

Sou Católico
Acredito em Deus, mas sou aberto a diversas teorias sobre o mundo que vivemos. Pode existir céu e inferno, mas não significa que não possam existir outros mundos, pois gosto de ter uma mente aberta a diversos assuntos.

Sou Solteiro
Pois é, enquanto as mulheres não aceitarem o fato do cinema ser minha amante, prefiro somente “ficar” quando dá.     

   Me  Sigam no Facebook e Twitter

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Cine Especial: 50 ANOS DE JAMES BOND: Parte 1



Nos dias 25 e 26 de Outubro, haverá o curso sobre James Bond: 50 anos de Cinema, criado pelo CENA UM e ministrado pelo critico de cinema Roberto Sadovski (ex editor da saudosa SET). Enquanto os dois dias não chegam, vamos voltar no tempo e relembrar um pouco dos primeiros e últimos grandes filmes desse ícone da sétima arte.

Leia sobre os três primeiros filmes de 007 clicando aqui.

Me  Sigam no Facebook e Twitter

Cine Dica: Em DVD e Blu-Ray:13 Assassinos


SINOPSE: Na trama, ambientada no Japão feudal, um senhor assassina e estupra inocentes protegido pela lei. Para impedi-lo surge a força secreta dos misteriosos 13 assassinos, cada um com uma habilidade singular, dispostos a uma missão suicida para acabar com o mal.

Para aqueles que estão acostumados com os filmes de máfia do cineasta Takashi Miike, pode estranhar por um momento o primeiro ato de 13 assassinos, que começa sem pressa, mas que não esconde o pior que estará por vir. Com momentos de tranqüilidade, o cineasta dedica os primeiros minutos da trama, aos costumes samurais, sendo que um deles decide reunir um grupo que enfrentara um exercito liderado por um lorde completamente enlouquecido. Essa forma de apresentar a trama serve para nos termos tempo, para simpatizarmos com cada um do grupo, mesmo sendo tantos personagens reunidos, mas que cada um tem o seu espaço e os motivos que os levam a uma missão suicidada.
Com elementos clássicos que lembram a obra prima Os Sete Samurais, o filme se transforma numa verdadeira montanha russa de ação e sangue, quando os dois lados opostos se enfrentam numa vila abandona. Apartir daí, não espere por soluções fáceis, muito menos por piedade de ambos os lados, sendo Miike entrega o melhor que esse gênero pode oferecer, com muitas cenas imprevisíveis e sangue jorrando para todos os lados. Um conselho: coloque um balde embaixo da TV para o sangue pingar.    

Me  Sigam no Facebook e Twitter      

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Cine Dicas: Estreias no final de semana (18/10/12)


Boa tarde a todos, e como estão? Espero que estejam todos bem, que como eu, estejam  curtindo inúmeras sessões de cinema. Ultimamente tenho me envolvido em muitas atividades, como os cursos criados pelo Cena Um. Se vocês me acompanharam nas ultimas semanas, sabem que me envolvi sobre o Cinema Alemão e o Cinema Americano do final dos anos 60.  Na próxima semana, irei participar do curso sobre 007, que embora não será algo tão importante, será uma forma divertida para pegar o embalo com a chegada do mais novo filme de James Bond.
Com relação às estréias desse final de semana, destaco o elogiado As Vantagens de Ser Invisível, que vem provar que Emma Watson não irá querer viver sempre lembrada como Ermione. Atividade Paranormal chega para encher os cofres, mas pelas criticas que eu andei lendo, desta vez os produtores não capricharam direito. Confiram abaixo o restante das estréias e para todos um ótimo final de semana e boas sessões.       

 As Vantagens de Ser Invisível

Sinopse: Em 'As Vantagens de Ser Invisível', Charlie (Logan Lerman) é um estranho simpático e ingênuo, que enfrenta o delicado momento de lidar com o primeiro amor (Emma Watson), o suicídio de seu melhor amigo, e sua própria doença mental enquanto juntos lutam para encontrar um grupo de pessoas com qual ele pertença. O calouro introvertido é tomado sob as asas de Sam e Patrick, que recebe-o ao mundo real.


Atividade Paranormal 4
Sinopse: 'Atividade Paranormal 4' se passa em 2011, cinco anos depois de Katie matar seu namorado Micah, sua irmã Kristi e seu marido Daniel e levar seu bebê, Hunter. A história centra-se em Alice (Kathryn Newton) e sua mãe, experimentando atividades estranhas quando os novos vizinhos mudam-se para a casa ao lado.


  
Os Candidatos

Sinopse: Em 'Os Candidatos', quando o experiente congressista Cam Brady (Ferrell) comete uma grande gafe pública antes do início de um período eleitoral, um grupo de CEOs ultrarricos projeta um candidato rival para ganhar influência em seu distrito, a Carolina do Norte. O escolhido é o ingênuo Marty Huggins (Galifianakis), diretor do Centro de Turismo local. À primeira vista, Marty parece ser a escolha mais improvável, mas com a ajuda de seus novos benfeitores, um competitivo gerente de campanha e as ligações políticas de sua família, ele logo se torna um candidato com quem o carismático Cam precisa se preocupar. Com o dia da eleição se aproximando, os dois se veem em um beco sem saída, com insultos crescendo rapidamente para ofensas, até que tudo com que eles se importam é acabar com o outro, nesta suja, traiçoeira e destruidora batalha que conduz o circo político atual. Porque mesmo quando você acha que a ética em uma campanha atingiu o fundo do poço, há sempre espaço para ir mais fundo.


Relação Explosiva

Sinopse: Do mesmo produtor de Penetras Bons de Bico, 'Relação Explosiva' conta a história de Charlie Bronson (Dax Shepard), um ex-piloto de fuga, que vive sob o programa de proteção à testemunha, e põe sua liberdade em risco para ajudar sua namorada a chegar a Los Angeles. Sua viagem é ameaçada quando seus antigos parceiros - um grupo de gângsteres liderado por Bradley Cooper (Se Beber, Não Case!) - e a Polícia Federal o descobrem e começam a caçá-lo pela estrada.


Me  Sigam no Facebook e Twitter