Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 97 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura e Cinema e Movimento. Atualmente sou colaborador do site Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 28 de janeiro de 2020

SESSÃO ESPECIAL DO PROJETO RAROS AQUECE MOSTRA A VINGANÇA DOS FILMES B


Na sexta-feira, 31 de janeiro, às 20h, a Cinemateca Capitólio apresenta uma edição especial do Projeto Raros com a exibição de O Incrível Homem que Derreteu, de William Sachs. A sessão marca o lançamento da programação da mostra A Vingança dos Filmes B e será comentada pelos pesquisadores Cristian Verardi e Marcelo Severo.

Exibição em HD com legendas em português. Entrada gratuita.
A mostra A Vingança dos Filmes B, produzida por Cristian Verardi, será realizada de 06 a 16 de fevereiro na Cinemateca Capitólio. Programação completa em: http://www.capitolio.org.br/novidades/3961/a-vinganca-dos-filmes-b-parte-9/

* Sessão dedicada à memória de Groucha Marx, a gata cinéfila de Carlos Thomaz Albornoz, um dos idealizadores do Projeto Raros, que nos deixou em janeiro. 

O INCRÍVEL HOMEM QUE DERRETEU
"Você nunca viu nada até ver o Sol através dos anéis de Saturno", exclama  o astronauta Steve West (Alex Rebar) momentos antes de começar a sentir os efeitos da estranha radiação que emana do planeta. Tempos depois, ao acordar do coma em um hospital militar, Steve se depara com uma situação chocante, seu corpo está literalmente derretendo, e a única forma de amenizar o processo é consumindo carne humana.
"O Incrível Homem que Derreteu" é um legítimo representante do cinema Z norte americano, produções de baixo orçamento destinadas a exibições em drive-ins. Apesar da péssima recepção na época de seu lançamento e de sempre figurar nas listas de filmes mais esdrúxulos de todos os tempos, com o passar dos anos adquiriu status de filme de culto, e tornou-se querido do público cinéfilo brasileiro devido a sua exibição nas sessões da madrugada da TV durante os anos 1980.
O Impressionante trabalho de maquiagem colocou em evidência o especialista em efeitos Rick Baker, que poucos anos depois receberia seu primeiro Oscar por "Um Lobisomem Americano em Londres".


Projeto Raros Especial A Vingança dos Filmes B:
O Incrível Homem que Derreteu
(The Incredible Melting Man)
EUA /1977 / 84 min/ HD
Dir: William Sachs
Com: Alex Rebar, Burr DeBenning, Myron Healey

Cine Dica: Parasita, Adoniran e Sessão Vagalume (30 de janeiro a 5 de fevereiro)

SESSÃO ESPECIAL DE PARASITA ADONIRAN EM CARTAZ  SOBRE RODAS NA SESSÃO VAGALUME
Parasita

No domingo, 2 de fevereiro, às 18h, a Cinemateca Capitólio apresenta em parceria com a ACCIRS (Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul) uma sessão comentada de Parasita, o novo aclamado filme do sul-coreano Bong Joon-ho. A sessão será comentada pelos críticos Carla Oliveira, Giordano Gio e pelo programador da Cinemateca Leonardo Bomfim. O filme foi eleito o melhor longa-metragem internacional de 2019 na enquete anual realizada pela associação.

Os ingressos para a sessão de Parasita serão vendidos a partir de sexta-feira, 31 de janeiro.

A partir de quinta-feira, 30 de janeiro, o documentário Adoniran – Meu Nome é João Rubinato, de Pedro Serrano, entra em cartaz na Cinemateca Capitólio. Antes do longa-metragem, será exibido o curta de ficção Dá Licença de Contar, também dirigido por Serrano, com Paulo Miklos no papel do sambista.
Na terça-feira, 28 de janeiro, às 19h30, o diretor Pedro Serrano participa de uma sessão comentada.  Antologia da Cidade Fantasma, O Farol e Synonymes seguem em exibição até o dia 5 de fevereiro.

SOBRE RODAS NA SESSÃO VAGALUME
Nos dias 01 e 02 de fevereiro, a Sessão Vagalume apresenta o filme brasileiro Sobre Rodas, de Mauro D’Addio. No filme, Lucas e Laís, dois amigos que se conheceram na escola, iniciam uma jornada para encontrar o paradeiro do pai da menina. A Sessão Vagalume é produzida pelo Programa de Alfabetização Audiovisual.   

FILMES

Parasita
(Gisaengchung)
Coréia do Sul, 2019, 132’, DCP
Direção: Bong Joon-ho
Distribuição: Pandora/Alpha Filmes
Todos os quatro membros da família Ki-taek estão desempregados, porém uma obra do acaso faz com que o filho adolescente comece a dar aulas privadas de inglês à rica família Park. Fascinados com o estilo de vida luxuoso, os quatro bolam um plano para se infiltrar nos afazeres da casa burguesa. É o início de uma série de acontecimentos incontroláveis dos quais ninguém sairá ileso.

Sobre Rodas
(Brasil, 2017, 72', DCP)
Direção: Mauro D'Addio
Lucas, um menino de 13 anos, chega a uma nova escola depois de um acidente que o colocou em uma cadeira de rodas. Lá, ele fica amigo de uma colega de classe, Laís, que sonha em conhecer o pai que a abandonou. Uma jornada se inicia quando eles descobrem o paradeiro do pai dela e decidem fugir juntos para tentar encontrá-lo.

Adoniran – Meu Nome é João Rubinato
Brasil, 2018, 92 minutos, DCP
Direção: Pedro Serrano
O filme oferece acessibilidade CineAssista
Distribuição: Pandora Filmes
Adoniran Barbosa, autor de sucessos como "Trem das Onze" e "Saudosa Maloca", carrega o título de maior sambista paulista de todos os tempos. A cidade de São Paulo era a personagem principal de suas canções e radionovelas. Através de imagens de arquivos raras e nunca vistas antes, o compositor e cantor paulistano, que faleceu em 1982, é redescoberto pelo público.

Dá Licença de Contar
Brasil, 2015, 17 minutos, DCP
Direção: Pedro Serrano
O curta-metragem tem como tema as histórias por trás de canções famosas do cantor e compositor Adoniran Barbosa.

INGRESSOS:
Parasita: R$ 16,00
Synonymes: R$ 16,00
Antologia da Cidade Fantasma: R$ 16,00
Adoniran: R$ 16,00
O Farol: R$ 16,00
Sessa Vagalume: R$ 10,00
Projeto Raros: entrada franca.

GRADE DE HORÁRIOS
30 de janeiro a 5 de fevereiro de 2020

30 de janeiro (quinta)
14h – Antologia da Cidade Fantasma
16h – Synonymes
18h – Adoniran – Meu Nome é João Rubinato
20h – O Farol

31 de janeiro (sexta)
14h – Antologia da Cidade Fantasma
16h – Synonymes
18h – Adoniran – Meu Nome é João Rubinato
20h – Projeto Raros – O Incrível Homem que Derreteu

1 de fevereiro (sábado)
14h – Antologia da Cidade Fantasma
16h – Sessão Vagalume: Sobre Rodas
18h – Adoniran – Meu Nome é João Rubinato
20h – O Farol

2 de fevereiro (domingo)
14h – Antologia da Cidade Fantasma
16h – Sessão Vagalume: Sobre Rodas
18h – Parasita + debate

4 de fevereiro (terça)
14h – Antologia da Cidade Fantasma
16h – Synonymes
18h – Adoniran – Meu Nome é João Rubinato
20h – O Farol

5 de fevereiro (quarta)
14h – Antologia da Cidade Fantasma
16h – Synonymes
18h – Adoniran – Meu Nome é João Rubinato
20h – O Farol

segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

Cine Dica: OFICINA DE CINEMA PARA ADOLESCENTES


INSCRIÇÕES

Oficina de Cinema para Adolescentes tem como proposta introduzir os oficinandos alinguagem cinematográfica (planos, ângulos e movimentos de câmera); a escrita de roteiro cinematográfico (argumento, estrutura, roteiro técnico); e a edição cinematográfica(corte, ritmo e transição). O cinema será um dispositivo lúdico e criativo na produção e circulação de saberes entre os oficinandos, figurando como espaço de formação e sociabilidade em que, através de atividades práticas em grupo, a apreensão da linguagem cinematográfica promoverá a experiência coletiva de criação e autoria. A consolidação desta proposta cumpre-se com a realização de um curta-metragem pelos próprios oficinandos. A potência artística e educativa desta oficina se dará na esfera da experiência, da relação com a imagem e da relação com o outro – para além da técnica. Desta forma, não será necessário o uso de equipamento profissional ou semi-profissional.

Dias
De 05/02 a 13/05
(todas quartas-feiras).

Horário
Das 13h30 às 16h30.

Local
Fora da Asa (José do Patrocínio, 642 – Lado B).

Investimento
R$ 350,00 para pagamento via Sympla (em até 12X)
Ou
R$ 260,00 para pagamento À VISTA, via depósito ou transferência bancária.

Informações
WhatsApp
(51) 98932-4276

E-mail

Site

sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Cine Especial: Clube de Cinema de Porto Alegre - 'Stalker (1979)'

Sinopse: Três viajantes do futuro atravessam uma zona proibida e encontram um lugar onde as fantasias são realizadas e a verdade é revelada.

Em 1979, ao realizar Stalker, o cineasta Andrey Tarkovskiy confirmava-se independente dentro do cinema soviético, nem padronizado, nem cumpridor de cânones. E aqui, ia mais longe. Além da adequação de cada diálogo em prol da narrativa, cada gesto, cada pequena contração dos músculos faciais carregava uma representação.
Os personagens principais dessa trama são três: Stalker (uma espécie de andarilho de caminhar titubeante), o professor e o escritor. E são os três que partem numa jornada a uma terra abandonada e proibida, a Zona. Perigosa e nascida de uma catástrofe, essa área reclama visitas por possuir uma caverna que supostamente preenche os desejos mais escondidos.
O filme gira, então, em torno da busca da fé. Cada frase, principalmente as do personagem Stalker, e cada expressão facial vêm para requerer essa fé, seja ela dos outros personagens (o professor e o escritor), seja ela dos próprios espectadores. Mesmo que contemplativamente, o espectador parece precisar crer para o filme fazer sentido. Tarkovsky, então, ao longo da narrativa, vai colocando gradativamente essa semente de crença em nossas mentes.
E isso só tem a se exacerbar com cada enquadramento, cada música, cada fala. Enfim, cada plano, com seus corpos, objetos, paisagens, vento e neve contribuindo, indiretamente, para tecer o fio narrativo. O cinema de Tarkovsky carrega a característica primeira das coisas perfeitas: o que ali não aparece, com certeza seria excesso.

NOTA: O filme será exibido para associados do Clube de Cinema de Porto Alegre amanhã, as 10horas da manhã na Sala Eduardo Hirtz da Casa de Cultura Mario Quintana. 


Faça parte do Clube de Cinema de Porto Alegre.  
Mais informações através das redes sociais:
Facebook: www.facebook.com/ccpa1948
twitter: @ccpa1948  
Instagram: @ccpa1948 

Joga no Google e me acha aqui:  
Me sigam no Facebook,  twitter, Linkedlin e Instagram.  

quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

Cine Dica: Estreias do Final de Semana (23/01/2020)

'1917'

Sinopse: Durante a Primeira Guerra Mundial, dois jovens soldados britânicos recebem uma missão praticamente impossível.

'A Divisão' 

Sinopse: No fim dos anos 1990, uma onda de sequestros abala o Rio de Janeiro. Um grupo de policiais assume a Divisão de Ações Antissequestro (DAAS) com a missão de desmontar as quadrilhas que transformou o crime em indústria. 

'A Possessão de Mary'

Sinopse: O marinheiro David luta para oferecer uma vida melhor à sua família. Tudo parece melhorar quando ele se depara com a oportunidade de arrematar um velho barco em leilão. 

'Adoniran: Meu Nome é João Rubinato'

Sinopse: Por meio do acervo pessoal de Adoniran Barbosa, uma investigação em imagens de arquivo raras e depoimentos de amigos e familiares.

'O Filme do Bruno Aleixo' 

Sinopse: Personagem cômico e famoso no YouTube, o português Bruno Aleixo ganha seu próprio filme. Na trama, Bruno decide escrever uma autobiografia. 

'O Melhor Verão de Nossas Vidas' 

Sinopse: O trio de amigas cantoras Bia, Giulia e Laura, as BFF Girls, está prestes a participar de um festival de música muito famoso no Rio de Janeiro. 

'Segundo Tempo' 

Sinopse: Memórias afetivas de torcedores e funcionários da Sociedade Esportiva Palmeiras, um dos clubes de futebol mais conhecidos do Brasil.

'Um Espião Animal' 

Sinopse: Lance Sterling, considerado o melhor espião do mundo, é chamado para salvar a população mundial (novamente) após um evento insólito. 

'Um Lindo Dia Na Vizinhança'

Sinopse: Fred Rogers foi o criador de Mister Rogers' Neighborhood, um programa infantil de TV muito popular na década de 1960 nos EUA. Em 1998, Tom Junod, até então um cínico jornalista, aceitou escrever o perfil de Rogers para a revista Esquire.    

'Uma Garota Chamada Marina' 

Sinopse:  Marina Lima é uma mulher à frente do seu tempo e uma artista experiente com uma bagagem de mais 40 anos de carreira.


Joga no Google e me acha aqui:  
Me sigam no Facebook,  twitter, Linkedlin e Instagram.  

Cine Dica: Satyricon de Fellini em debate

SATYRICON

Na sexta-feira, 24 de janeiro, às 20h, a Cinemateca Capitólio celebra o centenário de Federico Fellini com a sessão comentada de um dos grandes clássicos do realizador italiano: Satyricon. A sessão será comentada pelo crítico Marcus Mello. O valor do ingresso é R$ 10,00, com meia entrada para estudantes e idosos.

SATYRICON DE FELLINI
(Itália, 1969, 124 minutos, HD)
Direção: Federico Fellini
Legendas em português
Na Roma de Nero, Encolpio lamenta a perda de seu amante, Gitone, para o melhor amigo, Ascilto. Um súbito terremoto destrói a casa de Encolpio antes de ele ter a chance de concretizar um suicídio planejado. Onírico, extravagante, psicodélico, erótico e brutal, Satyricon é um retrato fascinante da decadência do Império Romano.

GRADE DE HORÁRIOS
23 a 29 de janeiro de 2020

23 de janeiro (quinta-feira)
14h – O Farol
16h – Bellatrix
18h – Synonymes
20h10 – Antologia da Cidade Fantasma

24 de janeiro (sexta-feira)
14h – O Farol
16h – Antologia da Cidade Fantasma
18h – Synonymes
20h – Satyricon de Fellini + debate

25 de janeiro (sábado)
14h – O Farol
16h – Sessão Vagalume: Matilda
18h – Synonymes
20h10 – Antologia da Cidade Fantasma

26 de janeiro (domingo)
14h – O Farol
16h – Sessão Vagalume: Matilda
18h – Synonymes
20h10 – Antologia da Cidade Fantasma

28 de janeiro (terça-feira)
14h – O Farol
16h – Bellatrix
17h – Synonymes
19h30 – Adoniran – Meu Nome é João Rubinato + debate

29 de janeiro (quarta-feira)
14h – O Farol
16h – Bellatrix
18h – Synonymes
20h10 – Antologia da Cidade Fantasma

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Cine Dica: Programação da Cinemateca Paulo Amorim de 23 a 29 de Janeiro de 2020

PROGRAMAÇÃO DE 23 A 29 DE JANEIRO DE 2020 
SEGUNDAS-FEIRAS NÃO HÁ SESSÕES


SALA 1 / PAULO AMORIM

15h – O PARAÍSO DEVE SER AQUI
(It Must Be Heaven - Alemanha/Canadá/Turquia/Palestina, 2019, 100min). Direção de Elia Suleiman, com Elia Suleiman, Gael García Bernal, Tarik Kopty. Imovision, 14 anos. Comédia dramática.
Sinopse: O próprio diretor Elia Suleiman é o protagonista, que sai de sua terra natal - a Palestina - e viaja pelo mundo em busca de novas vivências. Mas em todos os lugares por onde passa, de Paris a Nova York, ele se depara com os mesmos problemas, incluindo a violência policial, o preconceito e o controle de imigração. O filme representou a Palestina na indicação ao Oscar 2020.

17h – UMA MULHER ALTA
(Dylda - Rússia, 2019, 135min). Direção de Kantemir Balagov, com Viktoria Miroshnichenko e Vasilisa Perelygina. Supo Mungam Filmes, 16 anos. Drama.
Sinopse: Iya e Masha são duas jovens mulheres que buscam esperança e um novo rumo para suas vidas na Rússia de 1945, logo ao fim da Segunda Guerra Mundial. Elas vivem em Leningrado, cidade que sofreu um dos cercos mais brutais do combate - e, para muitos, a morte pode ser a única opção viável. O filme é baseado no romance "A Guerra não tem Rosto de Mulher", de Svetlana Aleksievitch, e foi indicado pela Rússia para concorrer ao Oscar de filme estrangeiro.

19h30 – GOLPE *ESTREIA*
(Brasil, 2019, 70min). Direção de Luiz Alberto Cassol e Guilherme Castro. Guarujá Produções. 14 anos. Documentário.
Sinopse: O documentário faz a cronologia e propõe uma reflexão sobre os fatos políticos que marcaram a destituição da presidente Dilma Rousseff e a prisão do ex-presidente Lula. Os diretores recolheram imagens e sons que circularam nas mídias e redes sociais e traçam uma linha de tempo historicamente detalhada, com foco nas conexões, na abrangência e na quantidade de informações.

*Na quinta-feira (dia 23), sessão comentada com os diretores e convidados.
*Não haverá sessões nos dias 28 e 29 de janeiro (terça e quarta-feira) devido a Mostra da Visibilidade Trans.

SALA 2 / EDUARDO HIRTZ

14h – A VIDA INVISÍVEL
(Brasil, 2019, 140min). Direção de Karim Ainouz, com Fernanda Montenegro, Julia Stockler e Carol Duarte. Vitrine Filmes, 16 anos. Drama.
Sinopse: Filhas de imigrantes portugueses, as jovens Guida e Eurídice vivem no Rio de Janeiro dos anos 1950. A primeira está à espera de um grande amor, enquanto Eurídice sonha com uma carreira de pianista. Mas seus projetos de vida são interrompidos pela postura machista e conservadora do pai, que se vale de uma mentira para separar as duas irmãs. Inspirado no livro "A vida invisível de Eurídice Gusmão", de Martha Batalha, o filme foi indicado pelo Brasil para concorrer ao Oscar de melhor filme estrangeiro.

16h30 - BACURAU
(Brasil, 2019, 135min). Direção de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, com Barbara Colen, Sônia Braga, Udo Kier. Vitrine Filmes, 16 anos. Suspense.
Sinopse: Em um futuro próximo, no esquecido vilarejo de Bacurau, os moradores percebem que coisas estranhas estão acontecendo. Primeiro, a cidade some dos mapas; depois, um disco voador aparece no céu e algumas pessoas morrem violentamente. Para se proteger dos ataques, a comunidade se une e criam uma maneira bem particular de defesa. O filme ganhou o prêmio do júri no Festival de Cannes.

19h – O FAROL
(The Lighthouse – Canadá/EUA, 2019, 110min). Direção de Robert Eggers, com Robert Pattinson e Willem Dafoe. Vitrine Filmes, 16 anos. Suspense.
Sinopse: Thomas Wake é o responsável pelo farol de uma ilha isolada e contrata o jovem Ephraim Winslow para substituir o ajudante anterior, colaborando nas tarefas diárias. Mas o novo ajudante é proibido de entrar no espaço do farol, o que aumenta a tensão entre os dois homens e conduz a trama por caminhos inesperados. O filme está indicado ao Oscar de melhor fotografia.

SALA 3 / NORBERTO LUBISCO

15h15 – O FILME DO BRUNO ALEIXO *ESTREIA*
(Portugal, 2019, 92min). Direção de João Moreira e Pedro Santo. Sessão Vitrine, Livre. Comédia.
Sinopse: Misto de cachorro e urso de pelúcia, Bruno Aleixo é um conhecido personagem da mídia portuguesa e tem programas no rádio, na televisão e no YouTube. Agora, ele protagoniza um longa-metragem em que reúne seus principais amigos - entre os quais um busto de Napoleão - com o objetivo de criar sua autobiografia. Atores conhecidos da cena portuguesa, como Adriano Luz, Rogério Samora e João Lagarto, dão vida aos fatos.

17h – MINHA IRMÃ DE PARIS
(Ni Une ni Deux - França, 2019, 100min). Direção de Anne Giafferi, com Mathilde Seigner, François-Xavier Demaison. Pagu Filmes, 12 anos. Comédia dramática.
Sinopse: Uma atriz de comédia resolve contratar uma "dublê" para tomar seu lugar no set de filmagens, depois que uma cirurgia plástica dá errado. E a substituta não poderia ser mais perfeita: é a própria irmã gêmea da atriz, que ela nem sabia da existência.
  
19h – STALKER
(Сталкер - Rússia, 1979, 162min). Direção de Andrei Tarkovsky, com Aleksandr Kaidanovsky eAnatoly Solonitsyn. MosFilm, 14 anos. Ficção científica.
Sinopse: Num futuro indefinido, um guia (stalker) conduz dois homens conhecidos como Escritor e Professor por uma área proibida. Dentro dela, há uma usina desativada onde é possível realizar os desejos mais secretos dos visitantes. O filme integra o Ciclo de Cinema Russo e Soviético 2020, com cópias restauradas do antigo estúdio MosFilm.

PREÇOS DOS INGRESSOS:
TERÇAS, QUARTAS e QUINTAS-FEIRAS: R$ 12,00 (R$ 6,00 – ESTUDANTES E MAIORES DE 60 ANOS). SEXTAS, SÁBADOS, DOMINGOS, FERIADOS: R$ 14,00 (R$ 7,00 - ESTUDANTES E MAIORES DE 60 ANOS). CLIENTES DO BANRISUL: 50% DE DESCONTO EM TODAS AS SESSÕES. 
Professores tem direito a meia-entrada mediante apresentação de identificação profissional.
Estudantes devem apresentar carteira de identidade estudantil. Outros casos: conforme Lei Federal nº 12.933/2013. Brigadianos e Policiais Civis Estaduais tem direito a entrada franca mediante apresentação de carteirinha de identificação profissional. *Quantidades estão limitadas à disponibilidade de vagas na sala. 
A meia-entrada não é válida em festivais, mostras e projetos que tenham ingresso promocional. Os descontos não são cumulativos. Tenha vantagens nos preços dos ingressos ao se tornar sócio da Cinemateca Paulo Amorim. Entre em contato por este e-mail ou pelos telefones: (51) 3136-5233, (51) 3226-5787.

Acesse nossas plataformas sociais: