Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Cine Especial: Vencedores do Oscar 2017: DO MICO AO TRIUNFO


Como cinéfilo que se preze eu assisti até o final do Oscar novamente, mesmo com a sempre sensação de me decepcionar. Mas eis que esse ano a cerimônia entrou para história de um jeito inesquecível.  La La Land estava se encaminhando para ganhar o prêmio principal da noite, pois até aquele momento já havia ganhado seis prêmios, incluindo melhor atriz e melhor diretor. Quando foi anunciado o prêmio de melhor filme para ele, eu imediatamente postei no meu twitter, destacando como merecido, mas previsível, pois os membros da academia poderiam surpreender. 
Logo em seguida eu havia fechado o twitter e desligado o computador. Mais eis  que me lembrei que eu precisava deixar baixando um arquivo e quando reeliguei o aparelho foi aí então que levei o maior susto na minha tl do facebook. O crítico de cinema Roberto Sadovski comentando num vídeo sobre a vitória de  Moonlight: Sob a Luz do Luar, justamente o filme do qual eu realmente estava torcendo. 
Até esse momento, ninguém sabe ao certo o que aconteceu, mas vamos por partes. Warren Beatty e Faye Dunaway foram convidados para subir ao palco e anunciar o grande vencedor da noite. Beatty começa abrindo o envelope e não entendendo nada, pois o envelope estava escrito a vencedora do Oscar de melhor atriz que foi para Emma Stone. Não tendo muita escolha do que fazer na hora, Beatty anunciou então La La Land como vencedor do principal prêmio da noite. 
Durante o discurso dos produtores do musical, surgiu no palco o pessoal técnico da cerimônia já falando entre os muitos que estavam naquele momento no local de que algo estava errado e é ai que os produtores de La la Land tiveram que engolir seco. O envelope contendo o nome do vencedor de melhor filme não havia sido dado para Warren Beatty antes de subir ao palco e deram então o do vencedor de melhor atriz por engano e gerando então a maior confusão. 
Agindo como bom perdedor, o produtor de La la land anunciou o que eu queria ter ouvido antes, que é Moonlight  saindo da noite com o prêmio máximo da noite. Nada contra esse belo musical que é La La Land, pois ele nos dá uma carga de nostalgia e de até mesmo esperança perante os dias  difíceis  do qual hoje vivemos. Mas ao mesmo tempo, não dar o Oscar para Moonlight, seria o mesmo que os membros da academia tentar esconder o sol com uma peneira, pois a obra toca em assuntos que vão desde racismo, bullying, drogas e homofobia.
Pode até ser uma decisão mais politica do que artística, mas como atualmente vivemos numa período do qual a extrema direita se alastra pelo mundo de uma forma desenfreada, é preciso mostrar que a minoria existe, que ela tem voz  alta e que não se calará perante a opressão e o ódio do qual os lideres de certos países pregam nas entrelinhas. 

Confira a lista completa dos vencedores: 

Melhor Filme
VENCEDOR: Moonlight: Sob a Luz do Luar
A Chegada
Até o Último Homem
Estrelas Além do Tempo
Lion: Uma Jornada para Casa
Moonlight: Sob a Luz do Luar
Um Limite Entre Nós
A Qualquer Custo
La La Land: Cantando Estações
Manchester à Beira-Mar

Melhor Diretor
VENCEDOR: Damien Chazelle – La La Land: Cantando Estações
Denis Villeneuve – A Chegada
Mel Gibson – Até o Último Homem
Damien Chazelle – La La Land: Cantando Estações
Kenneth Lonergan – Manchester à Beira-Mar
Barry Jenkins – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Melhor Atriz
VENCEDOR: Emma Stone – La La Land: Cantando Estações
Isabelle Huppert – Elle
Ruth Negga – Loving
Natalie Portman – Jackie
Emma Stone – La La Land: Cantando Estações
Meryl Streep – Florence: Quem é Essa Mulher?

Melhor Ator
VENCEDOR: Casey Affleck – Manchester à Beira-Mar
Casey Affleck – Manchester à Beira-Mar
Andrew Garfield – Até o Último Homem
Ryan Gosling – La La Land: Cantando Estações
Viggo Mortensen – Capitão Fantástico
Denzel Washington – Um Limite Entre Nós

Melhor Ator Coadjuvante
VENCEDOR: Mahershala Ali – Moonlight: Sob a Luz do Luar
Mahershala Ali – Moonlight: Sob a Luz do Luar
Jeff Bridges – A Qualquer Custo
Lucas Hedges – Manchester à Beira-Mar
Dev Patel – Lion: Uma Jornada para Casa
Michael Shannon – Animais Noturnos

Melhor Atriz Coadjuvante
VENCEDOR: Viola Davis – Um Limite Entre Nós
Viola Davis – Um Limite Entre Nós
Naomie Haris – Moonlight: Sob a Luz do Luar
Nicole Kidman – Lion: Uma Jornada para Casa
Octavia Spencer – Estrelas Além do Tempo
Michelle Williams – Manchester à Beira-Mar

Melhor Roteiro Original
VENCEDOR: Manchester à Beira-Mar
A Qualquer Custo
La La Land: Cantando Estações
O Lagosta
Manchester à Beira-Mar
20th Century Woman

Melhor Roteiro Adaptado
VENCEDOR: Moonlight: Sob a Luz do Luar
A Chegada
Um Limite Entre Nós
Estrelas Além do Tempo
Lion: Uma Jornada para Casa
Moonlight: Sob a Luz do Luar

Melhor  Animação
VENCEDOR: Zootopia: Essa Cidade é o Bicho
Kubo e as Cordas Mágicas
Moana: Um Mar de Aventuras
Minha Vida de Abobrinha
The Red Turtle
Zootopia: Essa Cidade é o Bicho

Melhor Documentário em Curta-Metragem
VENCEDOR: Os Capacetes Brancos
Extremis
4.1 Miles
Joe’s Violin
Watani: My Homeland
Os Capacetes Brancos

Melhor Documentário em Longa-Metragem
VENCEDOR: O.J.: Made in America
Fogo no Mar (Fire at Sea)
I Am Not Your Negro
Life, Animated
O.J.: Made in America
A 13ª Emenda (13th)

Melhor Longa Estrangeiro
VENCEDOR: The Salesman (Irã)
Land of Mine (Dinamarca)
Um Homem Chamado Ove (Suécia)
The Salesman (Irã)
Tanna (Austrália)
Toni Erdmann (Alemanha)

Melhor Curta-Metragem
VENCEDOR: Sing
Ennemis Intérieurs
La Femme et le TGV
Silent Nights
Sing
Timecode

Melhor Curta em Animação
VENCEDOR: Piper
Blind Vaysha
Borrewed Time
Pear Cider and Cigarettes
Pearl
Piper (curta que abriu para Procurando Dory)

Melhor Canção Original
VENCEDOR: “City of Stars” – La La Land: Cantando Estações
“Audition (The Fools Who Dream)” – La La Land: Cantando Estações
“Can’t Stop the Feeling” – Trolls
“City of Stars” – La La Land: Cantando Estações
“The Empty Chair” – Jim: The James Foley Story
“How Far I’ll Go” – Moana

Melhor Fotografia
VENCEDOR: La La Land: Cantando Estações
A Chegada
La La Land: Cantando Estações
Lion: Uma Jornada para Casa
Moonlight: Sob a Luz do Luar
Silêncio

Melhor Figurino
VENCEDOR: Animais Fantásticos e Onde Habitam
Aliados
Animais Fantásticos e Onde Habitam
Florence: Quem é Essa Mulher?
Jackie
La La Land: Cantando Estações

Melhor Maquiagem e Cabelo
VENCEDOR: Esquadrão Suicida
Um Homem Chamado Ove
Star Trek: Sem Fronteiras
Esquadrão Suicida

Melhor Mixagem de Som
VENCEDOR: Até o Último Homem
A Chegada
Rogue One: Uma História Star Wars
Até o Último Homem
La La Land: Cantando Estações
13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi

Melhor Edição de Som
VENCEDOR: A Chegada
A Chegada
Horizonte Profundo: Desastre no Golfo
Até o Último Homem
La La Land: Cantando Estações
Sully: O Herói do Rio Hudson

Melhores Efeitos Visuais
VENCEDOR: Mogli
Horizonte Profundo: Desastre no Golfo
Doutor Estranho
Mogli
Kubo e as Cordas Mágicas
Rogue One: Uma História Star Wars

Melhor Design de Produção
VENCEDOR: La La Land: Cantando Estações
A Chegada
Animais Fantásticos e Onde Habitam
Ave César!
La La Land: Cantando Estações
Passageiros

Melhor Edição
VENCEDOR: Até o Último Homem
A Chegada
Até o Último Homem
A Qualquer Custo
La La Land: Cantando Estações
Moonlight: Sob a Luz do Luar

Melhor Trilha Sonora
VENCEDOR: La La Land: Cantando Estações
Jackie
La La Land: Cantando Estações
Lion: Uma Jornada para Casa
Moonlight: Sob a Luz do Luar
Passageiros


Me sigam no Facebook, twitter, Google+ e instagram 

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

NOTA: EM BREVE NO MEU BLOG




"O filme tem uma tarefa que é também um dever: para contar a realidade para o público e faze-lo  entender melhor. Especialmente para o público Jovem".

 (Ettore Scola)  


          
Me sigam no Facebook, twitter, Google+ e instagram

Cine Dica: "Um Limite Entre Nós" Terá pré-estreias durante o Carnaval

O público poderá conferir o desempenho de Viola Davis e Denzel Washington antes da cerimônia do Oscar
Com lançamento marcado para o dia 2 de março, “Um Limite Entre Nós” (“Fences”) terá pré-estreias pagas, de 23 de fevereiro a 1º de março. As sessões acontecem no Rio de Janeiro, Niterói, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre e São Paulo. Nessas seis cidades, o público poderá conferir antecipadamente ao filme, que concorre a quatro categorias do Oscar, na cerimônia que será realizada no domingo, dia 26: Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Ator (Denzel Washington), Melhor Atriz Coadjuvante (Viola Davis).   
Além de participar da disputa do prêmio mais concorrido do cinema, “Um Limite Entre Nós” já conquistou importantes títulos da indústria cinematográfica como Melhor Ator para Denzel Washington no SAG Awards e Melhor Atriz Coadjuvante para Viola Davis no Globo de Ouro, Critic’s Choise Awards, SAG Awards e BAFTA.
 Para mais informações sobre horários e venda, por favor, procure os sites de vendas de ingressos online ou o cinema de sua preferência.

PRÉ-ESTREIAS PAGAS: de 23 de fevereiro a 01 de março.

ESTREIA: 02 de março.

SINOPSE:
A história gira em torno da vida de Troy Maxson (Denzel Washington) e os conflitos que permeiam suas relações sociais e familiares. Casado com Rose (Viola Davis), ele leva uma vida difícil, em uma América hostil aos negros. Quando seu filho Cory (Jovan Adepo) decide seguir carreira no beisebol – antigo sonho do pai – a convivência entre eles começa a ficar cada vez mais complicada. 

Denzel Washington também assina a direção do filme.


CONFIRA ABAIXO O CIRCUITO DAS PRÉ-ESTREIAS:

BELO HORIZONTE
Cineart Ponteiro
Cinemark Pátio Savassi

BRASÍLIA
Cinemark Pier 21
Espaço Itaú Casa Park

NITERÓI
Reserva Cultural Niterói

PORTO ALEGRE
Cinemark Bourbon Ipiranga
GNC Moinhos de Vento

RIO DE JANEIRO
Cinépolis Lagoon       
Cinemark Downtown            
Estação NET Gávea
Estação NET Ipanema
Estação NET Barra Point
Estação NET Botafogo
Kinoplex São Luiz
UCI New Youk City Center

SÃO PAULO
Cinépolis JK Iguatemi
Cinesystem Morumbi Town
Cinemark Pátio Paulista
Cinemark Cidade Jardim
Cine Livraria Cultura
Espaço Itaú Pompéia
Kinoplex Itaim 
 Assinatura Raffaela Buratto - Show de Inverno 2017

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Cine Dica: Em Cartaz: Moonlight - Sob a Luz do Luar



Sinopse:O menino negro e pobre Chiron cresceu em meio a violência de seu bairro e sob a margem do preconceito. Sua mãe é viciada em crack e na escola sofre bullying. Já adulto, ele continua lutando para impor o seu lugar ao mundo enquanto tenta aceitar sua sexualidade.

Se o mundo for justo, Moonlight – Sob a Luz do Luar irá ganhar o Oscar de melhor filme no próximo domingo. Não desmereço La La Land, muito pelo contrário, pois ele é um filme que nos passa uma nostalgia referente à era do ouro do cinema e ao mesmo tempo nos faz ter esperança em tempos nebulosos dos quais vivemos hoje em dia. Mas é justamente devido a esses tempos de apreensão, que o filme de Barry Jenkins merece um reconhecimento maior, pois ele toca na ferida sobre o papel, não somente do homem negro dentro da sociedade, como também de qualquer pessoa que sofre por ser diferente ou não ter obtido uma sorte melhor na vida.
A trama é protagonizada pelo menino Chiron, do qual assistimos a sua cruzada em três fases distintas: quando pequeno (interpretado por Alex R. Hibbert) e perseguido por outros alunos por ser fraco; quando adolescente (interpretado por Ashton Sanders), do qual sofre preconceito pela possibilidade de ser gay e quando adulto (interpretado por Trevante Rhodes) onde vive ganhando através do submundo do qual ele conviveu. Em meio a esse trajeto, conhecemos Juan (Mahershala Ali), do qual estende mão para ajudá-lo, mas ao mesmo tempo vende as drogas que fazem a mãe do menino (Naomie Warris) cair em desgraça. Em meio a isso, temos o colega de escola (que na fase adulta se torna André Holland) e que tem papel fundamental na vida de Chiron. 
Toda a trama se passa numa Miami que não se encontra nos cartões postais, mas sim numa Miami verdadeira, crua e que não esconde os verdadeiros residentes da casa. Numa realidade onde a violência, preconceito, drogas e mortes rondam por perto, ou você foge por algum tempo, ou você se torna parte dessa teia de eventos. Chiron tenta sobreviver num mundo onde o status de bem sucedido falam mais alto e a pobreza lhe coloca com um pé a frente do precipício.
No principio, Juan tem papel fundamental na formação de Chiron, sendo ele uma espécie de imagem da qual o pequeno protagonista poderá se tornar um dia. Mahershala Ali constrói então um personagem complexo, mesmo estando em pouco tempo em cena, pois nos simpatizamos com ele, mesmo pertencendo por caminhos dos quais não possui volta. Falando nisso, Naomie Warris nos brinda com uma personagem trágica, do qual se submete, tanto ela como o seu filho, em situações dramáticas irreparáveis.
E se o primeiro e segundo ato do longa metragem  é sobre a construção de uma pessoa, o ato final testemunhamos então a formação dele por completo. É aí que o cineasta Barry Jenkins  nos brinda com o melhor do seu cinema, onde sua câmera constrói a trama e ao mesmo tempo consegue extrair todos os sentimentos do protagonista pelo olhar cheio de histórias para contar. Isso é sintetizado ainda mais no momento em que ele reencontra com alguém especial do seu passado e fazê-lo se lembrar de um sentimento do qual se tornou cada vez mais e mais raro em sua cruzada pela vida. 
Moonlight - Sob a Luz do Luar é um filme universal sobre a vida, sobre os percalços do qual ela nos passa e das feridas emocionais que sempre teimam em nunca cicatrizar. 



Me sigam no Facebook, twitter, Google+ e instagram

Cine Dicas: Estréias do final de semana (23/02/17)



A Grande Muralha
Sinopse:Depois de 1700 anos, as obras da Grande Muralha da China estão chegando ao fim. Guerreiros britânicos inspecionam a construção e começam a desconfiar do real motivo da Muralha, que era para se proteger das invasões dos povos do norte. A grande verdade para essa obra seria para evitar uma ameaça sobrenatural.

 
A Jovem Rainha

Sinopse:Enigmática e em conflito é Cristina (Malin Buska), rainha coroada da Suécia. Criada rigorosamente como um príncipe, ela assume sua posição como líder e, inspirada pela filosofia, enfrenta grande resistência à suas ideias de modernizar a Suécia e acabar com a Guerra dos Trinta Anos, entre protestantes e católicos. Além dos problemas políticos, Cristina ainda precisa lidar com a sua crescente atração por uma dama de companhia.
 
A Lei da Noite

Sinopse:Em plena década de 1920, em Boston, Joe Coughlin (Ben Affleck), filho mais novo de um capitão de polícia, se envolve com o crime organizado e aproveita seus dias de poder rodeado de dinheiro. Porém, suas escolhas podem acabar levando-o à prisão, ou até mesmo à morte.  

BugiGangue no Espaço

Sinopse: Aliens fugiram da Confederação quando o temido Gana Gobler toma o controle do lugar. Resta aos extraterrestres buscarem abrigo na Terra e é onde fazem amizade com um grupo de jovens, dispostos a ajudá-los a voltarem para a Confederação e restaurar a paz.

 
Internet - O Filme

Sinopse:Filme apresenta oito esquetes estrelados por youtubers sensações do Brasil, como, Christian Figueiredo, Whindersson Nunes e Rafinha Bastos. Eles se encontram numa convenção de youtubers e acabam vivendo um dia cheio de confusões.
 
Mistério na Costa Chanel

Sinopse:No norte da França vive a família Van Peteghem. Ela leva uma vida abastada e a tranquilidade chega ao fim com a chegada da irmã do patriarca, a temperamental Aude (Juliette Binoche). Para piorar, uma série de desaparecimentos tira a paz dessa família.
 
Monster Trucks
Sinopse:O estudante Tripp (Lucas Till) adora mecânica e usa peças de carros para construir uma caminhonete. Certa noite aparece um monstro na garagem e se esconde no veículo. Tripp se afeiçoa pela criatura e o batiza de Creech. Mas essa amizade é ameaçada quando começam a caçar o monstro.

 
Moonlight - Sob a Luz do Luar
Sinopse:O menino negro e pobre Chiron cresceu em meio a violência de seu bairro e sob a margem do preconceito. Sua mãe é viciada em crack e na escola sofre bullying. Já adulto, ele continua lutando para impor o seu lugar ao mundo enquanto tenta aceitar sua sexualidade.




Me sigam no Facebook, twitter, Google+ e instagram