Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Cine Dica: Lançamento em DVD

Ando meio ausente porque ando ocupado com meu serviço mas sempre que da um tempinho dou uma dica, mesmo que ela seja uma, mas vale por muitas, confiram:

OS FALSÁRIOS
O outro lado do campo de concentração

Sinopse

História real da maior operação de falsificação de todos os tempos, promovida pelos nazistas em 1936. Em Berlim, o judeu Salomon Sally Sorowitsch (Karl Markovics) é conhecido como o rei da falsificação. Mas sua fase de sorte naufraga quando é preso por Friedrich Herzog (Devid Striesow). Levado para o campo de concentração Mauthausen, Salomon mostra sua habilidades e é transferido para Sachsenhausen. Lá encontra Herzog, que o coloca numa missão secreta. Salomon e um grupo de profissionais são forçados a produzir milhares de notas de dinheiro falso. Chamada de Operação Bernhard, o dinheiro seria para financiar a guerra e supostamente melhorar a economia alemã.


Ótimo filme, que mostra um outro lado do  massacre nos campos de concentração, Mostra como os alemães exploraram alguns dos Judeos mais talentosos com relação a Falsificação e todo tipo de profissão que precisa pra se falsificar dinheiro. Foi então que eles tinham nas mãos um famoso Falsificador judeo (Salomon Sally Sorowitsch) que em troca da morte ofereceram-lhe como trabalho o que ele sabia fazer de melhor, falsificações. Foi ai que Sorowitsch conseguiu com sua extrema habilidade dar um outro rumo na sua vida e na de alguns judeos que com ele ali estavam. Não é um soco no estomago (no bom sentido) que nem "A Lista de Schindler" que mostrava o dia-dia dos guetos e os terríveis massacres de judeos pelos soldados e comandates nazistas, mas cenas de realidade  cruel dos nazistas em explorarem os judeos a financiarem a sua própria morte e destruição. Com tudo, é um filme bem dirijido e com ótimos atores. O direitor Stefan Ruzowitzky, conseguio com esse filme mostrar a dura realidade. Recomendo, assistam!

curiosidades

Foi o 1º filme austríaco a ganhar o Oscar de melhor filme estrangeiro;
O orçamento de Os Falsários foi de 4,2 milhões de euros.

Um comentário:

As Tertulías disse...

Karl Markovic. Um bom ator nosso, digo, aqui da Austria...