Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre e frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 82 certificados). Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 30 de março de 2018

Cine Dica: Em Cartaz: ZAMA

Sinopse: No fim do século XVIII, Don Diego de Zama é um oficial da Coroa Espanhola que deseja partir para Buenos Aires. Ele junta-se a um grupo de soldados à caça de um perigoso bandido e explora terras distantes habitadas por índios selvagens.

Se há um avanço da direita em busca pelos frutos do capitalismo de hoje, há de lembrarmos que isso já vem de muito antigamente, mais especificamente em tempos em  que alguns países da América Latina não passavam de colonias e que eram sugadas por outros países. O filme brasileiro recente Joaquim, por exemplo, além de retratar uma visão mais crua do nosso personagem histórico Tiradentes, escancarava que até ele mesmo estava ali como fantoche a serviço da coroa portuguesa e que, no principio, estava consumido pelo desejo de consumo e poder. Zama retrata esse mesmo cenário, do qual é ainda mais desolador, selvagem, mas cujo o passado  não é muito diferente dos dias de hoje. 
Dirigido por Lucrecia Martel (O Pântano), a trama se passa no final século XVIII, onde conhecemos Don Diego de Zama (Daniel Gimenez Cacho), um oficial da Coroa Espanhola que não vê a hora de partir para Buenos Aires. Porém, é incumbido de  Juntar-se a um grupo de soldados à caça de um perigoso bandido e explora terras distantes habitadas por índios selvagens.  Se tem então uma cruzada da qual pode o levar a um caminho sem volta.
Assim como o nosso Tiradentes, Don Diego é inquieto no desejo de mudar de vida, ao ponto que realidade da qual se encontra se torna cada vez mais sufocante. Nem mesmo os serviços e adornos que a Espanha lhe oferece são o suficientes para fazer com que se sinta-se acomodado. Porém, diferente do nosso personagem histórico, Don Diego não terá tempo para enxergar o lado do qual poderia desejar  preservar ou até mesmo  salvar, mas sim tentando a partir dele tentar fugir antes que seja tarde demais.
Lucrecia Martel então faz uma dura crítica contra os poderosos, já que eles parecem mais vampiros com o desejo de sugar os  recursos e explorar os índios daquele tempo. Ao mesmo tempo que isso acontece, há o nascimento da vida estagnada, onde os ricos se acomodam por não haver mais nenhum desafio e acabam por então se afogando gradualmente ao longo do tempo. Don Diego tem ambições, mas talvez  elas venham a ser uma paz de espirito do qual a sua gente desconheça por completo.
É aí que, achando que o contato com a natureza irá encontrar o seu caminho, eis que ele dá de encontro com homens talvez não a serviço de poderosos, mas sim para saciar as suas próprias ambições. Eis que dessa trupe surge o personagem Vicunña Torpo, interpretado com intensidade espantosa por Matheus Nachtergaele e que não irá desistir em obter as riquezas da terra onde pisa. O seu personagem, aliás, fez me lembrar do personagem de Klaus Kinski em Aguirre, a Cólera dos Deuses e cuja ambição leva os demais personagens a um apocalipse particular devido a busca pelo poder.
Se for então para simplicar, Zama seria então um filme em que retrata exploração feroz por riquezas de um passado distante, mas sendo algo que ecoa em tempos contemporâneos, onde cada vez mais se encontra sucumbido ao poder e um consumo cego desenfreado. 

Onde assistir:  R. Gen. Câmara, 424 - Centro Histórico, Porto Alegre - RS. Horários: 15h e 19h.


Me sigam no Facebook, twitter, Google+ e instagram

quinta-feira, 29 de março de 2018

Cine Dicas: Estreias do final semana (29/03/18)



Jogador Nº 1

Sinopse: Em 2044, Wade Watts, assim como o resto da humanidade, prefere a realidade virtual do jogo OASIS ao mundo real. Quando o criador do jogo, o excêntrico James Halliday morre, os jogadores devem descobrir a chave de um quebra-cabeça diabólico para conquistar sua fortuna inestimável. Para vencer, porém, Watts tem de abandonar a existência virtual e ceder a uma vida de amor e realidade da qual sempre tentou fugir.

 

Arvores Vermelhas



Sinopse: A família Willer está entre as únicas doze, judaicas e checas, que conseguiu sobreviver ao holocausto. Alfred Miller e seu pai emigraram para o Brasil durante a Segunda Guerra Mundial quando sua cidade natal, Praga, na República Checa, foi invadida e devastada pelos nazistas. No Brasil, Alfred se casou e formou uma família, além de se consagrar como um grande arquiteto.



Château - Paris

Sinopse: No vibrante bairro africano Chateau d'Eau em Paris, Charles é o mais tranquilo de todos os malandros. Seu trabalho: encher os salões de cabeleireiro do bairro com muitos clientes. A competição é dura e seus concorrentes também querem ser o número um, e truques baratos acontecem sem parar. Conversa afiada, rimas divertidas, ternos extravagantes e segredos do coração. Bem-vindo à Chateau!


Com Amor, Simon

Sinopse: Aos 17 anos, Simon Spier aparenta levar uma vida comum, mas sofre por esconder um grande segredo: não revelou ser gay para sua família e amigos. E tudo fica mais complicado quando ele se apaixona por um dos colegas de classe, anônimo, na internet.


Deixe a Luz do Sol Entrar

Sinopse: Isabelle, uma artista parisiense, é também uma mãe divorciada à procura pelo amor verdadeiro.
  Madame

Sinopse: Anne e Bob são um casal rico que decide se mudar para Paris. Chegando lá, se apresentam à sociedade em um grande jantar. A chegada de um convidado a mais faz com que a conta dos presentes seja igual a 13 - um número maldito pelo casal. Eles decidem então arrumar a empregada da família como se fosse uma cidadã da alta sociedade parisiense para espatar a uruca - mesmo que com isso, façam com que tudo dê errado por causa da atrapalhada mulher. 


Nada a Perder – Contra Tudo. Por Todos

Sinopse: A trajetória do bispo evangélico Edir Macedo, empresário, fundador e líder espiritual da Igreja Universal do Reino de Deus e proprietário da Record TV.



Uma Dobra no Tempo

Sinopse: Meg Murry e seu irmãozinho, Charles Wallace, ficaram sem o seu pai cientista, o Sr. Murry, há cinco anos, desde que ele descobriu um novo planeta e usou o conceito conhecido como um tesseract para viajar para lá. Aliado do colega de classe de Meg, Calvin O'Keefe, e guiado pelos três misteriosos viajantes astrais conhecidos como Sra. Whatsit, Sra. Who e Mrs. Which, as crianças iniciam uma perigosa jornada para um planeta que possui todo o mal no universo.
  
 Me sigam no Facebook, twitter, Google+ e instagram

Cine Dica: Stromboli e Ernst Lubitsch (29 de março a 4 de abril)



CÓPIA RESTAURADA DE STROMBOLI DE ROBERTO ROSSELLINI EM CARTAZ
    MOSTRA O TOQUE LUBITSCH APRESENTA OBRAS-PRIMAS DA COMÉDIA
STROMBOLI DE ROSSELLINI

A partir de 29 de março, a Cinemateca Capitólio Petrobras apresenta duas novidades na programação: a exibição da cópia restaurada de Stromboli, obra-prima do italiano Roberto Rossellini, um dos pais do cinema moderno, e a mostra O Toque Lubitsch, com dez filmes de Ernst Lubitsch, um dos grandes mestres da comédia clássica. O longa alemão Western, de Valeska Grisebach, segue em exibição até o dia 4 de abril. O valor do ingresso para os filmes em cartaz (Stromboli e Western) é R$ 16,00. O valor para as sessões da mostra O Toque Lubitsch é R$ 10,00. Estudantes e idosos pagam meia entrada. A Cinemateca Capitólio Petrobras aceita todos os comprovantes de matrícula.

STROMBOLI DE ROSSELLINI
Stromboli
um filme de Roberto Rossellini
107 min., 1950, Itália, DCP
Distribuição: Zeta Filmes
sinopse Karen é uma refugiada. Para conseguir permanecer na Itália, ela se casa com um marinheiro da ilha Stromboli, na Sicília. Pouco tempo depois, as diferentes mentalidades e o duro estilo de vida da ilha começam a prejudicar o casal. Odiada pelos moradores locais e praticamente indiferente ao marido, Karen foge e chega ao topo do vulcão, onde pede a Deus força para sobreviver.
Roberto Rossellini foi um dos principais realizadores do Neorrealismo, considerado a era de ouro do cinema italiano no pós-guerra. Se no início de sua carreira produziu filmes ligados à ditadura de Mussolini, a partir de Roma cidade aberta, em 1945, seu cinema expôs as condições morais e a dificuldade econômica na Itália após a Segunda Guerra Mundial. Faleceu em 1977.

O TOQUE LUBITSCH
Alguém já disse: “dê um casal para Ernst Lubitsch e ele fará o melhor filme do mundo”. Não é exagero, mas entre tantos melhores filmes do mundo, ele especialmente deixará à vista, de forma escancarada e sutil (é o grande paradoxo lubitschiano, um dos segredos de seu “toque”), um elemento que a Hollywood clássica muitas vezes precisou esconder entre códigos e receitas morais: o tesão. Os personagens de Lubitsch desejam-se aos montes e muitas vezes farão de tudo, até mesmo derrubar reinos e causar incidentes diplomáticos, para que a cama receba um pouco de ação. E se os amantes vão aos céus, a nobreza decadente europeia é sempre observada em seu aspecto mais mesquinho e ridículo. Como todo grande homem da comédia, Lubitsch não sabia apenas rir. Sabia de quem rir.  
Durante o mês de abril, a mostra O Toque Lubitsch apresenta dez títulos representativos da fase hollywoodiana do cineasta. A programação tem apoio da distribuidora MPLC.

O Leque de Lady Margarida
(Lady Windermere’s Fan)
Estados Unidos, 1925, 89 minutos
Direção: Ernst Lubitsch
Comédia de costumes escrita por Oscar Wilde, em 1892. A história apresenta situações que envolvem calúnias e intrigas, amor e adultério, retratando a elegância e a superficialidade da sociedade vitoriana. Exibição digital.

O Tenente Sedutor
(The Smiling Lieutenant)
Estados Unidos, 1931, 90 minutos)
Direção: Ernst Lubitsch
Adaptação apimentada da opereta Ein Walzertraum, de 1907. O Tenente Niki, da Guarda Real austríaca, está de serviço na Viena do século XIX. Um grande acidente acontece numa parada militar que saúda o Rei Adolf e a Princesa Anna, sua filha, do vizinho reino de Flausenshaum: Niki sorri e pisca para a violinista Franzi, sua nova namorada, que estava no meio da multidão. Todavia, a Princesa Anna julga ser a destinatária da piscadela e se apaixona pelo tenente, que se vê obrigado a casar-se com ela para evitar um incidente internacional. Exibição digital.

Sócios no Amor
(Design for Living)
Estados Unidos, 1933, 91 minutos
Direção: Ernst Lubitsch
Dois americanos partilham um apartamento em Paris, o dramaturgo Tom Chambers e o pintor George Curtis, e ambos possuem uma queda amorosa por Gilda Farrell. Quando ela não consegue decidir-se sobre qual deles prefere, ela propõe um "acordo de cavalheiros": ela vai morar com eles, mas eles nunca terão relações sexuais. Exibição em HD

A Viúva Alegre
(The Merry Widow)
Estados Unidos, 1934, 99 minutos
Direção: Ernst Lubitsch
O filme conta a história da linda e rica viúva americana Crystal Radek que vai ao reino da Marshovia a convite do rei. A Sra. Radek não imaginava que o reino de Marshovia estava endividado e que o convite real fazia parte de um plano para fazer o casamento entre ela e um embaixador, salvando o país da bancarrota. Exibição digital.

Anjo
(Angel)
Estados Unidos, 1937, 91 minutos
Direção: Ernst Lubitsch
Negligenciada pelo marido, o diplomata Sir Frederick Barker, Maria embarca para Paris, onde vive a Grã-Duquesa Anna Dmitrievna, sua amiga e dona de um bordel. Lá, sem revelar sua identidade, ela se envolve com Anthony Halton, turista americano que se encanta com ela e que a trata por "Anjo". Exibição digital. Exibição digital.

A Oitava Esposa do Barba Azul
(Bluebeard's Eighth Wife)
Estados Unidos, 1938, 85 minutos
Direção: Ernst Lubitsch
O multimilionário americano Michael Brandon casa-se com a sua oitava esposa, Nicole, filha de um falido marquês francês. Mas ela não quer ser apenas mais um número na fila de ex-mulheres e começa sua própria estratégia para moldar o novo marido. Exibição digital.

Ninotchka
Estados Unidos, 1938, 108 minutos
Direção: Ernst Lubitsch
Nina "Ninotchka" Ivanovna, uma diplomata russa, é enviada a Paris numa missão de negócios oficial. Lá, ela se apaixona pelo guardião das joias de uma grã-duquesa, o conde Leon, um homem que representa tudo que ela deveria odiar. Exibição em HD

Ser ou Não Ser
(To Be or Not To Be)
Estados Unidos, 1942, 99 minutos
Direção: Ernst Lubitsch
Na Polônia ocupada durante a Segunda Guerra Mundial, um grupo de atores canastrões cai nas graças dos Nazistas. Eles ficam sabendo que terão de impedir um espião de entregar aos Nazistas uma mensagem danosa para a resistência. Exibição em HD.

A Loja da Esquina
(The Shop Around Corner)
Estados Unidos, 1940, 99 minutos
Direção: Ernst Lubitsch
Em Budapeste vive Alfred (James Stewart), o empregado de uma pequena loja de confecções, que se apaixona por Klara (Margaret Sullavan), uma garota com quem se corresponde sem nunca tê-la visto. Por coincidência Klara se emprega na loja em que Alfred trabalha e passa a hostilizá-lo, sem saber que ele é a pessoa com quem troca correspondências. Exibição digital.

Ladrão de Alcova
(Trouble in Paradise)
Estados Unidos, 1932, 83 minutos
Direção: Ernst Lubitsch

Gaston Monesque e Lily formam uma dupla de trambiqueiros de alta classe que escolheu viver a vida roubando. Tudo vai bem até que eles se deparam com uma herdeira com uma gorda conta bancária, e logo pensam num jeito de botar as mãos no dinheiro. Exibição digital.

GRADE DE HORÁRIOS
29 de março a 4 de abril de 2018

29 de março (quinta)
14h – Ninotchka
16h – Western
18h10 – Sócios no Amor
20h – Stromboli

30 de março (sexta)
14h – Anjo
16h – Western
18h10 – Ser ou Não Ser
20h – Stromboli

31 de março (sábado)
14h – A Oitava Esposa do Barba Azul
16h – Western
18h10 - Ninotchka
20h – Stromboli

1º de abril (domingo)
14h – A Viúva Alegre
16h – Western
18h10 – A Loja da Esquina
20h – Stromboli

3 de abril (terça)
14h – O Tenente Sedutor
16h – Western
18h10 – O Leque de Lady Margarida
20h – Stromboli

4 de abril (quarta)
14h – Sócios no Amor
16h – Western
18h10 – Ladrão de Alcova
19h30 – Sessão Abraccine – Quarto Camarim (divulgação em breve)