Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Cine Especial: A nova Hollywood: Parte 10


Todos os homens do presidente
Sinopse: Carl Bernstein (Dustin Hoffman) e Bob Woodward (Robert Redford), jornalistas do Washington Post, investigam a invasão da sede do Partido Democrata, ocorrida durante a campanha presidencial dos EUA, em 1972. O trabalho acabou sendo um dos principais motivos da renúncia do presidente Richard Nixon, do Partido Republicano, em 1974. Foi o famoso escândalo de Watergate.

Belo e ágil drama político, que muitos consideram como um dos melhores filmes sobre o tão falado escândalo de Watergate, que curiosamente, foi feito pouco tempo depois, após á polemica, que abalou os EUA. A forma como o filme é construído, em que recria a investigação dos repórteres passo a passo, com certeza ao longo do tempo serviu de base, para a criação de outros filmes sobre investigação, como no caso de Zodíaco de David Fincher. Infelizmente, o diretor Alan J. Pakula só voltaria a fazer um filme tão significativo como esse em A escolha de Sofia, mas depois disso, os outros títulos, pode se considerar dispensáveis.
Outra coisa que ajudou e muito no filme, é a química quase contagiante, da parceria  de Dustin Hoffman e Robert Redford em cena, onde ambos os personagens que eles interpretam se completam, ao investigar a fundo o importante caso da trama. Muito embora, Jason Robards (Era uma vez no Oeste), roube a cena a cada momento que surge e não é  a toa que recebeu um merecido Oscar de ator coadjuvante. 

Me Sigam no Facebook e Twitter:

2 comentários:

Devaneios disse...

Este filme é sensacional. Ajuda a compreender um pouco da história dos Eua, além de ser uma lição de jornalismo.

Marcelo C,M disse...

Sem duvida miga. Continue acompanhando os posts