Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 21 de agosto de 2018

Cine Dica: Pornochanchadas revisitadas e Dietrich & von Sternberg (21 a 31 de agosto)



HISTÓRIAS QUE NOSSO CINEMA (NÃO) CONTAVA E DUPLA EXPLOSIVA DE HOLLYWOOD EM CARTAZ NA CINEMATECA CAPITÓLIO PETROBRAS
 
A Cinemateca Capitólio Petrobras retoma a programação regular nesta quinta-feira (nos dias 21 e 22 apenas a sessão das 20h será realizada).
Na quinta-feira, 23 de agosto, Histórias Que Nosso Cinema (Não) Contava, dirigido por Fernanda Pessoa, entra em cartaz na Cinemateca Capitólio Petrobras. O documentário realiza uma releitura dos anos 1970 no Brasil através apenas de imagens e sons de filmes populares da época, muitos considerados "pornochanchadas", o gênero mais visto e produzido no período. O valor do ingresso é R$ 16,00, com meia entrada para estudantes e idosos.
No dia 30 de agosto, às 20h, a diretora participa de um debate após a exibição, com a mediação da cinéfila e pesquisadora Juliana Costa, integrante do cineclube Academia das Musas.
Uma edição especial do Projeto Raros apresenta no dia 31 de agosto, às 20h, a cópia em 35mm de As Aventuras Amorosas de um Padeiro, de Waldir Onofre, um dos filmes investigados pelo filme de Fernanda Pessoa. Informações completas da sessão em breve!  
Na quinta-feira, às 20h, a Cinemateca Capitólio Petrobras realiza mais uma edição do projeto Curta na Cinemateca com a exibição de três filmes, seguida de um debate com a diretora Nara Normande. A sessão tem entrada franca.
A partir de sábado, 25 de agosto, a Cinemateca Capitólio Petrobras apresenta a mostra Dietrich & von Sternberg, com seis obras-primas que marcam o encontro entre a atriz Marlene Dietrich e o diretor Josef von Sternberg, um dos pares criativos mais intensos da história do cinema. O valor do ingresso para os filmes da mostra é R$ 10,00, com meia entrada para estudantes e idosos.

HISTÓRIAS QUE NOSSO CINEMA (NÃO) CONTAVA
Brasil, 2017, 79', DCP
Direção e roteiro: Fernanda Pessoa
Classificação indicativa: 16 anos
O documentário realiza uma releitura dos anos 1970 no Brasil através apenas de imagens e sons de filmes populares da época, muitos considerados "pornochanchadas", o gênero mais visto e produzido no período.


DIETRICH & vON STERNBERG
Já aposentado do cinema, nos anos 1960, Josef von Sternberg afirmou ao crítico e cineasta Peter Bogdanovich que todos os seus filmes eram abstratos. Em um punhado de filmes da primeira metade dos anos 1930, entretanto, todas as formas, luzes e sons pareciam existir para concretizar um dos grandes mitos da história do cinema: Marlene Dietrich. Se as histórias muitas vezes parecem secundárias, mesmo em situações extremas ou lugares distantes, é porque o interesse de von Sternberg, o maior esteta de sua geração em Hollywood, era a busca serena de um rosto, um gesto, um olhar, uma fala, uma pequena ou grandiosa ação de sua musa inquietante que conseguisse traduzir em imagens uma galeria complexa de emoções. Com apoio da distribuidora MPLC, a programação da mostra Dietrich & von Sternberg apresenta seis obras-primas dirigidas por Josef von Sternberg e protagonizadas por Marlene Dietrich nos Estados Unidos.

FILMES
Marrocos
(Morocco)
EUA, 1930, 92 minutos, HD
Direção: Josef von Sternberg
Na pele de uma desgastada dama de cabaret, a Mademoiselle Amy Jolly, Marlene Dietrich apaixona-se por Tom Brown (Cooper), um desterrado soldado na Legião Estrangeira Francesa. Apesar dos esforços de outros pretendentes, incluindo o mundano Kennington (Menjou), Amy combina um encontro com Tom Brown quando a atração fatal de ambos se transforma em amor.

Desonrada
(Dishonored)
EUA, 1931, 91 minutos, HD
Direção: Josef von Sternberg
Marie Kolverer é uma prostituta vienense que se oferece como espiã ao serviço secreto de seu país. Transformada na sedutora agente X27, uma espécie de Mata Hari, ela facilmente seduz e extrai segredos de oficiais inimigos durante a Primeira Guerra Mundial. Contudo, ela acaba se apaixonando pelo Coronel Kranau, um espião russo, e o deixa escapar de suas garras. Presa, é condenada a morrer diante de um pelotão de fuzilamento.

A Vênus Loira
(Blonde Venus)
EUA, 1932, 94 minutos, HD
Direção: Josef von Sternberg
Marlene Dietrich interpreta Helen, uma antiga estrela de clubes nocturnos casada com um cientista americano, Edward Faraday (Herbert Marshall), a quem foi diagnosticado envenenamento por rádio. Para conseguir dinheiro para uma cura na Europa para o marido, Helen regressa aos palcos como "A Vênus Loira" e transforma-se num sucesso noturno.

O Expresso de Shanghai
(Shanghai Express)
EUA, 1932, 82 minutos, HD
Direção: Josef von Sternberg
Numa viagem pela China, devastada pela guerra civil, num trem com os mais estranhos e perigosos passageiros, Shanghai Lily, célebre cortesã, encontra um velho amor, um médico enviado numa perigosa missão.

A Imperatriz Vermelha
(The Scarlet Empress)
EUA, 1934, 105 minutos, HD
Direção: Josef von Sternberg
A Princesa Sofia da Prússia é enviada à Rússia para casar-se com o Grão-Duque, sobrinho da Imperatriz. Ela pretende trazer mais sangue real aos descendentes, e obriga a jovem a mudar sua religião e seu nome. Assim, a jovem e bela Sofia torna-se Catarina, e amadurece em meio aos encantos e luxos de seu novo império de prazeres.

Mulher Satânica
(The Devil is a Woman)
EUA, 1935, 80 minutos, HD
Direção: Josef von Sternberg
Antônio Galván (César Romero), jovem militar com posto de oficial, conhece uma mulher misteriosa e atraente, Concha Perez (Dietrich) e logo cai enfeitiçado em seus braços sedutores. Antônio confessa seu amor por Concha a um amigo, Don Pasqual (Lionel Atwill), um oficial do alto escalão e mais velho. Pasqual fica aterrorizado com a paixão de Antônio, pois anos atrás conhecera Concha; foi uma relação longa e desastrosa.

GRADE DE PROGRAMAÇÃO
21 a 31 de agosto de 2018

21 de agosto (terça)
20h – Zardoz
22 de agosto (quarta)
20h – Matadouro 5

23 de agosto (quinta)
14h - Westworld – Onde Ninguém Tem Alma
15h30 – Ano 2003 – Operação Terra
18h30 – Histórias que Nosso Cinema (Não) Contava
20h – Curta na Cinemateca: Filmes de Nara Normande

24 de agosto (sexta)
14h – Planeta dos Macacos
16h – De Volta ao Planeta dos Macacos
18h – Colossus 1980
20h – Histórias que Nosso Cinema (Não) Contava

25 de agosto (sábado)
14h – Marrocos
16h – Os Invasores de Corpos
18h15 – O Expresso de Shanghai
20h – Histórias que Nosso Cinema (Não) Contava

26 de agosto (domingo)
14h – A Vênus Loira
16h – Fuga no Século 23
18h15 – Desonrada
20h – Histórias que Nosso Cinema (Não) Contava

28 de agosto (terça)
14h – A Imperatriz Vermelha
16h – Capricórnio Um
18h15 – Mulher Satânica
20h – Histórias que Nosso Cinema (Não) Contava

29 de agosto (quarta)
14h – O Expresso de Shanghai
16h – O Enigma de Andrômeda
18h15 – Marrocos
20h – Histórias que Nosso Cinema (Não) Contava

30 de agosto (quinta)
14h - Divulgação em breve
16h – Divulgação em breve
18h – Divulgação em breve
20h – Histórias Que o Nosso Cinema (Não) Contava + debate com Fernanda Pessoa

31 de agosto (sexta)
14h - Divulgação em breve
16h – Divulgação em breve
18h - Divulgação em breve
20h – Projeto Raros Especial (As Aventuras Amorosas de um Padeiro, de Waldir Onofre)

Nenhum comentário: