Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Cine Especial: Pier Paolo Pasolini: Intelectual e Cineasta Maldito: Final



Nos dias 01 e 02 de setembro eu estarei na Cinemateca Capitólio Petrobras de Porto Alegre, onde irei participar do curso Pasolini: Intelectual e Cineasta Maldito, criado pelo Cine Um e ministrado pela professora e crítica de cinema Fatimalei Lunardelli. Enquanto os dias dessa atividade não chegam, eu estarei por aqui falando um pouco dos filmes desse perfeccionista e polêmico cineasta.

120 Dias de Sodoma (1975)



Sinopse: Quatro libertinos fascistas reúnem nove adolescentes, meninos e meninas, submetendo-os a 120 dias de sofrimento como escravos sexuais, obrigando-os a praticar os mais diferentes tipos de orgias, torturando-os física e mentalmente.



Inspirado no conto Os 120 Dias de Sodoma, do Marquês de Sade, o filme é dirigido por Pier Paolo Pasolin, do qual quis fazer uma denúncia do domínio fascista na Itália usando como base esse livro. A história se passa numa mansão, na província de Salò, na Itália, para onde são levados à força 16 jovens; sendo 8 mulheres e 8 homens, a mando de quatro libertários fascistas, que pretendem usá-los como base para as maiores bizarrices sexuais. Logo que chegam à mansão, são lidas as normas da jornada que está para começar. Elas basicamente dizem que os presos devem fazer tudo que for ordenado e quem sair da linha morrerá mais cedo.
O filme é dividido em 3 partes intituladas “O Círculo de Manias”, “O Círculo da Merda” e “O Círculo do Sangue”. Salò é um filme chocante pelas cenas cruéis, mas somente para quem está desacostumado com esse tipo de filme. Se a pessoa assistiu a Pink Flamingos, por exemplo, irá encarar esse filme com certo preparo psicológico. Contudo se havia uma proposta de passar uma crítica política isso não há muito no filme, pois ela meio que se perde em inúmeras situações que testam o nosso estômago. Porém, como eu vi somente uma vez esse filme, talvez numa revisitada eu possa mudar o meu pensamento.



 Veja também partes 1, 2, 3 e 4.


Me sigam no Facebook, twitter, Google+ e instagram

Nenhum comentário: