Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 3 de outubro de 2019

Cine Dica: 'Matheus Schmidt - Um Caso de Amor pelo Brasil' em Cartaz



O filme "Matheus Schmidt - Um Caso de Amor pelo Brasil", dirigido por Márcia Schmidt e Rogério Brasil Ferrari, entra em cartaz na 5ªfeira 03 de outubro às 19h30min na Sala Norberto Lubisco da Cinemateca Paulo Amorim (Casa de Cultura Mario Quintana - Rua dos Andradas, 736). Duração: 90 minutos. O documentário permanece em exibição, sempre na sessão das 19h30min da Sala Lubisco, até o dia 09 de outubro (exceto na segunda-feira, quando não há sessões na Cinemateca). 

Ingressos: De terça a quinta, R$ 12; de sexta a domingo, R$ 14.

Meia-entrada: comprando com cartão do Banrisul e para estudantes e maiores de 60 anos.
Premiado “Melhor Documentário no 9º Latinuy - Festival Latinoamericano de Cinema 2017, em Montevideo, no Uruguay, o filme “Matheus Schmidt - Um Caso de Amor pelo Brasil” narra 60 anos da história do Brasil através das vivências do político Matheus Schmidt (1926-2010), um dos protagonistas na luta pela democracia ao lado de Leonel Brizola. Pelo caminho, ele enfrentou duas prisões, um exílio, resistiu a duro embate com a ditadura militar, denunciou prisões e desrespeitos aos direitos humanos, foi para a rua defender estudantes e trabalhadores nos confrontos com a polícia. Com narrativa vibrante e cheia de emoção, o filme resgata episódios turbulentos e estruturantes da história do Brasil, como a Era Vargas, a Campanha da Legalidade, o golpe de 64 e o AI-5, a ditadura e a redemocratização, a Nova República, ao lado de Brizola, Darcy Ribeiro e outras lideranças, até os dias atuais. Sempre pela perspectiva dos protagonistas dos fatos, nas ideias, palavras e ações de Matheus e seus companheiros de luta, na linha de frente da resistência pelas liberdades democráticas, pelo trabalhismo e pela soberania nacional. Ético e coerente, Matheus deixa como legado às novas gerações a certeza de que é possível fazer política voltada ao bem comum.

Ficha Técnica
Direção: Márcia Schmidt e Rogério Brasil Ferrari.
Roteiro e Produção Executiva: Márcia Schmidt.
Cinematografia: Eduardo Izquierdo; João Seggiaro; Rogério Brasil Ferrari; Paulo Soccol.
Trilha Musical: Marcelo Fornasier.
Montagem: Rogério Brasil Ferrari.
Elenco: Pablo Medina (como Matheus Schmidt).
Depoimentos: Flávio Tavares, David Lerer, Almino Afonso, Paulo Brossard, Miro Teixeira, Carlos Bastos, Carlos Lupi, Alceu Collares, Carlos Araújo, Mauri Panitz, Emílio Neme, Idalmir Nicolini, Luiz Carlos Brum, Luiz Carvalho Bernardes, Luiz Fernando Schmidt, Walter Ries, Suelly Schmidt, José Nelson Gonzales, Conceição Ubirici da Silva.

Confira a minha crítica sobre o filme já publicada clicando aqui. 

Nenhum comentário: