Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Cine Dica: Em Cartaz: 'A Odisseia Dos Tontos' - 8 Hermanos e Um Segredo

Sinopse:  é uma história situada em um pequeno povoado da província de Buenos Aires (Argentina), ao final de 2001. Um grupo de amigos e vizinhos perde o dinheiro que havia conseguido reunir para recuperar uma antiga cooperativa agrícola.

América latina é farta de altos e baixos com relação ao cenário político, mas dos quais servem para inspirar os cineastas na realização de suas obras ao longo do tempo. Walter Salles, por exemplo, havia lançado em 1996 "Terra Estrangeira" e do qual sintetizava o estado de espirito do brasileiro daqueles tempos e sem nenhuma boa expectativa. Já recentemente, mais precisamente no país vizinho, chega o filme "A Odisseia Dos Tontos" que fala do jogo de gato e rato de um grupo de amigos da argentina e que tentam driblar os problemas vindos da crise política.
Dirigido por Sebastián Borensztein, que havia dirigido "Um Conto Chines" (2011), o filme conta a história de uma cidade distante na província de Buenos Aires. Durante a crise econômica, um grupo de moradores decide reunir a quantia de dinheiro necessária para comprar alguns sitios abandonados em uma propriedade agroindustrial. Mas, mesmo antes de poderem executar o projeto, um golpe faz com que eles atinjam o fundo do poço e reajam diante da injustiça.
Embora o primeiro ato comece lentamente, o filme avança na medida que as adversidades começam a surgir em cena. Transitando entre o humor e o drama, o filme ganha vida graças aos personagens extremamente humanos e cuja as adversidades vistas na tela acabam sendo até mesmo familiares para os nossos olhos. Não deixa de ser curioso, por exemplo, a crise política da argentina no início do século vinte e um vista na tela e cuja a situação não é muito diferente do que foi da nossa durante a década de noventa.
Mas é a partir do momento em que os personagens centrais se unem para fazer justiça que o filme realmente engrena. Sai de cena os momentos dramáticos e dando lugar para situações de humor simplório, porém, muito gostoso de ser assistido. Na medida em que a trama avança, o filme se transforma em um verdadeiro "11 Homens e Um Segredo" (2001), mas tendo para si a sua identidade própria como um todo.
Logicamente, Ricardo Darín rouba a cena, ao fazer um personagem não muito diferente dos que ele já havia interpretado recentemente, mas que os fãs certamente irão adorar. Dos demais da ala masculina, cada um se destaca da sua maneira, cuja as suas caracteristas são universais e facilmente identificaveis para nós. Mas se por um lado o filho de Ricardo Darín fica devendo em termos de atuação, em contrapartida, as atrizes Verónica Llinás e Rita Cortese se destacam mesmo em poucos momentos em cena.
O ato final reserva diversos momentos de pura emoção, do qual o filme presta uma boa homenagem ao subgênero de filmes de roubos e cujo os minutos finais são extremamente acelerados. Embora previsivel em aguns momentos, o filme consegue o feito de nos entreter, mesmo em uma trama que tinha todos os igredientes para se transformar em um melodrama político."A Odisseia Dos Tontos" é divertido do seu começo ao fim mas permitindo também que a gente possa refletir com humor sobre as adversidades dos tempos atuais. 


Joga no Google e me acha aqui:  
Me sigam no Facebook,  twitter, Linkedlin e Instagram.  

Nenhum comentário: