Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

Cine Dica: Exibições especiais de Raymond Chauvin e Otto Guerra

CINEMA EXPERIMENTAL DE RAYMOND CHAUVIN NO DIA MUNDIAL DO PATRIMÔNIO AUDIOVISUAL  A CIDADE DOS PIRATAS DE OTTO GUERRA EM PRÉ-ESTREIA
Cidade Dos Piratas

No domingo, 27 de outubro, às 16h, a Cinemateca Capitólio Petrobras celebra o Dia Mundial do Patrimônio Audiovisual com sessão gratuita Cinéma de Salon: O Cinema Experimental de Raymond Chauvin, com 9 pequenos filmes realizados por um dos nomes mais marcantes da produção em Super-8 do Brasil. A sessão tem entrada franca. No domingo, 27 de outubro, às 19h, ocorre a sessão de pré-estreia do longa-metragem A Cidade dos Piratas, de Otto Guerra, com a presença do diretor e de integrantes da equipe. O valor do ingresso é R$ 16,00, com meia entrada para estudantes e idosos.

CINÉMA DE SALON:
O CINEMA EXPERIMENTAL DE RAYMOND CHAUVIN
O programa apresentado na Cinemateca Capitólio Petrobras foi um dos destaques da programação da 1ª Mostra Cine Brasil Experimental, realizada em São Paulo, em setembro deste ano. A sessão conta com o apoio do Festival Curta 8, de Curitiba, da ABPA (Associação Brasileira de Preservação Audiovisual), da pesquisadora e curadora Lila Foster e da preservadora Carlinda Maria Fischer Mattos, profissional responsável pelo acervo fílmico do Museu de Comunicação Social Hipólito José da Costa. A sessão marca a homenagem da Cinemateca Capitólio Petrobras ao trabalho realizado por Carlinda Fischer Mattos e pela equipe do Museu de Comunicação Social Hipólito José da Costa para a preservação do cinema realizado no Rio Grande do Sul. 
Apresentação adaptada do texto publicado no catálogo da 1ª Mostra Cine Brasil Experimental. A seleção “Cinema de Salon: O Cinema Experimental de Raymond Chauvin” foi apresentada inicialmente no Festival Curta 8 em 2012, com curadoria de Lila Foster. Raymond Chauvin foi um personagem marcante na cena Super-8 de Porto Alegre. Nascido na França, chegou ao Brasil aos 18 anos e se fixou na capital gaúcha, onde trabalhou como professor de francês. Entre autorretratos, filmes pintados e riscados direto na película, quase sempre sem edição, pensando a montagem no próprio ato de filmar, teria feito cerca de 400 filmes – uma parcela está sob a guarda do Museu de Comunicação Social Hipólito José da Costa, em Porto Alegre. “Cinéma de Salon” era o nome que Chauvin dava às pequenas sessões para convidados que, muitas vezes, saíam das projeções com os filmes que distribuía como presente.

FILMES (exibição digital)
Café Jornal (Raymond Chauvin, 1970-1980c, 3′)
Anti-cinema (?) (Auto retrato n. 4) (Raymond Chauvin, 1970-1980c, 3’)
Iconoclasta (Raymond Chauvin, 1970-1980c, 3’)
Decadentismo (Amador n. 5) Um Manifesto (Raymond Chauvin, 1970-1980c, 3’)
Metamorfose (Raymond Chauvin, 1970-1980c, 3’)
Metamorfose 2 (Raymond Chauvin, 1970-1980c, 3’)
Decadente n. 4 (Raymond Chauvin, 1970-1980c, 3’)
Improviso n. 2 (Raymond Chauvin, 1970-1980c, 3’)
Non-figuratif (Raymond Chauvin, 1970-1980c, 3’)

A CIDADE DOS PIRATAS
Brasil, 2018, 85 minutos, DCP
Direção: Otto Guerra
Distribuição: Lança Filmes
Qual o sentido de fazer um longa-metragem sobre Piratas que navegam pelo Rio Tietê atrás de vítimas para saquear e torturar quando, entre a ideia de fazê-lo até a consumação do fato, passam-se décadas, o mundo entra no século XXI e o Brasil se vê diante de um enredo que supera qualquer ficção? Há um bom e grande motivo: o projeto escrito a partir desses personagens foi finalmente viabilizado. Em meio a isso, Laerte, o autor da história, assume sua troca de gênero, começa a renegar seus antigos personagens, os Piratas do Tietê, e a criar outras narrativas interessantes. O Diretor do filme, perdido com essa nova realidade e decidido a ser fiel aos seus caprichos após se ver diante da morte, resolve contar seu drama misturando-se à trama, criando um caótico labirinto entre a ficção e a vida real.

GRADE DE HORÁRIOS
24 a 30 de outubro de 2019

24 de outubro (quinta)
14h – Carta Para além dos Muros
15h30 – O Clube dos Canibais
17h – Curto Circuito + Bacurau
20h – Cinema Ação Curtametralha + Jessica Forever

25 de outubro (sexta)
14h – Carta Para além dos Muros
15h30 – O Clube dos Canibais
17h - Curto Circuito + Bacurau
20h - Cinema Ação Curtametralha + Jessica Forever

26 de outubro (sábado)
14h – Carta Para além dos Muros
15h30 – O Clube dos Canibais
17h - Curto Circuito + Bacurau
20h - Cinema Ação Curtametralha + Jessica Forever

27 de outubro (domingo)
14h – O Clube dos Canibais
16h – Cinéma de Salon – Filmes de Raymond Chauvin
17h – Cinema Ação Curtametralha + Jessica Forever
19h – A Cidade dos Piratas (pré-estreia)

29 de outubro (terça)
14h – Carta Para além dos Muros
15h30 – O Clube dos Canibais
17h – Cinema Ação Curtametralha + Jessica Forever
20h – Vicious + Matou a Família e Foi ao Cinema (Cinema de Invenção)

30 de outubro (quarta)
14h – Carta Para além dos Muros
15h30 – O Clube dos Canibais
18h – Cinema Ação Curtametralha + Jessica Forever
20h – República da Traição (Cinema de Invenção)

A Cinemateca Capitólio Petrobras conta, em 2019, com o projeto Cinemateca Capitólio Petrobras programação especial 2019 aprovado na Lei Rouanet/Governo Federal, que será realizado pela FUNDACINE – Fundação Cinema RS e possui patrocínio master da PETROBRAS. O projeto contém 26 diferentes atividades entre mostras, sessões noturnas e de cinema acessível, master classes e exposições.

Nenhum comentário: