Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Cine Dica: Humor carioca na Sala Redenção

 Vai Trabalhar, Vagabundo! (1973)

A Sala Redenção traz às telas, na próxima semana de outubro, o cotidiano da vida carioca pelas lentes de Hugo Carvana (1937-2014), na mostra A Crônica Malandra, em homenagem aos cinco anos da morte do diretor. A produção do cineasta é conhecida por transparecer com exatidão a realidade do trabalhador pobre, em uma busca incessante pela verdade nua. Nas ruas periféricas da cidade maravilhosa, Carvana optava por atuar diretamente com os pedestres, na integralidade das suas aparências, ao invés de figurar um personagem-estereótipo carioca. Essa característica revela com excelência os costumes do Rio de Janeiro da década de 70, bem representados nas três obras selecionadas para a mostra: Vai Trabalhar, Vagabundo! (1973), Se Segura, Malandro! (1977) e Bar Esperança (1983). As sessões ocorrem nos dias 07 a 11 de outubro, às 16h e 19h. Confira ao final a programação completa.
Em uma sessão especial, no dia 10 de outubro, às 19h, a Sala Redenção, em ação conjunta com o Consulado Geral do Reino da Bélgica em São Paulo, o Consulado Honorário do Reino da Bélgica no Rio Grande do Sul e a Prefeitura Municipal de Porto Alegre, promove a exibição de Tango Livre (2012). O filme, com direção de Frédéric Fonteyne, reúne nacionalidades da França, Bélgica e Luxemburgo para contar a história do casal interpretado por François Damiens e Anne Paulicevich. Ele, guarda penitenciário, conhece a moça numa aula de tango. O reencontro acontece na prisão em que JC trabalha, quando ela vai visitar o marido detido. E, então, o guarda acaba adentrando na complicada vida amorosa da mulher.
Para além das comédias de Hugo, o Cinema Universitário promove no dia 08 de outubro, às 19h, o suspense do diretor americano, Paul Leni, em O Homem que Ri (1928), baseado na obra do escritor francês, Victor Hugo. Provocando uma reflexão sobre a aparência versus essência, o personagem de Gwynplaine vivencia o drama do palhaço de circo com o sorriso macabro, após ter tido o rosto desfigurado quando garoto. No dia seguinte, às 16h, ocorre a pré-estreia do filme Luna, com direção de Cris Azzi. Haverá debate pós-sessão. 
Ainda nessa semana, o Cinema dá continuidade à série CineDHebate Direitos Humanos, uma parceria entre a Liga dos Direitos Humanos da Faculdade de Educação da UFRGS e a Sala Redenção. Nessa edição, o filme de Tate Taylor conta a história de Rachel, interpretada por Emily Blunt, em A Garota do Trem (2016). Deprimida e alcoólatra, a personagem segue sua rotina monótona no trajeto de trem. Desiludida com o fim do casamento, Rachel fantasia sobre a vida de um jovem casal que vigia pela janela. Até que um dia, se depara com uma cena chocante e mais tarde descobre que a mulher está desaparecida. Num ato de desespero, a protagonista recorre a polícia e se vê completamente envolvida no caso. O desfecho dessa história será exibido no dia 09 de outubro, às 19h, e terá, na sequência, um debate com a participação de convidados.

Veja a programação completa no site oficial clicando aqui. 

Nenhum comentário: