Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 17 de julho de 2018

Cine Dica: Trilhas Filmadas, Curta na Cinemateca e Cinedrome (17 a 24 de julho)



ANIMAÇÕES COM ENTRADA FRANCA, TRILHAS FILMADAS E SESSÃO ESPECIAL DE 2001 – UMA ODISSEIA NO ESPAÇO SÃO DESTAQUES DA SEMANA NA CINEMATECA CAPITÓLIO PETROBRAS

 2001: A Space Odyssey

No sábado, 21 de julho, às 16h, acontece uma nova edição do projeto Curta na Cinemateca, com três curtas-metragens do realizador curitibano Pedro Giongo, incluindo as animações Parque Pesadelo e Tango. O diretor estará presente para conversar com o público após a sessão. Entrada gratuita. 
Também no sábado, às 18h, a Cinemateca Capitólio Petrobras recebe uma sessão especial do Cinedrome, cineclube do curso de realização audiovisual da Unisinos, o CRAV, com a exibição comentada de 2001: Uma Odisseia no Espaço, de Stanley Kubrick, que celebra 50 anos em 2018. Após a exibição do filme, há um debate com o professor e pesquisador Josmar de Oliveira Reyes e o psicanalista Leonardo Della Pasqua, O valor do ingresso é R$ 10,00, com meia entrada para estudantes e idosos. 
Nos dias 22 (18h e 20h) e 24 (20h) de julho, o projeto Trilhas Filmadas realiza três apresentações com a criação ao vivo de uma nova trilha sonora para o clássico O Pensionista (The Lodger, 1927), de Alfred Hitchcock. O valor único promocional do ingresso é R$ 20,00. 

CURTA NA CINEMATECA EXIBE FILMES DE PEDRO GIONGO
Com entrada franca, o projeto Curta na Cinemateca é uma janela de exibição para curtas-metragens brasileiros que muitas vezes acabam restritos ao circuito de festivais. Esta edição apresenta três filmes, incluindo duas animações e uma obra inédita em Porto Alegre, do diretor curitibano Pedro Giongo.
Pedro Giongo vive e trabalha em Curitiba, Brasil. É diretor cinematográfico, artista visual e animador, um dos fundadores do Estudio Tijucas. Realizou os curtas Bússola em 8mm (2012), as animações em stop-motion Parque Pesadelo (2015) e Tango (2016) e a ficção A Canção do Asfalto (2017). Seus filmes já passaram em importantes festivais como Animafest Zagreb na Croácia, DOK Leipzig na Alemanha, BIAF – Bucheon Animation Festival na Coréia do Sul, AnimaMundi no Brasil entre outros.

PARQUE PESADELO
As flores brancas nas costas do menino começaram a escurecer
Na guerra para salvar as lendas
Jurupari está prestes a desaparecer.
 Animação stop-motion, cut-out, 13minutos, cor, HD, 2015
Direção Aly Muritiba, Francisco Gusso e Pedro Giongo
Roteiro Aly Muritiba
Animação Francisco Gusso, Jéssica Luz e Pedro Giongo
Produção Aly Muritiba, Antonio Jr, Marisa Merlo e Pedro Giongo

TANGO
Em um vilarejo distante, uma batata mística anuncia o recomeço de um novo ciclo. Após uma longa estiagem a população se mobiliza para o tradicional ritual de sacrifício de Tango no centro da cidade. Durante a festa as águas do Rio Aiatak retornam e junto com ele a vida que resiste até a chegada de uma nova anunciação.
Inspirado no conto “Um Artista da Fome”, de Franz Kafka, “Tango” é um mergulho na natureza humana e em suas contradições.
Animação stop-motion, cut-out, 12min, DCP, 2016
Roteiro e Direção Francisco Gusso e Pedro Giongo
Animação Francisco Gusso, Jéssica Luz e Pedro Giongo
Produção Antonio Jr, Francisco Gusso, Lígia Teixeira e Pedro Giongo

A CANÇÃO DO ASFALTO
Chen é um imigrante chinês que vive como invisível em uma cidade grande qualquer do Brasil. No fundo ele não se encaixa em nenhum lado. À noite, sozinho e quando as ruas estão vazias, o asfalto ecoa a música do silêncio.
ficção, 16minutos, DCP, 2017
roteiro e direção Pedro Giongo
produção Pedro Giongo e William Biagioli

SESSÃO ESPECIAL DO CINEDROME
2001 – UMA ODISSEIA NO ESPAÇO
(2001: A Space Odyssey)
EUA/Reino Unido – 1968, 160 minutos
Direção: Stanley Kubrick
Exibição em HD
Neste ano, a obra está realizando 50 anos de seu lançamento. Décimo primeiro longa-metragem do diretor, a obra nos traz o Dr. Dave Bowman e outros astronautas que são enviados para uma misteriosa missão, os chips de seus computadores começam a mostrar um comportamento estranho, levando a um tenso confronto entre homem e máquina que resulta em uma viagem sem precedentes no espaço e no tempo.
Relativamente inspirado no conto “A Sentinela” (The Sentinel, 1951) de Arthur C. Clarke, “2001: Uma Odisséia no Espaço” traz com maestria temas interessantíssimos voltados para a evolução humana, tecnologia, inteligência artificial e vida extraterrestre. Fornecendo uma conexão entre o passado e o futuro, somos jogados pela imensidão das paisagens da “Aurora do Homem” para uma sequência espacial de tirar o fôlego: um verdadeiro balé de naves e satélites ao som de “The Blue Danube Waltz” Considerada por muitos como a obra-prima de Stanley Kubrick, a qualidade dos seus efeitos especiais foram premiados com o Oscar e criaram um novo, e alto, parâmetro para as ficções científicas posteriores. A direção de Kubrick, completamente obcecada com centralizações e simetrias, nos traz um universo de extrema contemplação com uma preocupação com o limite entre ciência e ficção, trabalhando na discussão de conceitos a partir dos conflitos científicos e morais.

TRILHAS FILMADAS

The Lodger é o primeiro thriller de Alfred Hitchcock, e também sua primeira obra-prima. É uma das obras máximas do cinema mudo. A narrativa visual do cinema mudo de The Lodger será interpretada por músicas e canções de músicos representativos da cena eletrônica, guitarbands, jazz e rock de Porto Alegre. Ao vivo criam orquestrando performances em uma nova trilha sonora para The Lodger. Logo, o presente projeto busca recriar uma atmosfera sonora contemporânea através de breves intervenções sonoras e momentos dedicado a canções autorais. A banda é composta por Leandro Schirmer (instrumentos, vozes e produção), Zaracla (Guitarra, teclado e voz), Martha Buzin (voz), Souto Rodrigo (Bateria, Synth e DrumMachine), Zarpa (guitarra), Fabian Steinert (baixo). Participações especiais: EL NEGRO, DANCEADELIC, LOUISE BOECK

GRADE DE HORÁRIOS
17 a 24 de de julho de 2018

17 de julho (terça-feira)
20h - Alguma Coisa Assim + debate com Esmir Filho e Mariana Bastos

18 de julho (quarta-feira)
20h – Mostra Competitiva de Curtas 1 – FRAPA 2018

19 de julho (quinta-feira)
20h – Mostra Competitiva de Curtas 2 – FRAPA 2018

20 de julho (sexta-feira)
20h – O Bandido da Luz Vermelha, de Rogério Sganzerla

21 de julho (sábado)
16h – Curta na Cinemateca: Filmes de Pedro Giongo
18h – Cinedrome: 2001 – Uma Odisseia no Espaço

22 de julho (domingo)
18h – Trilhas Filmadas: The Lodger
20h - Trilhas Filmadas: The Lodger

24 de julho (terça)
20h - Trilhas Filmadas: The Lodger

Nenhum comentário: