Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Cine Dica: Centenário de Ingmar Bergman



CINCO CLÁSSICOS DE INGMAR BERGMAN EM EXIBIÇÃO NA CINEMATECA CAPITÓLIO PETROBRAS
Persona

De 12 a 15 de julho, a Cinemateca Capitólio Petrobras realiza um ciclo com cinco obras-primas de Ingmar Bergman, em cópias em DCP restauradas, para celebrar o centenário do mestre sueco. A programação é uma parceria com a Embaixada da Suécia no Brasil. O valor do ingresso é R$ 10,00, com meia entrada para estudantes e idosos.
Na quinta-feira, 12 de julho, às 19h30, a sessão de abertura do ciclo apresenta a cópia restaurada de Persona. Após o filme, acontece um debate com o pesquisador em dramaturgia Flávio Mainieri e o psicanalista Raul Hartke, mediado pela pesquisadora Helen Beltrame-Linné, produtora da mostra e diretora da Fundação Bergmancenter entre 2015 e 2018.
Flávio Mainieri é Mestre em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1987). Possui Diplôme d´Etudes Approfundies de Littératures Nationales et Commparées- Université de Limoges, France, anne Universitaire: 1992/1993. Atualmente é membro da Comissão Editorial de Cena, revista do Departamento de Arte Dramática e professor assistente da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Dramaturgia, atuando principalmente nos seguintes temas: teatro, juri, prêmio, conhecimento, teatro- dramaturgia, cinema e análise de filmes.
Raul Hartke possui graduação em Medicina pela Universidade Federal de Santa Catarina(1975), especialização em Curso de Especialização em Psiquiatria pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul(1978) e especialização em Formação Psicanalítica pela Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre(1992). Atualmente é Sócio da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre.

FILMES

PERSONA
Suécia. 1966, 85 minutos
Direção: Ingmar Bergman
Uma atriz teatral de sucesso, Elisabeth Vogler (LIv Ullmann), sofre uma crise emocional e emudece. Após 3 meses sem se recuperar, sua psiquiatra decide que ela deva ser mandada para uma isolada casa de praia, sob os cuidados da enfermeira Alma (Bibi Andersson), que a admira e tenta compreender a razão de seu silêncio. Isoladas, as duas mulheres desenvolvem uma relação de forte intensidade emocional. Persona tem atuações viscerais de Bibi Andersson e Liv Ullman.

SONATA DE OUTONO
(Höstsonaten)
Suécia, 1978, 93 minutos
Direção: Ingmar Bergman
Uma pianista visita a filha, no interior da Noruega. Enquanto a mãe é um artista de renome internacional, a filha é tímida e deprimida. Esse encontro tenso, marcado por lembranças do passado, revela uma relação repleta de rancor, ressentimentos e cobranças. Ao som de Chopin, Bach Haendel e Schumann, Bergman tece uma amarga reflexão sobre as relações familiares.

O SÉTIMO SELO
(Det sjunde inseglet)
96 min., Suécia, 1957
Direção: Ingmar Bergman
O cavaleiro Antonius Block retorna das Cruzadas para uma Suécia devastada pela peste negra e pela Inquisição. Ao seu redor apenas sofrimento e destruição. Em suas andanças, Antonius encontra a morte, que o desafia para uma partida de xadrez. Exibição em DCP.

MORANGOS SILVESTRES
(Smultronstället)
91 min., Suécia, 1957
Direção: Ingmar Bergman
Isak Borg, respeitado professor de Medicina, é convidado por sua universidade de formação, na cidade sueca de Lund, para a cerimônia de comemoração pelos seus 50 anos de carreira. Isak viaja com a sua nora, Marianne, que passa por uma crise em seu casamento, e durante o percurso é obrigado a enfrentar o vazio de sua existência. Um delicado e poético filme sobre a mortalidade e o passado. Exibição em DCP.

GRITOS E SUSSURROS
(Viskningar Och Rop)
90 min., Suécia, 1972
Direção: Ingmar Bergman
Em uma casa no campo, uma mulher está bastante enferma e recebe cuidados de duas irmãs e de uma empregada da família, que precocemente perdeu sua filha e por isso extravasa seu amor de mãe, dando o maior carinho possível para aquela moça tão debilitada. Dentro deste contexto, lembranças, frustrações e imaginações em um misto de amor e ódio surgem no interior de cada pessoa. Exibição em DCP.

GRADE DE HORÁRIOS
12 a 15 de julho de 2018

12 (quinta)
16h – Baronesa
17h30 – O Desmonte do Monte
19h30 – Sessão de abertura: Persona + debate

13 (sexta)
16h - Gritos e Sussurros
18h - Morangos Silvestres
20h - Sonata de Outono

14 (sábado)
16h - Persona
18h - O Sétimo Selo
20h - Gritos e Sussurros

15 (domingo)
16h - O Sétimo Selo
18h - Sonata de Outono
20h - Morangos Silvestres

Nenhum comentário: