Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 17 de julho de 2018

Cine Dica: Sessões Especiais FRAPA 2018 (17 a 20 de julho)



O BANDIDO DA LUZ VERMELHA E ALGUMA COISA ASSIM SÃO DESTAQUES DO FRAPA NA CINEMATECA CAPITÓLIO PETROBRAS
O Bandido da Luz vermelha
 
Entre 17 e 20 de julho, a Cinemateca Capitólio Petrobras recebe sessões especiais do Festival de Roteiro Audiovisual de Porto Alegre (FRAPA), incluindo a pré-estreia de longa Alguma Coisa Assim, com a presença dos diretores Esmir Filho e Mariana Bastos, e uma sessão comemorativa aos 50 anos de O Bandido da Luz Vermelha, de Rogério Sganzerla, na noite de encerramento. O valor do ingresso para a sessão de Alguma Coisa Assim é R$ 16,00, com meia entrada para estudantes e idosos. As outras exibições têm entrada gratuita.

Informações e programação completa no site http://frapa.art.br e pelo e-mail frapa@frapa.art.br.
 
GRADE DE HORÁRIOS
17 de julho (terça-feira)
20h - Alguma Coisa Assim + debate com Esmir Filho e Mariana Bastos (Brasil, 2018, 81 minutos)
Baseado no curta homônimo premiado no Festival de Cannes em 2006, Alguma Coisa Assim apresenta um período de 10 anos na vida de Mari (Caroline Abras) e Caio (André Antunes), dois jovens que vivem uma relação que vai além de qualquer definição.

18 de julho (quarta-feira)
20h – Mostra Competitiva de Curtas 1
LAST RESPECT (Israel), 25' 2nd CLASS (Suécia), 14' COUNTERFEIT KUNKOO (Índia), 15' LITTLE FIEL (Estados Unidos), 16' NANÃ (Recife/PE), 25' THE MAN WHO FORGOT TO BREATHE (Irã), 15' SUPERPINA (Recife/PE), 25'

19 de julho (quinta-feira)
20h – Mostra Competitiva de Curtas 2

FINCHE C'EL IL MARE (Itália), 25 SUBMERSO (Alemanha), 6' URSORTUDO (Paranoá/DF), 15' DE TANTO OLHAR O CÉU GASTEI MEUS OLHOS (Campo Grande/MS), 25' EL NIÑO Y LA NOCHE (Argentina), 12' 1947 (Porto Alegre/RS), 20' MC JESS (Rio de Janeiro/RJ), 20'

20 de julho (sexta-feira)
20h – O Bandido da Luz Vermelha, de Rogério Sganzerla (Brasil, 1968, 92 minutos)
Um assaltante misterioso usa técnicas extravagantes para roubar casas luxuosas em São Paulo. Apelidado pela imprensa de "O Bandido da Luz Vermelha", traz sempre uma lanterna vermelha na execução de seus crimes e conversa longamente com suas vítimas. Debochado e cínico, este filme se transformou em um dos marcos do cinema marginal.

Nenhum comentário: