Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Cine Especial: Clube de Cinema de Porto Alegre: 'Entre Tempos' - Amores Em Conflito

Sinopse: Duas pessoas completamente diferentes entre si, mas que formam um casal intenso e apaixonado. Juntos durante anos, seus sentimentos estão em conflito constante, mostrando uma montanha-russa emocional entre eles.  

Embora pouco conhecido, Valerio Mieli começa a chamar atenção dos cinéfilos, mesmo tendo feito somente dois filmes ao longo do tempo. Há dez anos atrás ele havia chamado atenção da crítica especializada pelo seu filme "Dieci Inverni" (2019), mas fazendo os mesmos se perguntarem quando o viriam de novo. A resposta vem com o seu mais recente filme, "Entre Tempos", um filme com o olhar autoral e que fala muito sobre os relacionamentos de tempos contemporâneos.  
O filme conta a história de um casal, do qual conhecemos somente com “ele” (Luca Marinelli) e “ela” (Linda Caridi), sendo duas pessoas completamente diferentes uma da outra, mas que formam um casal intenso e apaixonado. Juntos durante anos, seus sentimentos estão em conflito constante, mostrando uma montanha-russa emocional entre eles. Enquanto “ela” acredita em um futuro brilhante, “ele” não consegue deixar de viver no passado e longo dos anos isso faz com que o casal colecione frustrações, alegrias, tristezas e angústias. 


Conheça e anuncie na Rádio Cultura Cigana. https://radioculturacigana.minhawebradio.net/

Valerio Mieli constrói uma história de amor com delicadeza, mas dosando ela com elementos pouco vistos dentro do gênero. Para começar, a sua fotografia se destaca por representar o universo particular dos protagonistas principais, sendo que cada um possui uma paleta de cores diferentes. Enquanto "ele" é representado por cores azuis frias e escuras, "ela", por sua vez, é representada por cores quentes e cujo o dourado a ilumina o tempo todo.  
Na medida em que a trama avança, onde o relacionamento de ambos entra em conflito, a paleta de cores de cada um começa a se misturar e sintetizando cada vez mais a ligação entre os dois, mesmo quando eles entram numa fase de desiquilíbrio emocional. Outro aspecto interessante da obra de Valerio Mieli é a sua opção por criar uma edição dinâmica, onde passado, presente e futuro se entrelaçam o tempo todo. Na medida que testemunhamos essas linhas temporais indo e voltando, temos então uma ideia do caminho que o casal irá trilhar ao longo do tempo.  
Embora a parte técnica seja o maior chamariz da obra, por outro lado, é preciso destacar o desempenho do casal central da trama. Tanto Linda Caridi como Luca Marinelli estão ótimos em cena, sendo que esse último nos passa a sensação de carregar o mundo nas costas e não conseguir se desvencilhar de um passado, por vezes, nebuloso. Em contrapartida, a personagem de Linda começa a compreender os dilemas de se conviver com os problemas quando surgem em cena, mesmo quando persiste em manter a sua perseverança.  
Curiosamente, na medida em que ambos começam a compreender o universo particular um do outro, Valerio Mieli começa a também criar cenas que sintetizam o olhar de cada um com relação a determinados momentos que eles presenciam. Em algumas situações, por exemplo, ficamos nos perguntando se realmente aquilo aconteceu, ou se é apenas uma perspectiva com relação ao estado mental e sentimental que ambos passam. O final não irá agradar a todos, pois afinal de contas o filme nada mais é do que falar sobre os nossos próprios relacionamentos do mundo real e dos quais aprendemos a valorizar quando tudo era mais harmonioso e cheio de brilho.   
"Entre Tempos" é um filme autoral e que fala sobre os relacionamentos amorosos em tempos extremamente complexos. 

Nota: Filme exibido para associados no último sabádo (15/09/19) na Casa de Cultura Mario Quintana.  

Faça parte do Clube de Cinema de Porto Alegre.  
Mais informações através das redes sociais:
twitter: @ccpa1948  
Instagram: @ccpa1948 

Conheça e anuncie na Rádio Cultura Cigana.


Joga no Google e me acha aqui:  

Me sigam no Facebook,  twitter, Linkedlin e Instagram.  

Nenhum comentário: