Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Cine Dica: Cine Dica: Em Blu-Ray - DVD – VOD: Através da Sombra



Sinopse: A tímida Laura (Virginia Cavendish) é contratada por um homem rico para cuidar de seus dois sobrinhos órfãos, que moram numa fazenda de plantação de café. Apesar de não se dar muito bem com o campo, ela aceita a tarefa, e logo estabelece uma amizade com a pequena Elisa (Mel Maia), enquanto seu irmão é enviado a um internato, por razões desconhecidas. Aos poucos, com a presença dos escravos e da governanta Geraldina (Ana Lúcia Torre), Laura tem a impressão de que alguns segredos são escondidos naquela casa. Ela acredita inclusive ver algumas pessoas que ninguém mais vê.


Quando Através da Sombra abre o seu primeiro quadro, testemunhamos uma espécie de ritual de Laura (Virginia Cavendish), ao vestir a sua roupa elegante escura e dando a entender que ela se encontra de luto. Após isso, ela vai de encontro com Afonso (Domingos Montagner), homem poderoso e que lhe faz uma proposta tentadora para que ela cuide de seus dois sobrinhos, Elisa (Mel Maia) e Antonio (Xande Valois), na fazenda de café que tem no interior. Neste encontro formal, ela aparenta certo desejo no olhar, ao ver Afonso lutando num esporte de luta, mas tentando desviar o olhar e ao mesmo tempo não conseguindo esconder certo prazer naquela situação.
É nessa abertura da trama que o veterano Walter Lima Jr (A Ostra e o Vento) deixa mais do que notório as suas reais intenções com relação a sua adaptação livre de A Outra Volta do Parafuso, clássico gótico do escritor americano Henry James (1843-1916). Os ingredientes para um verdadeiro conto de suspense sobrenatural, com pitadas de terror psicológico, são mantidos com requintes brasileiros, mas é na tensão sexual que vive o verdadeiro mau da trama.
A neblina da era vitoriana sai de cena e dando lugar a fumaça do café queimado que se alastra por um ambiente que, gradualmente, parece amaldiçoado pelo desaparecimento de uma  professora, que Laura então veio a suceder. Governanta, Dona Geraldina (Ana Lúcia Torre) prefere ficar reticente sobre o paradeiro da antiga funcionária, se criando então conflitos interiores em Laura quanto ao que ela acredita enxergar, mas que os demais do local não conseguem ver jamais. 
A versão de Walter Lima Jr para esse terror, com requintes visivelmente vindos do expressionismo alemão, é até de grande coragem, ao ponto de não poupar o lado inocente das crianças em cena. Essas, aliás, se alternam entre xingamentos contra a protagonista e até mesmo provocando o lado conservador que ela tenta manter perto das demais pessoas: a cena em que vemos ela se desarmar perante um beijo surpresa vindo de Antonio é o ápice dessas provocações.
Mesmo possuindo ingredientes típicos de sucesso dentro do gênero de horror, Através da Sombra se envereda por algo mais pé no chão, cuja sua conclusão gerará sempre debates e do qual o tornam  um tanto que incompreendido para os fãs do gênero.  





Me sigam no Facebook, twitter, Google+ e instagram

Nenhum comentário: