Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Cine Dica: Em Cartaz: El Amparo



Sinopse: Em 1988, na cidade de El Amparo, fronteira com a Colômbia, dois pescadores sobrevivem a um ataque armado nos canais do rio Arauca, no qual 14 de seus companheiros morreram. O Exército venezuelano os acusa de serem guerrilheiros e tenta tirá-los da prisão onde estão sob custódia de um policial e de um grupo de moradores locais que impedem que os levem dali. Ambos dizem que são simples pescadores, mas a pressão para eles reproduzirem a versão oficial é grande.
Dirigido por Rober Calzadilla, El Amparo não é um filme que lhe conquista de imediato, mas vai lhe chamando atenção gradualmente e chegando ao ponto que você deseja um destino melhor para cada um daqueles personagens. Os primeiros 15 minutos são de um realismo cru, do qual nos deixa perplexos, ao ponto de considerarmos em que não estarmos diante de um filme convencional mas sim de um documentário. E quando a gente acha que o filme se concentrará nessa forma de apresentar a trama, eis que nos damos conta que esse estilo é necessário para termos afeição pelos personagens que vão surgindo na tela e para então compreendermos sobre o dia a dia daqueles moradores que moram naquele cenário isolado do mundo.
São pessoas que, infelizmente, irão sofrer com um momento devastador e do qual é orquestrado por uma situação da qual poderia ser evitada e que políticos corruptos da época tentam varrer para debaixo do tapete. Por ser uma obra baseada em fatos verídicos, acabamos por nos identificamos com a situação, pois é uma espécie de via cruz da qual os personagens passam, mas que soa fortemente até nos dias de hoje. Seja na Venezuela, ou até mesmo no Brasil, é um círculo interminável do qual convivemos com uma política mentirosa e da qual a própria justiça fica de quatro por motivos, por vezes, escusos.
Não há como não se revoltar com a lábia de certos políticos que surgem na tela e que tentam persuadir pessoas das quais ainda sofre pela perda de seus entes queridos. Mas em contra partida, o povo daquele lugar demonstra uma postura firme perante o falso testemunho vindo dos poderosos engravatados, fazendo com que eles então encarem algo que eles até mesmo desconheçam e que perderam em meio ao poder já há muito tempo. As consequências das quais o filme nos apresenta nos provoca repulsa, principalmente quando nos é revelado que os fatos ocorridos na tela já aconteceram nos longínquos anos 80.
Um caso do qual continua em aberto até hoje e que se assemelha a inúmeros que ocorrem ainda hoje na América latina infelizmente. El Amparo é um filme cuja sua realidade do passado possui consequências chocantes e que ressoa universalmente em nosso presente. 
 
Onde assistir: Cine Bancários: R. Gen. Câmara, 424 - Centro, Porto Alegre. Horários: 15h e 19h.


Me sigam no Facebook, twitter, Google+ e instagram

Nenhum comentário: