Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Cine Especial: Historia do Cinema de Horror: Parte 11

De 23 á 26 de Janeiro, estarei participando do curso Historia do Cinema de Horror, criado pelo Cena Um e ministrado pelo especialista no assunto Carlos Primati. E enquanto os quatro dias não vêm, por aqui, estarei postando os principais filmes, desse gênero que assusta, mas conquista!

HAMMER: A CASA DE HORROR E MEDO!
Durante algum tempo, (entre fins dos anos 40 e 50) o fãs de filmes de horror estavam órfãs, sem os seus personagens preferidos, que tanto a Universal popularizou, mas que acabou desgastando a imagem de todos eles. Mas foi perto do final dos 50, que um pequeno estúdio Inglês (Hammer) teve a idéia de criar filmes de baixo orçamento e que resgatasse os monstros do cinema de antigamente. Eis que a formula funcionou, não só trazendo de volta os velhos conhecidos monstros, como também injetando, mais sangue, violência e sensualidade, coisas que a Universal se restringia em mostrar, devido às leis da censura nos EUA.
Durante um bom tempo, (fins dos anos 50, aos anos 60 e 70) Hammer se tornou exemplo de filmes de terror de qualidade, apesar de que toda boa formula acaba tendo o seu desgaste, e quando o estúdio começou apelar demais para o terror mais explicito e sexo, o estúdio fechou suas portas aos filmes de terror no final dos anos 70. Mas nem por isso seus filmes foram esquecidos, tanto, que muitos sentem uma pura nostalgia, sempre quando revisitam esses filmes, que resgatarão e deram mais fôlego ao gênero de horror gótico.
Abaixo, deixo matérias que eu já publiquei sobre o estúdio, (cliquem nos títulos para acessarem as matérias).












Me Sigam no Facebook e Twitter:

Um comentário:

Jefferson Clayton Vendrame disse...

Muito Interessante o Post,realmente os filmes de horror sempre vão e vem,mas nunca deixam de existir.
Abração