Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Cine Clássicos: Especial 110 anos de Alfred Hitchcock

O Homem Que Sabia Demais
O mestre do suspense refilma um dos seus propios filmes e cria algo melhor
Sinopse: Durante suas férias no Marrocos, Ben McKenna (James Stewart), um médico, e sua família se envolvem acidentalmente em uma trama internacional de assassinato, quando um moribundo fala ao ouvido de Ben algumas palavras. Para impedi-lo de denunciar a trama à polícia, os conspiradores resolvem então sequestrar seu filho.

Refilmagem dirigido pelo propio mestre do suspense na Inglaterra em 1934, aqui com otimas perfomasses de Stewart e Doris. O musico Bernard Herrmann, autor de várias trilhas dos filmes de Hitchcock, Orson Welles e Brian De Palma, aparece como regente da clássica sequencia do concerto em Londres. Oscar de melhor canção: "Que será, será" de Jay Livingston e Ray Evans, enorme sucesso na época nas rádios


Curiosidades: Em suas clássicas aparições, o diretor Alfred Hitchcock surge em O Homem que sabia demais de costas para a câmera vendo acrobatas em um mercado marroquino, pouco antes do assassinato.
A sequência do Albert Hall dura 12 minutos e não possui uma única palavra de diálogo.

Nenhum comentário: