Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

Cine Dica: O Feminismo e a Vanguarda de Helke Sander

O FEMINISMO E A VANGUARDA DE HELKE SANDER NA CINEMATECA CAPITÓLIO PETROBRAS
Helke Sander

De 30 de novembro a 8 de dezembro o Goethe-Institut Porto Alegre promove, em parceria com o cineclube Academia das Musas e com a Cinemateca Capitólio Petrobras, a mostra de cinema O Feminismo e a Vanguarda de Helke Sander, fazendo uma retrospectiva inédita da obra da cineasta alemã Helke Sander em Porto Alegre. Serão exibidos cinco longas, um média e seis curtas dessa obra cinematográfica importante e ainda não tão conhecida no Brasil. O valor do ingresso é R$ 10,00, com meia entrada para estudantes e idosos.
Helke Sander fez contribuições fundamentais para a segunda onda feminista alemã, tendo sido responsável pelo que ficou conhecido como o Novo Movimento Alemão das Mulheres. “A principal marca de seu trabalho, tanto no cinema como na militância é a ruptura com as formas e as ideias estabelecidas, quebrando os padrões arraigados do pensamento e do fazer cinematográfico através de suas imagens e narrativas”, comenta a curadora da mostra, Juliana Costa.
Desigualdade de gênero, protestos de 1968, política sexual e maternidade são alguns dos temas abordados por Sander em filmes carregados de sátiras e ironias. Entre os destaques da mostra estão “O Fator Subjetivo” (1981), homenageado na Bienal de Veneza, “O Amor é o Início de Todo Terror” (1984), uma das obras mais conhecidas de Sander, e o documentário “Libertadores Tomam Liberdades”, exibido em duas partes na mostra. No dia 3 de dezembro, Carla Oliveira participa de uma sessão comentada do filme Quebrem o Poder dos Manipuladores (1968) e da série de curtas Dos Relatórios dos serviços de vigilância e patrulha (1985).


GRADE DE HORÁRIOS
30 de novembro | 19h30
No meio do Malestream (Mitten im Malestream, 2005, 92min)
Sujeitude (Subjektitüde, 1967, 5min)

1 de dezembro | 19h30
O Amor é o Início de Todo Terror (Der Beginn aller Schrecken ist Liebe, 1984,
112min)
Gula? (Völlerei? - Füttern, 1986, 13min)

3 de dezembro | 19h30
Sessão comentada com Carla Oliveira
Quebrem o Poder dos Manipuladores
(Brecht die Macht der Manipulateure, 1968, 48min)
Nº 1 Dos relatórios dos serviços de vigilância e patrulha
(Aus Berichten der Wach- und Patrouillendienste, 1985. 11min)
Nº 5 Dos relatórios dos serviços de vigilância e patrulha
(Aus Berichten der Wach- und Patrouillendienste, 1985. 10min)
Nº 8 Dos relatórios dos serviços de vigilância e patrulha
(Aus Berichten der Wach- und Patrouillendienste, 1985. 6min)

4 de dezembro | 19h30
A Personalidade Reduzida em Todos os ngulos
(Die Allseitig reduzierte Persönlichkeit - Redupers, 1977, 95min)
Silvo (1967, 11min)

6 de dezembro | 19h30
O Fator Subjetivo (Der subjektive Faktor, 1981, 138min)
7 de dezembro | 16h
Libertadores Tomam Liberdades – Parte 1
(BeFreier und BeFreite, 1992, 90min)

8 de dezembro | 16h
Libertadores Tomam Liberdades – Parte 2
(BeFreier und BeFreite, 1992, 102min)

Nenhum comentário: