Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 26 de novembro de 2019

Cine Dica: Castanha, John Landis no Projeto Raros, A Cidade dos Piratas e Legalidade (28 de novembro a 4 de dezembro)

SESSÃO ESPECIAL DE CASTANHA, ESTREIA DE JOHN LANDIS NO PROJETO RAROS, A CIDADE DOS PIRATAS E LEGALIDADE EM CARTAZ
Castanha

Na quinta-feira, 28 de novembro, às 19h30, a Cinemateca Capitólio Petrobras e a Tokyo Filmes promovem uma sessão especial de Castanha, de Davi Pretto, comentada pelo diretor e pelo ator João Carlos Castanha. Toda a renda a bilheteria será destinada ao tratamento do ator, que se recupera de uma doença pulmonar. Ingressos antecipados e doações em: https://www.sympla.com.br/sessao-especial-com-debate-do-filme-castanha-na-cinemateca-capitolio
Na sexta-feira, 29 de novembro, às 20h, o Projeto Raros apresenta Schlock (1973, 80 minutos), o longa-metragem de estreia de John Landis. Com projeção em HD e legendas em espanhol, a sessão será comentada pelo crítico e pesquisador Carlos Thomaz Albornoz. Entrada franca. A Cidade dos Piratas, de Otto Guerra, e Legalidade, de Zeca Brito, seguem em exibição até o dia 4 de dezembro. O valor do ingresso é R$ 16,00, com meia entrada para estudantes e idosos.

FILMES

CASTANHA
Brasil, 2015, 95’, DCP
Direção: Davi Pretto
João Carlos Castanha tem 52 anos e é ator. Também trabalha na noite como transformista em festas homossexuais. Solitário, doente e confuso, aos poucos ele deixa de discernir realidade e ficção.

SCHLOCK
Estados Unidos, 1973, 80’, HD
Direção: John Landis
Legendas em espanhol
Carnificina! Terror! Cascas de banana! O poderoso macaco pré-histórico Schlocktropus aterroriza um subúrbio tranquilo do sul da Califórnia. A polícia está confusa. O exército é impotente. A contagem de corpos está aumentando. Mas quando Schlock encontra uma simpática garota cega que vê além de sua aparência, surge uma chance de redenção. A paródia dos clássicos de monstros pré-históricos dá início à filmografia de John Landis, um dos mestres da comédia moderna hollywoodiana. Filmado ao longo de doze dias e com um orçamento baixíssimo, Schlock também ajudou a lançar a carreira do lendário maquiador de efeitos Rick Baker (Nasce um Monstro, A Fúria, Videodrome, Ed Wood, entre vários clássicos).

A CIDADE DOS PIRATAS
Brasil, 2018, 85 minutos, DCP
Direção: Otto Guerra
Distribuição: Lança Filmes
Qual o sentido de fazer um longa-metragem sobre Piratas que navegam pelo Rio Tietê atrás de vítimas para saquear e torturar quando, entre a ideia de fazê-lo até a consumação do fato, passam-se décadas, o mundo entra no século XXI e o Brasil se vê diante de um enredo que supera qualquer ficção? Há um bom e grande motivo: o projeto escrito a partir desses personagens foi finalmente viabilizado. Em meio a isso, Laerte, o autor da história, assume sua troca de gênero, começa a renegar seus antigos personagens, os Piratas do Tietê, e a criar outras narrativas interessantes. O Diretor do filme, perdido com essa nova realidade e decidido a ser fiel aos seus caprichos após se ver diante da morte, resolve contar seu drama misturando-se à trama, criando um caótico labirinto entre a ficção e a vida real.

LEGALIDADE
Brasil, 2019, 120 minutos, DCP
Direção: Zeca Brito
Distribuição: Boulevard Filmes
Em 1961, o governador Leonel Brizola lidera um movimento sem precedentes na história do Brasil: a Legalidade. Lutando pela constituição, mobiliza a população na resistência pela posse do presidente João Goulart. Em meio ao iminente golpe militar, uma misteriosa jornalista pode mudar os rumos do país.


GRADE DE HORÁRIOS
28 de novembro a 4 de dezembro de 2019

28 de novembro (quinta)
16h – Legalidade
18h – A Cidade dos Piratas
19h30 – Castanha + debate

29 de novembro (sexta)
16h – Legalidade
18h – A Cidade dos Piratas
20h – Projeto Raros: Schlock

30 de novembro (sábado)
14h – A Cidade dos Piratas
16h – Legalidade
18h – A Cidade dos Piratas
19h30 – Sujeitude  + No meio do Malestream (abertura da mostra O feminismo e a vanguarda de Helke Sander)

1 de dezembro (domingo)
14h – Legalidade
16h – Cara Para Além dos Muros
18h – A Cidade dos Piratas
19h30 – Gula? + O Amor é o Início de Todo Terror

3 de dezembro (terça)
14h – A Cidade dos Piratas
16h – Legalidade
18h – A Cidade dos Piratas
19h30 – Quebrem o Poder dos Manipuladores + Dos relatórios dos serviços de vigilância e patrulha Nº 1, Nº 5 e Nº 8 + debate com Carla Oliveira

4 de dezembro (quarta)
14h – A Cidade dos Piratas
16h – Legalidade
18h – A Cidade dos Piratas
19h30 – Silvo + A Personalidade Reduzida em Todos os Ângulos

Nenhum comentário: