Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

Cine Dica: Ilha das Flores, No Coração do Mundo e Cassandro O Exótico (29 de agosto a 4 de setembro)

SESSÃO ESPECIAL DE 30 ANOS DE ILHA DAS FLORES NO CORAÇÃO DO MUNDO E CASSANDRO, O EXÓTICO ENTRAM EM CARTAZ

No sábado, 31 de agosto, às 20h, a Cinemateca Capitólio Petrobras promove uma sessão especial de 30 anos do curta-metragem Ilha das Flores, de Jorge Furtado. O diretor conversa com o público após a exibição. Lançado em 1989 no Festival de Gramado, onde recebeu os prêmios principais dos três juris (oficial, público e crítica), o curta ganhou notoriedade mundial ao ser premiado com o Urso de Prata do 40º Festival de Berlim, em 1990. Em 2018, foi eleito pela Abraccine, Associação Brasileira de Críticos de Cinema, o melhor curta-metragem brasileiro de todos os tempos.
Na sessão, serão exibidos outros três curtas dirigidos por Furtado que promovem diferentes reflexões sobre a criação cinematográfica e suas formas narrativas: Até a Vista (2011), A Matadeira (1994) e Veja Bem (1994). A partir de quinta-feira, 29 de agosto, a Cinemateca Capitólio Petrobras promove duas novas estreias. O longa-metragem mineiro No Coração do Mundo, de Maurílio Martins e Gabriel Martins, e o documentário Cassandro, O Exótico!, da diretora de vanguarda francesa Marie Losier. Rafiki, de Wanuri Kahiu, e Divino Amor, de Gabriel Mascaro, seguem em exibição até o dia 4 de setembro. A exibição de Cassandro, O Exótico! é realizada em parceria com o Institut Français e a Cinemateca da Embaixada da França no Brasil.

INGRESSOS (estudantes e idosos pagam meia entrada)
No Coração do Mundo – R$ 16,00
Rafiki – R$ 16,00
Divino Amor – R$ 16,00
Cassandro, O Exótico – R$ 10,00
Sessão Ilha das Flores – R$ 10,00

FILMES

CASSANDRO, O EXÓTICO!
(Cassandro, the Exotico!)
França, 2018, documentário, 73′, HD
Direção: Marie Losier
Após passar 26 anos dentro do ringue, Cassandro, a estrela de um grupo de lutadores cross-dressers conhecido como Os Exóticos, está longe de querer se aposentar. Mas com diversos ossos quebrados e pinos no corpo, ele deverá achar uma maneira de se reinventar.
Nascida na França, Marie Losier filmou retratos de artistas de vanguarda como os irmão Kuchar, Guy Maddin, o diretor de teatro Richard Foreman, o compositor/cineasta Tony Conrad, Alan Vega e o artista/músico Genesis Breyer P-Orridge. Extravagantes, poéticos, oníricos e não convencionais, seus filmes exploram a vida e o trabalho desses artistas através de uma infinita variedade de meios cinematográficos. As obras de Losier são apresentadas regularmente em museus de prestígio e festivais de cinema ao redor do mundo (Tate Modern, Whitney Bienal, PS1, MOMA, Centro Georges Pompidou, Museu The Wexner, Tribeca, Seminário Flaherty, Festival de Cinema de Berlim, Roterdã.

NO CORAÇÃO DO MUNDO
Brasil, 2019, Drama, 120′, DCP
Direção: Gabriel Martins, Maurilio Martins
Distribuição: Embaúba Filmes
Contagem, Minas Gerais. Dentro da comunidade local, Marcos (Leo Pyrata) se vira diariamente com os pequenos crimes que comete. Quando reencontra Selma (Grace Passô), uma antiga amiga, ele se convence da possibilidade de executar um assalto bem-sucedido. Mas o plano só pode ser colocado em prática com a ajuda de uma terceira pessoa, e Ana (Kelly Crifer), namorada de Marcos, hesita em participar.

ILHA DAS FLORES
(35 mm, 12 min, cor, 1989)
Direção: Jorge Furtado
Exibição digital.
Um tomate é plantado, colhido, transportado e vendido num supermercado, mas apodrece e acaba no lixo. Acaba? Não. ILHA DAS FLORES segue-o até seu verdadeiro final, entre animais, lixo, mulheres e crianças. E então fica clara a diferença que existe entre tomates, porcos e seres humanos.
Lançado em 1989 no Festival de Gramado, onde ganhou os prêmios dos três juris (oficial, público e crítica), o curta ganhou notoriedade mundial ao ser premiado com o Urso de Prata do 40º Festival de Berlim, em 1990. Em 2018, foi eleito pela Abraccine, Associação Brasileira de Críticos de Cinema, o melhor curta-metragem brasileiro de todos os tempos.

ATÉ A VISTA
(HD, 18 min, cor, 2011)
Direção: Jorge Furtado
Exibição digital.
Foto de Alex Sernambi: Salo Pasik e Felipe de Paula
Jovem cineasta procura uma história para o seu primeiro longa-metragem. Na tentativa de conseguir os direitos autorais de um romance, o jovem aceita a proposta inusitada do autor e juntos partem à procura de um antigo amor do escritor.

A MATADEIRA
(16 mm, 16 min, cor, 1994)
Direção: Jorge Furtado
Exibição digital.
Canudos foi uma pequena aldeia no nordeste do Brasil, fundada pelo líder messiânico Antônio Conselheiro e massacrada por um poderoso exército até a morte do último de seus 30 mil habitantes, em 5 de outubro de 1897. O filme conta o massacre de Canudos a partir de um canhão inglês, apelidado pelos sertanejos de "A MATADEIRA", que foi transportado por vinte juntas de boi através do sertão para disparar um único tiro.

VEJA BEM
(16 mm, 9 min, cor, 1994)
Direção: Jorge Furtado
Exibição digital.
Veja Bem é um filme e é também um objeto, um Zootrópio, espécie de precursor do cinema. Na primeira parte do filme (e do lado de dentro do objeto), o foco de atenção é o homem-músculo, as imagens se repetem até a exaustão, e o texto é de João Cabral. Na segunda parte do filme (e do lado de fora do objeto), o foco de atenção é o maravilhoso e ridículo caleidoscópio de ofertas da cidade, as imagens são pura diversidade, e o texto é de Drummond. Direção: Jorge Furtado

GRADE DE HORÁRIOS
29 de agosto a 4 de setembro de 2019

29 de agosto (quinta-feira)
14h – Rafiki
16h – Divino Amor
18h – No Coração do Mundo
20h – Cassandro, o Exótico!

30 de agosto (sexta-feira)
14h – Rafiki
16h – Divino Amor
18h – No Coração do Mundo
20h – Projeto Raros: I Drink Your Blood

31 de agosto (sábado)
14h – Sessão Acessível: Pela Janela
16h – Divino Amor
18h – No Coração do Mundo
20h – Ilha das Flores 30 anos – Sessão Especial

1º de setembro (domingo)
14h – Rafiki
16h – Divino Amor
18h – No Coração do Mundo
20h – Cassandro, o Exótico!

3 de setembro (terça-feira)
14h – Rafiki
16h – Divino Amor
18h – No Coração do Mundo
20h – Cassandro, o Exótico!

4 de setembro (quarta-feira)
14h – Rafiki
16h – Divino Amor
18h – No Coração do Mundo
20h – Cassandro, o Exótico!

A Cinemateca Capitólio Petrobras conta, em 2019, com o projeto Cinemateca Capitólio Petrobras programação especial 2019 aprovado na Lei Rouanet/Governo Federal, que será realizado pela FUNDACINE – Fundação Cinema RS e possui patrocínio master da PETROBRAS. O projeto contém 26 diferentes atividades entre mostras, sessões noturnas e de cinema acessível, master classes e exposições.

Nenhum comentário: