Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Cine Dica: Em Cartaz: 'Voando Alto' - Uma Pequena Lição para os Pequenos

Sinopse: Uma pequena andorinha tenta conviver em harmonia com os demais pássaros. Porém, ele descobre que é adotado e que sua família não são andorinhas, mas sim gaivotas.  

Fazia tempo que eu não ia assistir a um longa de desenho animado que não fazia parte do seleto Disney/Pixar. O caso que ambos os estúdios tem proporcionado lições que encantam, tanto os pequenos, como os adultos que conseguem se identificar com os personagens e em meio as suas adversidades. Embora não pertença a esses grandes estúdios, "Voando Alto" até que se sai bem ao passar a sua lição de moral, mesmo quando a gente tenha uma sensação de Déjà vu.  
Dirigido por Andrea Block e Christian Haas, o filme conta a história sobre o pequeno Manou, onde passou a sua vida inteira acreditando que era uma gaivota, quando na verdade ele é era um filhote de um casal de andorinhas. Enquanto tenta aprender a voar, ele percebe que nunca será capaz de alçar grandes voos e foge do seu lar. Mas quando os animais correm perigo de vida devido a uma nova ameaça, só ele será capaz de tomar uma providência.  
Não há nada de novo dentro da trama, já que ela em si fala sobre superação perante os obstáculos e na luta em ser aceito perante ao próximo. filmes como, por exemplo, "Mogli, o Menino Lobo" (2016), seriam uma espécie parábola com relação aqueles que se acham diferentes meio a sociedade, mas que lutam pela igualdade e por um lugar ao sol. Qualquer semelhança com a nossa realidade não é mera coincidência, mas sim bem intencional. 
Em contrapartida, em tempos conservadores vindos da ultradireita, é preciso que histórias como essa sejam cada vez mais vistas pelos pequenos, pois assim eles aprendem logo cedo o dever de respeitar o próximo, mesmo quando esse último é diferente perante aos seus olhos. Manou, por exemplo, aprende logo cedo o dever da responsabilidade, assim como sentir na pele em ser diferente. Pode até ser uma lição já batida, mas ela sempre será muito bem-vinda.  
Só acho uma pena que em termos técnicos o filme esteja anos luz da qualidade vinda de outros grandes estúdios. Embora a premissa de "Voando Alto" lembre até mesmo o curta animado "Piper" (2016), esse último está anos luz a frente em termos visuais e realísticos para uma animação. Nesse último caso, o filme Andrea Block e Christian Haas, ao menos, surpreende um pouco em seu ato final tecnicamente falando, principalmente em uma sequência sobre superação e ajuda ao próximo.  
Embora longe do esperado, "Voando Alto" é um longa animado que irá divertir os pequenos e que irão aprender a lição de respeitar o próximo logo cedo. 


Joga no Google e me acha aqui:  

Me sigam no Facebook,  twitter, Linkedlin e Instagram.  

2 comentários:

Leo Rib disse...

Simpatizei com esse desenho.rs
Vou procurar.

Marcelo Castro Moraes disse...

Para levar os pequenos com certeza.