Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Cine Especial: Clube de Cinema de Porto Alegre: Head (1968)



Neste sábado, 24 de Novembro, as 10h15min, na Cinemateca Capitólio,  o Clube de Cinema de Porto Alegre irá exibir para os seus associados, e também não associados, o clássico Head – Os Monkees Estão Soltos (1968, 86 minutos), de Bob Rafelson, o filme psicodélico da cultuada banda norte-americana. Com roteiro co-escrito por Jack Nicholson e participações de Frank Zappa, Victor Mature e Dennis Hopper, o filme acabou chamado de “A Hard Day’s Night on acid”, numa referência ao lendário filme de estreia dos Beatles, dirigido por Richard Lester.
Sinopse:  As aventuras dos Monkees em viagem psicodélica através de uma série de paródias de todos os gêneros importantes, incluindo os faroestes, os musicais e os filmes de guerra. Essas traquinagens estilizadas são intercaladas por várias canções memoráveis e cenas surreais, como a sequência clássica em que os Monkees são sugados por um aspirador gigante e depois vomitados como pedaços de caspa no cabelo de Victor Mature.



Os Monkees vinham de uma relação turbulenta com os produtores – há algum tempo lutavam para poder compor e tocar instrumentos nos discos e fugir de vez da pecha de “um grupo pop pré-fabricado”. Head marca a radicalização autoral da banda em plena febre psicodélica, após grandes discos em que os quatro integrantes tomaram as rédeas: Headquarters e Pisces, Aquarius, Capricorn & Jones Ltd. O filme foi idealizado por Bob Rafelson após o fim do programa de televisão da banda. Chamou o amigo Jack Nicholson para ajudar no roteiro. O resultado? Um filme completamente insano que enfureceu os fãs da banda. Mais tarde definido como um “A Hard Day’s Night on acid”, faz críticas ao universo asfixiante da música pop, ao mesmo tempo em que tenta confirmar uma identidade psicodélica ao grupo.

Siga o Clube de Cinema de Porto Alegre através das redes sociais:
Facebook: www.facebook.com/ccpa1948
twitter: @ccpa1948  
Instagram: @ccpa1948 

Me sigam no Facebook, twitter, Google+ e instagram

Nenhum comentário: