Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Cine Dica: PROGRAMAÇÃO DE OUTUBRO – CINEMATECA CAPITÓLIO PETROBRAS





O Inquilino.

Outubro começa com tudo: uma retrospectiva com sete filmes restaurados do mestre francês Jean-Pierre Melville, uma das principais influências da Nouvelle Vague, toma conta da Cinemateca Capitólio Petrobras. O cinema moderno brasileiro também está presente na programação com a homenagem ao grande Walter Lima Jr., que vem à cidade apresentar quatro obras essenciais de sua filmografia, incluindo filmes recentemente restaurados, em cópias inéditas em Porto Alegre. No fim do mês, mais duas mostras especiais. A Ela na Tela debate a representação feminina no cinema e na sociedade. Realizada pelo Goethe-Institut Porto Alegre, a First Steps ao Redor do Mundo destaca os proeminentes talentos que se formam nas escolas de cinema da Alemanha, Áustria e Suíça. E tem a estreia do mais novo lançamento de Hong Sang-soo: Na Praia à Noite Sozinha.
E a Cinemateca segue resgatando títulos preciosos da cinematografia do Rio Grande do Sul com a sessão comentada de Os Abas Largas, faroeste realizado por Sanin Cherques em Santa Maria nos anos 1960, no Dia Mundial da Preservação Audiovisual. Após o sucesso da apresentação de Metropolis, o projeto Trilhas Filmadas desta vez cria os sons e atmosfera para um clássico silencioso de Alfred Hitchcock, O Inquilino. Para completar, no mês do centenário da revolução soviética, o Projeto Raros apresenta uma fantasia gótica russa do final dos anos 1970, A Caça Selvagem do Rei Stakh, de Valeri Rubinchik.

EM CARTAZ

 PRÉ-ESTREIA (a partir do dia 6 de outubro, R$ 16,00)
NA PRAIA À NOITE SOZINHA
(Bamui haebyun-eoseo honja)
101 minutos, Coréia do Sul, 2017
Direção: Hong Sang-soo
Distribuição: Zeta Filmes

Após ter um relacionamento com um homem casado, a famosa atriz coreana Younghee resolve dar um tempo e viaja para a cidade de Hamburgo, na Alemanha. Lá, em uma conversa com uma amiga, ela se pergunta se o amante a seguirá ou se ele sente sua falta tanto quanto ela. Ao retornar à Coreia, reencontra alguns velhos amigos na cidade costeira de Gangneung, onde comem e bebem juntos. Já meio bêbados, Younghee provoca, insulta e irrita os amigos. As conversas entre eles ficam cada vez mais fora de controle, revelando descobertas e verdades. Em seguida, ela se retira para uma praia deserta. Qual é a importância do amor na vida de alguém? Younghee quer saber. Exibição em DCP.

MOSTRAS
RETROSPECTIVA JEAN-PIERRE MELVILLE
3 a 20 de outubro
(R$ 10,00)

Comemorando os cem anos do nascimento de Jean-Pierre Melville, e em coordenação com a Fundação Jean-Pierre Melville, o Institut français promove na Cinemateca Capitólio Petrobras uma retrospectiva dos filmes do cineasta, restaurados digitalmente. Um panorama composto por sete obras: de seu primeiro filme, o praticamente inédito 24 Horas na Vida de um Palhaço (1946) a O Círculo Vermelho (1970), passando por O Silêncio do Mar (1949), Bob o Jogador (1955), Léon Morin, Padre (1961),Técnica de um Delador (1962), e O Exército das Sombras (1969). Sempre associado ao film noir na cinematografia mundial, Melville continua a exercer uma influencia inegável sobre cineastas contemporâneos como Quentin Tarantino, Jim Jarmusch, Johnnie To, Michael Mann, John Woo e Masahiro Kobayashi. Reconhecido ainda por Bertrand Tavernier e Philippe Labro, com quem conviveu, ele é homenageado no documentário Sob o nome de Melville, de Olivier Bohler, que acompanha este programa.

WALTER LIMA JR. EM QUATRO TEMPOS

28 de outubro a 1º de novembro
(entrada franca)
A mostra apresenta quatro títulos essenciais da filmografia de Walter Lima Jr., um dos grandes nomes do cinema moderno brasileiro. O diretor estará em Porto Alegre para apresentar a exibição das cópias restauradas de seu filme de estreia, Menino de Engenho, adaptação do romance de José Lins do Rego, e da ficção-científica tropicalista Brasil Ano 2000. Completam a mostra dois dos filmes mais aclamados do diretor, A Lira do Delírio e A Ostra e o Vento. A mostra faz parte do projeto Cinemateca Capitólio – Digitalização e Programação Especial 2017, patrocinado pela Petrobras e financiado através do Pró-Cultura RS da Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Estado do Rio Grande do Sul.

ELA NA TELA

21 a 25 de outubro (entrada franca)
A Mostra Ela na Tela foi criada para abrir espaço para troca de experiências e busca de igualdade de gêneros no fazer cinematográfico, que ainda é dominado por homens, e em sua maioria brancos.  Neste ano, o evento busca ampliar a visibilidade das mulheres cineastas, promovendo a conscientização sobre a importância da representação feminina na tela de cinema e possibilitando dialogar sobre o reflexo dessa representação na sociedade.

FIRST STEPS AO REDOR DO MUNDO

27 a 29 de outubro (entrada franca)
Todos os anos, em setembro, o prêmio First Steps apresenta em Berlim os proeminentes talentos que se formam nas escolas de cinema da Alemanha, Áustria e Suíça. Os sete filmes do programa "First Steps ao redor do mundo" foram nomeados e/ou premiados em 2016 e são apresentados com o apoio e a colaboração do Goethe-Institut. Os prêmios são concedidos a um curta, um média e um longa-metragem, um documentário, um filme comercial, um(a) jovem produtor(a), um(a) jovem diretor(a). A seleção apresentada na Cinemateca Capitólio Petrobras é composta por sete filmes em três dias de programação, que mostra alguns dos principais elementos da estética dos jovens cineastas da Alemanha, Áustria e Suíça.

SESSÕES ESPECIAIS
TRILHAS FILMADAS (13, 14 e 15 de outubro - R$ 15,00)

O INQUILINO (The Lodger: A Story of the London Fog)
68 minutos, Inglaterra, 1927 Direção: Alfred Hitchcock
Músicos representativos da cena eletrônica, guitar band e jazz de Porto Alegre orquestram performances ao vivo criando uma nova trilhasonora para clássicos filmes silenciosos. Nesta edição, Nando Barth, Lavalle, CoraZonDeLLoco, Phantom Powers e Dominik criam ao vivo uma nova trilha sonora para o clássico O Inquilino (1927, 68 minutos), de Alfred Hitchcock. Trilhas Filmadas busca recriar uma atmosfera contemporânea através de breves intervenções sonoras e momentos dedicados a canções autorais. Produção e curadoria de Carlos Ferreira.

SESSÃO ESPECIAL – DIA MUNDIAL DA PRESERVAÇÃO AUDIOVISUAL

OS ABAS LARGAS (27 de outubro, 20h, entrada franca)
90 minutos, Brasil, 1963
Direção: Sanin Cherques

No interior do Rio Grande do Sul, um grupo de bandidos dedica-se a roubar o rentável gado dos moradores locais. Mas a polícia gaúcha local conhecida como "Os Abas Largas", devido ao reconhecível chapéu de abas grandes, não permitirá que o bando saia impune. Após a sessão, acontece um debate com o cineasta Luiz Alberto Cassol e a pesquisadora Maria Cândida da Silveira Skrebsky. Exibição digital.

PROJETO RAROS (20 de outubro, 20h, entrada franca)

A Caça Selvagem do Rei Stakh
 (Dikaya okhota korolya Stakha)
105 minutos, União Soviética, 1979
Direção: Valeri Rubinchik

Adaptação do livro de Uladzimir Karatkievich sobre a história de um pesquisador de lendas folclóricas em viagem pela Bielorrússia do século 19. Ele envolve-se em uma trama gótica quando se depara com a maldição de uma família aristocrática local. E quando começa a desvendar os segredos enterrados em seu palácio, ele próprio torna-se a caça de silenciosos fantasmas que espreitam a cavalo e entregam a morte todos que cruzam seu caminho. Após a sessão, acontece um debate com o pesquisador Carlos Thomaz Albornoz. Exibição digital com legendas em inglês.

Nenhum comentário: