Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Cine dica: Em Cartaz: Xingu Cariri Caruaru Carioca



Sinopse: Em busca de suas origens musicais e as raízes das flautas, Carlos Malta é um dos músicos que se reúnem para conversar e tocar juntos os sons tradicionais das "culturas populares" e "cultura pop". Um encontro entre mundos diversos e que se complementam, uma mostra de que tudo está sempre em movimento e um registro da capacidade criativa da música contemporânea, sempre em transformação.

Em todo governo ilegítimo que se preze não há uma preocupação em manter as raízes do passado, mas sim destruí-lo, para que possa então se criar algo novo e gerar algum lucro para os poderosos. Felizmente ainda há bons samaritanos de maior ou menor grau, que se prezam em pregar a preservação, não somente das florestas e de seus velhos habitantes indígenas, como também da sua cultura e que da qual nos influência até hoje. Em Xingu Cariri Caruaru Carioca há um calor de resistência em se manter essas raízes, mas ao mesmo tempo, com a ambição de apresentar para as novas gerações e das quais desconhecem as verdadeiras origens culturais do nosso Brasil.
Dirigido por Beth Formaggini (Uma Família Ilustre), o documentário acompanha os passos do cantor Carlos Malta, que decide ir à busca das raízes da nossa música vinda, por exemplo, das flautas. O objetivo é reunir veteranos da cultura da música tradicional e reuni-las com os aspirantes da musica pop atual. O resultado é uma cruzada da qual se revela o melhor de nossa cultura e da qual não pode ser esquecida. 
De uma viagem que passou pelo Xingu (MT), Cariri (CE), Caruaru (PE) e terminou na desembocadura do Rio Carioca (RJ), deixando então os momentos  musicais inesquecíveis. Sem protocolos, o documentário une diferentes raízes musicais para criar novas ramificações na árvore musical brasileira. Além disso, Carlos Malta passa um frescor de humanidade ao longo do percurso, nos passando o ar de boa praça e ao mesmo tempo um amor incondicional pela música e pelo desejo de querer nos passar o melhor dela.
Existem momentos extremamente tocantes, como quando Malta conhece ou revê velhos flautistas, onde cada um deles conta as suas longas histórias e que serviram a música boa parte de suas vidas. Porém, o momento mais sublime é quando ele revê uma velha amiga, da qual mal consegue tocar a sua flauta novamente, mas Malta persiste e ela então consegue num momento em que o cantor só acompanha e deixando-a ela soltar uma bela música. Um momento simples, mas que corresponde com a obra com um todo.
Com um final que é um verdadeiro encontrão no RJ, onde a música de ontem e hoje se misturam numa única só, Xingu Cariri Caruaru Carioca é uma carta de amor para aqueles que preservam a verdadeira arte e as raízes da nossa música nacional.  
Onde assistir: Cinebancários. Rua General da Câmara  424, centro de Porto Alegre. Horários: 15h e 19h.

Me sigam no Facebook, twitter, Google+ e instagram

Nenhum comentário: