Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Cine Dica: Fantasia russa no Projeto Raros



PROJETO RAROS EXIBE A CAÇA SELVAGEM DO REI STAKH
Nesta sexta-feira, 20 de outubro, às 20h, o Projeto Raros apresenta na Cinemateca Capitólio Petrobras o filme russo A Caça Selvagem do Rei Stakh, de Valeri Rubinchik. Após o filme, acontece um debate com o pesquisador Carlos Thomaz Albornoz. Com exibição digital e legendas em inglês, a sessão tem entrada franca.

A CAÇA SELVAGEM DO REI STAKH
(Dikaya okhota korolya Stakha)
105 minutos, União Soviética, 1979
Direção: Valeri Rubinchik
Exibição digital com legendas em inglês.

Adaptação do livro de Uladzimir Karatkievich sobre a história de um pesquisador de lendas folclóricas em viagem pela Bielorrússia do século 19. Ele envolve-se em uma trama gótica quando se depara com a maldição de uma família aristocrática local. E quando começa a desvendar os segredos enterrados em seu palácio, ele próprio torna-se a caça de silenciosos fantasmas que espreitam a cavalo e entregam a morte todos que cruzam seu caminho. Após a sessão, acontece um debate com o pesquisador Carlos Thomaz Albornoz.
“Filmes que você sempre quis ver ou nem imaginava que existiam”. O slogan do projeto Raros é a sua melhor definição. Iniciado em maio de 2003, o projeto foi concebido com a intenção de apresentar ao público local títulos nunca lançados no circuito exibidor brasileiro ou há muito tempo fora de circulação nos cinemas, procurando reproduzir o espírito das “midnight movies” realizadas em Nova York a partir do final dos anos 1960. Cada filme é apresentado uma única vez, nas noites de sexta-feira, e as sessões são comentadas. Imediatamente acolhido pelos cinéfilos porto-alegrenses, o Raros foi um sucesso instantâneo e logo inspiraria outras iniciativas similares, a mais conhecida delas sendo as Sessões do Comodoro, organizadas pelo saudoso diretor Carlos Reichenbach no Cinesesc de São Paulo. Em 2017, em função da reforma da Usina do Gasômetro, a Cinemateca Capitólio Petrobras passa a receber provisoriamente o projeto Raros.

GRADE DE HORÁRIOS

17 a 20 de outubro de 2017

17 de outubro (terça)
18h - O Exército das Sombras
20h30 – Pré-estreia de Na Praia à Noite Sozinha

18 de outubro (quarta)
18h - O Círculo Vermelho
20h30 - Pré-estreia de Na Praia à Noite Sozinha

19 de outubro (quinta)
18h - Leon Morin Padre
20h30 - Pré-estreia de Na Praia à Noite Sozinha

20 de outubro (sexta)
18h - 24 Horas na Vida de um Palhaço + O Silêncio do Mar
20h – Projeto Raros (A Caça Selvagem do Rei Stakh)

Nenhum comentário: