Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Cine Dica: Programação da Casa de Cultura Mario Quintana do dia 24 a 30 de Agosto



SEGUNDA-FEIRA NÃO HÁ SESSÕES

Filme da minha vida

 
SALA 1 / PAULO AMORIM

15h – SAINT AMOUR: NA ROTA DO VINHO
(Saint-Amour - França/Bélgica, 2016, 100min). Direção Benoît Delépine e Gustave Kervern, com Gérard Depardieu, Benoît Poelvoorde e Vincent Lacoste. Imovision, 14 anos. Comedia dramática.
Sinopse: Jean não se entende muito bem com o filho Bruno, que anda desanimado com a vida. Numa tentativa de reaproximação, o pai leva o filho a uma feira agrícola e, de lá, os dois partem numa viagem pelos vinhedos do interior da França. O motorista que assume o volante é um jovem chamado Mike, que também precisa encontrar novas motivações para o seu dia a dia. Entre bebedeiras, desventuras amorosas e belas paisagens, a estrada oferece uma jornada de transformação para os personagens.

* não haverá exibição nos dias 26 e 30 de agosto, sábado e quarta, devido às sessões do projeto Cinema Acessível Kids).

17h – A VIDA DE UMA MULHER
(Une Vie - França/Bélgica, 120min, 2017). Direção de Stéphane Brizé, com Judith Chemla, Jean-Pierre Darroussin, Yolande Moreau. Mares Filmes, 14 anos. Drama.

Sinopse: Elogiada adaptação do primeiro romance de Guy de Maupassant (1850-1893), a trama acompanha duas décadas na vida de Jeanne, uma mulher que vive de acordo com as regras sociais do século 19 na França. Ela se casa muito jovem, logo depois que sai do internato, e precisa aceitar a rotina de cuidar da casa e do filho, além de conviver com as traições do marido.

19h15 – PERDIDOS EM PARIS
(Lost in Paris - França/Bélgica, 85min, 2016). Direção de Fiona Gordon e Dominique Abel, com Fiona Gordon, Dominique Abel, Emmanuelle Riva e Pierre Richard. Pandora Filmes, 12 anos. Comédia.

Sinopse: Fiona sai do Canadá, onde vive, para encontrar uma velha tia que mora em Paris. O motivo da viagem é um pedido de socorro, algo que parece um tanto misterioso para Fiona, já que faz muitos anos que ela não vê a tia. O longa tem um tom lúdico em função do trabalho dos dois diretores, que estão à frente de uma companhia de teatro na Bélgica. O filme foi a última atuação no cinema da grande atriz francesa Emmanuelle Riva.

SALA 2/ EDUARDO HIRTZ

15h15 – MONSIEUR & MADAME ADELMAN
(Mr. e Mrs Adelman – França, 2017, 120min). Direção de Nicolas Bedos, com Doria Tillier, Nicolas Bedos, Denis Podalydès, Antoine Gouy. Imovision, 16 anos. Comédia dramática.
Sinopse: Sarah e Victor viveram juntos durante 45 anos. No dia do funeral do marido, Sarah é abordada por um jornalista que quer fazer um perfil do falecido, um escritor famoso. A partir daí, a mulher revive a história dos dois num imenso flashback, com direito a momentos de amor, ambição, traição e segredos.

* não haverá exibição no dia 24, quinta, devido à sessão especial de “A Mulher do Pai”

17h30 - O FILME DA MINHA VIDA
(Brasil, 2017, 110min). Direção de Selton Mello, com Johnny Massaro, Vincent Cassel, Bruna Linzmeyer. Vitrine Filmes, 14 anos. Drama.
Sinopse: Tony volta para a pequena Remanso depois de alguns anos estudando na capital e descobre que seu pai foi embora. Nem a mãe nem os amigos mais próximos têm alguma explicação para o que aconteceu - e Tony segue seus dias um tanto melancólico, dividido entre as atividades como professor e a paixão por Luna. Adaptado da novela Um Pai de Cinema, do chileno Antonio Skarmeta, o filme é ambientado nos anos 1960 foi rodado na região de Bento Gonçalves.

19h30 – RIFLE
(Brasil, 90min, 2017). Direção de Davi Pretto, com Dione Avila de Oliveira, Andressa Nogueira Goularte, Evaristo Pimentel Goularte. Vitrine Filmes, 14 anos. Drama.
Sinopse: Dione é um sujeito calado que parece gostar do lugar onde vive, na imensidão do pampa na região de fronteira do Rio Grande do Sul. Mas a tranquilidade dos seus dias será abalada pela chegada de homens da cidade que pretendem comprar as terras onde Dione trabalha. Disposto a defender seu universo, o jovem recupera um antigo rifle e faz dele seu companheiro constante. Os personagens do longa são vividos por não-atores, todos moradores da região de Dom Pedrito, onde foram as filmagens.

SALA 3 / NORBERTO LUBISCO

15h15 – DÉGRADÉ
(França-Palestina-Qatar, 2016, 85min). Direção de Arab Nasser e Tarzan Nasser, com Hiam Abbass, Victoria Balitska, Manal Awad. Imovision, 14 anos. Comédia dramática.
Sinopse: O cenário é um salão de cabeleireiro na faixa de Gaza, onde mulheres das mais diversas idades e opiniões se encontram: uma se prepara para um casamento, outra espera por uma depilação, algumas são só acompanhantes. Enquanto isso, a movimentação dos homens, no lado de fora, sugere que algo grave está por acontecer.

* não haverá exibição no sábado e domingo devido à Sessão Pais e Filhos.

15h15 – EU E MEU GUARDA-CHUVA (Sessão Pais e Filhos)
(Brasil, 2010, 80min). Direção de Toni Vanzolini, com Daniel Dantas, Lucas Cotrim, Mariana Lima. Aventura, Livre.
Sinopse: No último dia de férias, Lucas e seu amigo Cebola precisam enfrentar o fantasma do Barão Van Staffen, que vive na escola onde os garotos vão estudar. Para isso, eles têm uma arma poderosa: o guarda-chuva que Lucas herdou do seu avô.

* Sessões somente no sábado e domingo, dias 19 e 20.

17h – A ESTRELA
(Zvezda - Rússia, 2002, 97min). Direção de Nikolay Lebedev, com  Aleksandr Dyachenko, Aleksandr Efimov, Aleksei Kravchenko. MosFilm, 14 anos. Drama de guerra.
Sinopse: Um grupo especial do Exército Vermelho, chamado A Estrela, é enviado para uma missão de reconhecimento atrás das linhas inimigas, no verão de 1944. Refilmagem do romance homônimo de Emmanuil Kazakevich, publicado em 1947.

19h - DIVINAS DIVAS
(Brasil, 2017, 110min). Documentário de Leandra Leal.  Vitrine Filmes, 14 anos.
Sinopse: Rogéria, Valéria, Jane Di Castro, Camille K, Fujika de Holliday, Eloína dos Leopardos, Marquesa e Brigitte de Búzios representam a primeira geração de travestis do Brasil, ainda nos anos 1970. O filme acompanha o reencontro destas artistas, destacando histórias e memórias do grupo.

Nossas  redes sociais:

Nenhum comentário: