Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Cine Dica: Em Cartaz: Lady Macbeth



Sinopse: Katherine (Florence Pugh) está presa a um casamento de conveniência. Casada com Boris Macbeth (Christopher Fairbank), a jovem agora se vê integrante de uma família sem amor. É só quando ela embarca em um caso extraconjugal com um trabalhador da propriedade do marido que as coisas começam a mudar. Ela só não contava que isso iria desencadear vários assassinatos.




Diferente do que você possa imaginar Lady Macbeth não é sobre a peça clássica de Shakespeare, já levada para o cinema e por outros meios de adaptação inúmeros vezes. Ao invés disso, o cineasta Nikolai Leskov se inspirou na novela Lady Macbeth of Mtsensk, do escritor russo Nikolai Leskov. Portanto, é uma trama com outros protagonistas, além de outros acontecimentos, mas que possui os mesmos ingredientes de conspiração e traição.
O filme se concentra Katherine (Florence Pugh, espetacular), uma jovem ambiciosa e com um pensamento livre, mas que se vê aprisionada num casamento nascido por interesses, com Boris Macbeth (Christopher Fairbank), homem muito rico e que não dá atenção para sua esposa como ela merece. Por isso, Katherine acaba se envolvendo com um trabalhador da propriedade de seu marido e mudando a relação das pessoas na casa de uma forma imprevisível.
O primeiro grande trunfo da obra, e que já é visto logo nos primeiros minutos, é o poder de domínio de cena de Florence Pugh, a protagonista Katherine. Ainda pouco conhecida pelo público em geral, a atriz mostra que tem um controle sobre cena por cena, passando sentimentos diversos ao cinéfilo com um único e ambíguo sorriso. O resto do elenco também faz a sua parte, com destaque também para a atriz estreante Naomi Ackie.
O lado imprevisível, aliás, é a grande carta na manga de Lady Macbeth. Duas ou três passagens no filme causam um verdadeiro desconforto graças às ações da personagem. Afinal, são situações inusitadas para um filme ambientado numa paisagem bucólica e com ares de Orgulho e Preconceito, mas com doses cavalares de um terror psicológico.
Portanto, quem for ao cinema procurar uma história do gênero de suspense convencional pode sair desapontado, mas não há como negar que irá dar de encontro com algo diferente e que pode ser mais bem apreciado numa segunda sessão. Embora curto Lady Macbeth é um filme com teor poderoso, ao fazer com que os seus personagens sigam por caminhos questionáveis e imprevisíveis.



Me sigam no Facebook, twitter, Google+ e instagram

Nenhum comentário: