Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Cine Dica: Projeto Raros exibe canibais de Raoul Ruiz

O TERRITÓRIO DE RAOUL RUIZ NO PROJETO RAROS
Nesta sexta-feira, 22 de julho, às 20h, o Projeto Raros exibe O Território (1981, 102 minutos), um dos grandes filmes de Raoul Ruiz, na Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3o andar). Com projeção digital e legenda em português, a sessão tem entrada franca.

No filme, jovens turistas americanos e franceses decidem fazer um passeio na floresta com seus filhos. Quando o guia abandona o grupo, eles encontram-se perdidos no "território", uma área que resiste à compreensão humana. Não é o mapa que não corresponde ao território; mas o território que recusa a lógica do mapa. As semanas se sucedem e o grupo fica cada vez mais fatigado, faminto e desesperado.
A ideia de O Território nasce quando Roger Corman oferece a Ruiz a possibilidade de filmar uma história baseada no caso da equipe uruguaia de rúgbi que sofreu um acidente aéreo nos Andes e precisou recorrer ao canibalismo para sobreviver. Sem o dinheiro de Corman, Ruiz optou por trabalhar o tabu do canibalismo dentro de um microcosmo da sociedade, a partir de uma trama buñueliana com turistas perdidos na Serra de Sintra, em Portugal. 
Raoul Ruiz foi um dos principais nomes do Novo Cinema Chileno dos anos 1960, país do qual precisou fugir após o Golpe de Estado em 1973. Radicado na Europa, compôs especialmente entre França e Portugal uma filmografia ímpar com mais de 100 títulos, com destaque para A Hipótese do Quadro Roubado (1978), As Três Coroas do Marinheiro (1983), A Vila dos Piratas (1983), além de O Tempo Redescoberto (1998), abusada adaptação da obra de Marcel Proust. Considerado pelo crítico Inácio Araújo como “um herdeiro direto de Orson Welles e Jorge Luis Borges, na medida em que aceita o mundo como constituído por aparências, a partir das quais compõe seus labirintos”, Ruiz faz de seu cinema uma investigação constante sobre a natureza das imagens.

O TERRITÓRIO
(The Territory, 1981, 102 minutos)
Direção: Raoul Ruiz
Elenco: Isabelle Weingarten, Rebecca Pauly, Geoffrey Carey, Jeffrey Kime, Paul Getty Jr., Shila Turna, Artur Semedo, Camila Mora, Ethan Stone, José Nascimento, João Bénard da Costa, Rita Nascimento
  
Sala P. F. Gastal
Coordenação de Cinema, Vídeo e Fotografia
Av. Pres. João Goulart, 551 - 3º andar - Usina do Gasômetro
Fone 3289 8133

Nenhum comentário: