Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 1 de julho de 2014

Cine Dica: Em Blu-Ray e DVD: Pais e Filhos




Sinopse: Esta é a história de um grande homem de negócios, obcecado pelo dinheiro e pelo sucesso. Sua vida sofre uma grande transformação quando ele descobre que está criando o filho de outro homem há seis anos, já que seu filho biológico foi trocado por engano na maternidade.
 
Dirigido por Kore-eda Hirokazu, o drama japonês conta a história de duas famílias que descobrem, após seis anos, que seus bebês foram trocados na maternidade. A partir daí vários questionamentos começam a surgir. Será que ser pai significa ter o mesmo sangue ou pai é aquele que cria?
Embora estejamos em pleno século 21, a discussão ainda é um tanto que delicada  em nossa sociedade, o que faz com que a produção se aproxime muito de nossa realidade e nos faz querer imaginar estar no lugar dos personagens e se perguntando o que a gente faria no lugar deles. O sangue realmente é um laço forte para determinar que o filho se torne igual ao seu pai verdadeiro mesmo após ser criado por outra pessoa? Ou nós temos a capacidade de ficarmos mais próximos com as pessoas que vivem com a gente, seja marido, parceiro, pai ou filho?
Depois de ver o filme, é impossível não se colocar naquele dilema duramente cru e real. Como você se comportaria se isto acontecesse com você? O desfecho em si pode até soar previsível, mas trata-se de uma decisão que talvez todos nós com bom senso iria tomar. Mas esse é o grande charme desse filme, está na diferença de escolhas, sendo que cada uma delas gera perdas e vitórias, mas representa tanto um passo em falso como o caminho correto.     
Vale a pena ver e rever esse belo filme e se deixar levar pelas emoções destes assuntos tão espinhosos. Quem tem filhos vai sentir ainda mais o peso emocional das escolhas que os personagens tomam. Ótimo filme e com um final que nos enche os olhos.




 Me sigam no Facebook, twitter e Google+

Nenhum comentário: