Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Cine Especial: Federico Fellini – O Maestro: FINAL



 Nos dias 23 e 24 de Julho, eu estarei participando do curso Federico Fellini – O Maestro, criado pelo CENA UM  e ministrado pela jornalista Fatimarlei Lunardelli. Enquanto os dias da atividade não chegam, por aqui estarei destacando os principais filmes desse cineasta, que até hoje é considerado um dos melhores diretores autorais e críticos do cinema Italiano.

 

Noites de Cabíria

Sinopse: Cabíria (Giulietta Masina) é uma jovem romântica e ingênua que se prostitui para sobreviver. Mesmo enfrentando muitas dificuldades, ela demonstra uma confiança impressionante e sonha com o verdadeiro amor enquanto sofre constantes desilusões amorosas.

Fellini é um ótimo narrador de histórias. Seu visual onírico, ainda aparece de forma contida nesse filme, anterior a “La Dolce Vita”, onde essa sua marca registrada começou a tomar forma mais vigorosa, para ir num crescendo desde ‘Julieta dos Espíritos’, “Fellini, oito e meio”, “Satyricon”, “Amarcord”, “Ensaio de Orquestra”, “E la nave vá”, até o fim de sua vida. Mas Giulieta é uma atriz excepcional em expressividade. 
O filme até que corre morno, para os padrões Fellinianos, o que significa, mesmo assim, uma atenção sempre presa e encantada. Parecia até que Fellini estava preocupado com o Oscar, para o qual esse filme foi indicado, indicando um final feliz padrão. Mas as duas cenas finais valem a emoção que me motivou a escrever e recomendar. A penúltima mostra uma das maiores violências, psicológicas bem entendido, que poderíamos imaginar, principalmente sob o ponto de vista feminino.
A última, quando ficamos pensando no pior, nos brinda com uma das mais belas imagens que já vi, imortalizadas em película. Logicamente, acompanhada da maravilhosa música de Nino Rota. 

                         Casanova de Fellini

Sinopse: Donald Sutherland interpreta o lendário sedutor do século 18 Casanova.


 Neste filme, Fellini desfaz o mito de Casanova, mostrando-o como uma pessoa comum, cujos os atos eram motivados pelas circunstâncias. Casanova frequentava a nobreza, mas passeava pela política e por suas aventuras amorosas com tédio e desdém. Proibido nos anos de chumbo no Brasil, totalmente e inédito, na íntegra sem cortes, um luxo em todos os sentidos de uma obra de arte.

Leia também: Partes 1,2,3 e 4
 

 Me sigam no Facebook, twitter e Google+

Nenhum comentário: