Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Cine Especial: TIM BURTON: O POETA DAS SOMBRAS: Parte 3

Nos dias 03 e 04 de Julho, eu estarei participando do curso Tim Burton: O Poeta das Sombras, criado pelo Cena Um e ministrado pelo Crítico de cinema Robledo Milani. Enquanto o curso não chega, por aqui estarei fazendo uma retrospectiva das melhores momentos da carreira desse cineasta, que se mantém fiel ao seu cinema autoral e sombrio.
 
Retorno as raízes
Já em 99, Burton fez sua lição de casa e garantiu um grande sucesso em A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça, filme que é baseado num antigo conto sombrio norte americano e ao mesmo tempo uma homenagem a um média metragem clássico da Disney. Novamente com Jhony Depp, o filme foi um grande sucesso de bilheteria, ganhou o Oscar de Edição de Arte e ainda teve tempo do diretor desenterrar uma das maiores lendas dos filmes de horror, Christopher Lee em uma pequena mas ótima ponta que acabou servindo para o ator voltar aos holofotes.

Almas Gêmeas sombrias
Em 2001 Burton fez Planeta dos Macacos, uma espécie de uma nova visão da famosa obra de ficção cientifica mas não uma refilmagem do clássico de 68 que muitos acharam que era na época. Apesar de não ser um dos melhores do diretor, o filme serviu para Burton conhecer sua alma gêmea Helena Bonham Carter. Atriz já era conhecida pelo grande publico por papeis peculiares e sombrios como em O Clube da Luta e Frankenstein: De Mary Shelley's. Casada com o diretor, Helena atuou em praticamente todos seus filmes seguintes, seja com papel secundário ou principal e para muitos formam um belo par por serem muito parecidos um com o outro.

Reconciliação
Em 2003 Tim Burton faz Peixe Grande que conta a historia Ed Bloom é um grande contador de histórias. Quando jovem, Ed saiu de sua pequena cidade-natal, Ashton no Alabama, para realizar uma volta ao mundo. A diversão predileta de Ed, já velho, é contar sobre as aventuras que viveu neste período, mesclando realidade com fantasia. As histórias fascinam todos que as ouvem, com exceção de Will, filho de Ed. Até que Sandra, mãe de Will, tenta aproximar pai e filho, o que faz com que Ed enfim tenha que separar a ficção da realidade de suas histórias. Para muitos, Burton quiz fazer esse filme em memória ao pai que morreu pouco antes dessa produção.


Criatividade e sucesso
Ao longo dos anos Burton se dividiu entre super produções e obras mais pessoais, um bom exemplo disso foi em 2005 quando o diretor dirigiu a Super produção A Fantástica Fabrica de Chocolate e uma obra mais autoral Noiva Cadáver. O primeiro, uma refilmagem de um clássico dos anos 70 e que acabou se tornando, não só melhor que o primeiro mas também um grande sucesso de bilheteria. Já o segundo é uma visão pessoal do diretor com relação a morte em forma de brincadeira, auxiliada com a ótima técnica de Stop Motion para contar a criativa historia.

UMA SINFONIA DE HORROR
Apesar de sempre manter sua visão pessoal nos seus filmes, o diretor também consegue um espaço para inovação e aqui ele cria algo no mínimo novo. Em 2007, Sweeney Todd conta a historia de um barbeiro chamado Benjamim Barker que levava uma vida comum e feliz com sua esposa Lucy e sua filha bebê, Johanna. Até que o juiz Turpin se interessa pela mesma. Decidido a tomar a mulher para si, ele ordena que prendam Barker sob falsa acusação e que o exilem.
Quinze anos depois, ao voltar do exílio na Austrália, o barbeiro retorna a Londres, agora sob o nome de Sweeney Todd, e com sede de vingança. Ao voltar, descobre que o juiz Turpin adotou sua filha, agora com 15 anos e o que aconteceu com sua mulher.Em Londres, Barker (ou Sweeney Todd), logo faz sucesso devido a ser um ótimo barbeiro, e encontra Mrs. Lovett, uma cozinheira que possui uma pequena loja de tortinhas muito suja e pouco movimentada, sendo assim, sem dinheiro para comprar a carne e poder fazer suas iguarias. Sweeney Todd, em parceria com a dona do estabelecimento, decide se vingar do juiz Turpin, que arruinou sua vida. O mesmo passa a "treinar" sua vingança em seus clientes, matando-os com suas queridas navalhas de prata. Mrs. Lovett aproveita a idéia do amigo e, para não levantar suspeitas, passa a utilizar a carne das vítimas para produzir o recheio de suas tortinhas, que por sinal fazem muito sucesso.
Baseado em fatos verídicos e de um famoso musical da Broadway, o filme é ousado por misturar musical com terror e entregar uma dos melhores desempenhos de Johnny Depp que acabou ganhando o Globo de ouro de melhor ator de musical ou comédia, além do próprio filme ganhar o Oscar de melhor edição de arte.

 Me sigam no Facebook, twitter e Google+

Nenhum comentário: