Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio e Diretor de Comunicação e Informática do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 99 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 5 de setembro de 2022

Cine Especial: Próximo Cine Debate - 'UMA VOZ CONTRA O PODER'

Sinopse: Um fazendeiro luta contra uma gigante corporação do agronegócio em uma batalha nos tribunais e, sem querer, se torna a voz de pequenos agricultores pelo mundo afora. 

  

É uma produção que mais parece um telefilme, sendo o quarto filme do diretor Clark Johnson, realizador que se dedica mais na realização de episódios de séries para a televisão, além de ser ator. Com narrativa simplista e filmagem burocrática, "Uma Voz Contra o Poder" até se acomodaria na tela grande, mas funciona melhor sendo assistido em casa. Aliás, o próprio roteiro se combina ao formato, ao trazer uma história até interessante do pequeno que luta contra o gigante, ou mais precisamente Sansão contra o Golias sugerido no título quando foi lançado no norte-americano. Sem dúvida, se trata de um relato real que prende a nossa atenção, mesmo moldada de uma forma simples e, por vezes, até demais. 

O filme vale mais graças a presença do veterano ator Christopher Walken no papel principal. Walken prova novamente o seu talento, retratando um personagem simples, sendo até mesmo o oposto das características imprevisíveis da maioria dos personagens principais que ele interpretou ao longo da carreira.  Quem não se lembra dele em O Franco Atirador (The Deer Hunter, 1978) no papel que lhe deu o Oscar? Pois aqui, o fazendeiro Percy precisa superar suas características para falar em público, e Walken consegue encarnar a falta de um lado mais sociável que o personagem nos passa. Ao longo do filme, Percy desenvolve melhor essa habilidade, pelo menos o suficiente para falar com o coração num encontro mundial na Índia e que é, talvez, a melhor cena da obra.  

Além disso, o elenco inclui outros rostos famosos, como os de Christina Ricci, Zach Braff e Martin Donovan. Contudo, falta em "Uma Voz Contra o Poder" uma carga mais dramática. Com exceção desse trecho na Índia, tudo se desenrola num tom sempre com o freio na mão. A direção burocrática de Clark Johnson deixa tudo muito ameno ao retratar situações que deveriam terem sigo mais dramáticas para o verdadeiro Percy Schmeiser. Assim, não espere se emocionar tanto quanto em outros filmes com temas semelhantes, como "Silkwood, Retrato de uma Coragem" (1983); "O Informante" (1999); "Erin Brockovich, uma Mulher de Talento" (2000); ou O Preço da Verdade (2019). 



   Faça parte:


Mais informações através das redes sociais:

Facebook: www.facebook.com/ccpa1948

twitter: @ccpa1948  
Instagram: @ccpa1948 

Joga no Google e me acha aqui:  
Me sigam no Facebook twitter, Linkedlin e Instagram.  

Nenhum comentário: