Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio e Diretor de Comunicação e Informática do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 99 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 12 de setembro de 2022

Cine Especial: Clube de Cinema de Porto Alegre - 'De Volta à Borgonha'

 Nota: Filme exibido para os associados no dia 10/09/2022

Sinopse: Depois de 10 anos, Jean retorna à sua cidade natal para visitar o pai, que está doente. Lá, ele reencontra seus irmãos, Juliette e Jérémie, com quem precisa reconstruir os laços familiares. Os três irmãos também precisam se entender sobre o futuro da vinícola do pai, um lugar cheio de lembranças. 

Até onde eu me lembro são poucos filmes em que a figura do vinho se tornou uma das peças centrais da história. Puxando pela memória me lembrei de "Sideways - Entre Umas e Outras" (2005) onde mostrava dois amigos indo para uma vinícola e desfrutar dos prazeres antes que um deles se case. Vários anos depois me deparo com esse "De Volta à Borgonha'" (2022) filme que foca a questão de laços familiares em meio a uma vasta plantação vinícola.

Dirigido por Cédric Klapisch a trama fala sobre Jean (Pio Marmaï), que depois de dez anos volta para sua cidade natal para ver seu pai que está doente. Lá ele volta a se reunir com sua irmã Juliette (Ana Girardot) e seu irmão Jérémie (François Civil), com quem precisa reconstruir a relação e voltar a ser de fato uma família. Em meio a isso, fica a questão se eles irão manter o negócio do seu pai ou se devem vender e seguirem novos caminhos da vida.

Transitando entre a comédia e drama, o filme nos conquista aos poucos na maneira como é apresentado cada um dos irmãos. Tendo personalidades distintas uma da outra, o trio central possui uma ligação profunda através do pai e do qual o mesmo fez com que aquele universo vindo da Vinícola se tornasse uma parte fundamental de suas vidas. Portanto, ao se verem diante da possibilidade de venda da propriedade eles se veem frente a frente consigo mesmos, ao se darem conta que o dinheiro pode ajudar em suas dividas particulares, mas descartando também uma parte importante de suas histórias.

Se o irmão Jérémie protagoniza os momentos mais bem humorados da trama, Jean, por sua vez, é o que possui a carga mais dramática, não só pelo fato de possuir feridas não cicatrizadas com relação ao seu pai, como também ainda enfrenta um possível divorcio e fazendo com que ele caminhe em uma verdadeira corda bamba. Porém, Juliette é a irmã que tenta colocar ordem na casa, mesmo quando recusa o status de liderança na vinícola e ajudando os seus irmãos de todas as formas.

Embora se estendendo mais do que deveria, o filme nos conquista pelo seu lado humano e nenhum pouco forçado. Ao final sentimos que desejamos ver os novos rumos que os irmãos irão tomar antes mesmo dos créditos começarem a subir, pois nos identificamos facilmente com eles e nos damos conta que os dilemas dos quais eles enfrentaram não são muito diferentes dos nossos que nós enfrentamos em nossas próprias cruzadas pela vida. "De Volta à Borgonha'" possui um aroma curioso, do qual nos atrai e fazendo a gente desejar experimentar um pouco mais. 


   Faça parte:


Mais informações através das redes sociais:

Facebook: www.facebook.com/ccpa1948

twitter: @ccpa1948  
Instagram: @ccpa1948 

Joga no Google e me acha aqui:  
Me sigam no Facebook twitter, Linkedlin e Instagram.  

Nenhum comentário: