Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Cine Dica: Djon Africa estreia dia 11 no CineBancários


  ‘DJON ÁFRICA’ estreia no CineBancários dia 11 de outubro na sessão das 17h
“DJON AFRICA”, de Filipa Reis e João Miller Guerra, é o novo filme da Sessão Vitrine Petrobras. Com estreia marcada para o dia 11 de outubro, na sessão das 17h do CineBancários, a coprodução entre Brasil, Portugal e Cabo Verde  conta a trajetória de Miguel Moreira, também conhecido pelo apelido “Tibars” e pelo codinome “Djon Africa”, em busca de seu pai. Miguel (Miguel Moreira), órfão de mãe, vive em Portugal com a avó. O jovem decide se aventurar em uma viagem até Cabo Verde em busca de seu pai, o qual nunca conheceu, e também de sua própria identidade. Porém, tudo o que  ele sabe são histórias contadas pela avó durante sua vida, não possui fotos nem informações concretas. - A ideia para o filme surgiu depois da morte do meu pai. Estávamos com vontade de nos aventurarmos num primeiro longa-metragem de ficção e reparamos que mesmo ao nosso lado o personagem com quem tínhamos feito mais filmes tinha uma história pessoal incrível que poderia ser um ponto de partida para a ficção – revela Guerra. Na trama, Djon se depara também com questões de pertencimento e imigração com as quais precisa lidar emocionalmente. “A condição de estrangeiro é de certa forma universal. E quer Portugal, quer o Brasil ou Cabo Verde são  países de emigrantes. É possível pelo mundo todo encontrar muitos emigrantes tentado viver melhor. As segundas e terceiras gerações de emigrantes vivem situações semelhantes. A busca pela origem é universal e até transcende a condição do emigrante. E este é um dos temas tratados no filme”, completa o diretor.
O filme teve sua estreia mundial em janeiro deste ano como um dos oito concorrentes ao prêmio Tiger no Festival de Cinema de Roterdã. Também foi exibido no festival New Directors/New Films nos Estados Unidos e no Festival  Internacional do Uruguai. Foi convidado para ser o filme de abertura do último Festival Olhar de Cinema de Curitiba, em 2018. Os dois diretores também são conhecidos pelos filmes “Fora da Vida”, “Bela Vista” e “Cama de Gato”. No Brasil, “DJON AFRICA” é coproduzido pela DESVIA, do Recife, responsável por longas como “Boi Neon” e “Ventos de Agosto”.

Sinopse: Miguel Moreira, também conhecido como Tibars e Djon África, descobre que a genética pode ser cruel quando sua fisionomia – bem como alguns de seus fortes traços de personalidade – o denunciam imediatamente como o filho de  seu pai; Alguém que ele nunca conheceu. Esta descoberta intrigante leva-o a tentar descobrir quem é este homem. Tudo o que ele sabe sobre ele é o que sua avó, com quem ele sempre viveu, lhe contou.



Ficha Técnica 
Produção: Terratreme Filmes, Desvia Filmes, Oll, Uma Pedra no Sapato
Elenco: Miguel Moreira, Isabel Cardoso
Direção: Joao Miller Guerra, Filipa Reis
Roteiro: Pedro Pinho
Ano: 2018
Duração: 96 min
Gênero: Ficção



Prêmios
Prémio FIPRESCI - 36º Festival Cinematográfico Internacional del Uruguay, Uruguay Menção Especial do Júri - 36º Festival Cinematográfico Internacional del Uruguay, Uruguay



Festivais
International Film Festival Rotterdam: Holanda
New Directors/New Films, EUA
San Francisco International Film Festival, EUA
FoR - Frames of Representation, Reino Unido
CPH:PIX, Dinamarca



The New Zealand Film Festival Trust, Nova Zelândia

Vancouver International Film Festival, Canada

Afrika Film Festival, Alemanha

36º Festival Cinematográfico Internacional del Uruguay, Uruguay

Göteborg Film Festival, Sweden

36th Filmfest Muenchen, Germany



SOBRE OS DIRETORES

Filipa Reis e João Miller Guerra vivem e trabalham juntos em Lisboa. Filipa formou-se em Gestão e tem uma pós-graduação em Cinema e Televisão. João licenciou-se em Design de Equipamentos e completou estudos em Pintura e Artes Plásticas. Juntos realizam filmes desde 2010, documentários e curtas-metragens, exibidos e premiados em festivais nacionais e internacionais de cinema. Em 2018 terminaram seu primeiro longa-metragem de ficção, DJON ÁFRICA, que estreou mundial na Tiger Competition do International Film Festival of Rotterdam e ganhou o prémio FIPRESCI do júri e uma menção honrosa no Festival Internacional do Uruguai.

Em 2008, fundaram a VENDE-SE FILMES, onde trabalham projetos televisivos e, simultaneamente, desenvolvem o seu trabalho de cinema sob a designação UMA PEDRA NO SAPATO. Aqui trabalham os seus filmes e projetos documentais e de ficção de outros autores como Margarida Cardoso, Leonor Teles, José Filipe Costa, Paulo Abreu e Mónica Lima. Os filmes da UMA PEDRA NO SAPATO têm sido exibidos e premiados em festivais como Berlim (Urso de Ouro 2016), Cannes (L’ACID 2018), Festival Internacional do Rio de Janeiro, Bafici, Cinéma du Réel (prémio SCAM 2018), Mar del Plata, Festival do Uruguai, FIDMarseille, IDFA, DOKLeipzig, Oberhausen, Visions du Réel, Olhar de Cinema Curitiba, Clérmond-Ferrand, New Directors/New Films, Moscow FF, Janela Internacional de Cinema Recife, Hong Kong, FilmFest Munchen, FICUNAM, Festival dei Popoli, Edinburgh IFF, Sheffield, Melbourne FF e Durban IFF, entre muitos outros. Como realizadores e produtores para televisão, sob a marca VENDE-SE FILMES, Filipa e João são responsáveis por mais de 100 horas de conteúdo independente e factual de televisão, desde séries de ficção a  séries documentais.



SOBRE A PRODUTORA

Desvia é uma produtora Brasileira independente fundada em 2010 pelo diretor Gabriel Mascaro e pela produtora Rachel Ellis. O foco da empresa é a produção de conteúdo audiovisual para o cinema que pesquisa narrativas inovadoras. A produtora tem um foco em co-produção internacional e seus filmes têm sido lançados em alguns dos mais importantes festivais do mundo (Veneza, Locarno, Toronto, San Sebastian, IDFA, Rotterdã).



GRADE DE HORÁRIOS DE 11 A 16 DE OUTUBRO:



Dia 11 de outubro:
Não abrimos nas segundas-feiras



15h: Uma noite de 12 anos
17h: Djon Africa
19h: Uma noite de 12 anos
Dia 12 de outubro:
15h: Uma noite de 12 anos
17h: Djon Africa
19h: Uma noite de 12 anos

Dia 13 de outubro:
15h: Uma noite de 12 anos
17h: Djon Africa
19h: Uma noite de 12 anos

Dia 14 de outubro:
15h: Uma noite de 12 anos
17h: Djon Africa
19h: Uma noite de 12 anos

 

Dia 15 de outubro:
19h:Anauê, de Zeca Pires
Sessão seguida de debate, com entrada franca.

 

Dia 16 de outubro:
15h: Uma noite de 12 anos
17h: Djon Africa
19h: Uma noite de 12 anos

Dia 17 de outubro:
15h: Uma noite de 12 anos
17h: Djon Africa
19h: Uma noite de 12 anos



Os ingressos podem ser adquiridos por R$ 12,00 na bilheteria do cinema ou no site ingresso.com . Idosos, estudantes, bancários sindicalizados, jornalistas sindicalizados, portadores de ID Jovem e pessoas com deficiência  pagam R$ 6,00. Aceitamos Banricompras, Visa, MasterCard e Elo.

 
Contato:
Bia Barcellos
51-981498558
ineBancários : 34331204
Rua General Câmara, 424 - Centro
C i n e B a n c á r i o s
Rua General Câmara, 424, Centro
Porto Alegre - RS - CEP 90010-230 
Fone: (51) 34331204

Nenhum comentário: