Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Cine Dica: Em Cartaz: Depois da Tempestade



Sinopse: Um pai divorciado trabalha temporariamente como detetive particular para conseguir pagar a pensão do filho. No entanto, ele gasta tudo em apostas. Mas na vida pessoal, a proximidade de um tufão dá a ele a chance de acertar tudo com sua família.



Hirokazu Koreeda possui uma sensibilidade rara ao tratar temas como á desestrutura familiar, mas que ao mesmo tempo, consegue colocar uma luz numa situação das quais a maioria se desanima a continuar. Nos seus últimos filmes, tanto Pais e Filhos, como também Nossa irmã Mais nova, o cineasta põem cheque famílias das quais se posicionam perante escolhas aparentemente difíceis, mas que conseguem contornar os obstáculos gradualmente. Em Depois da Tempestade, Hirokazu Koreeda nos convida a testemunhar á desestruturação de uma nova família, mas que, ao mesmo tempo, dá sinais de que situação ali possa ser sim contornada. 
Acompanhamos a história de um detetive (Hiroshi Abe) perito em investigações, principalmente quando o assunto é investigar a infidelidade de alguém. Embora consiga bom dinheiro no emprego, ele acaba por então perdendo em apostas de corrida. Isso gera um atrito entre sua ex-mulher (Yôko Maki)  que ameaça ele a todo o momento em não deixar  ver mais o seu único filho, se caso não pagar a pensão da qual está atrasada.
Embora o protagonista seja um tanto que desajustado, Koreeda consegue evitar que todos os estereótipos sejam inseridos em seu personagem e criá-lo de uma forma mais humana e o que faz com que nos identificamos facilmente com ele. Essa sensação somente aumenta, principalmente quando ele visita a sua mãe (Kirin Kiki, ótima), sendo que essa última se torna uma espécie de pilar que sustenta um pouco dessa família desunida. E mesmo não sendo uma figura presente, o pai do protagonista tem papel essencial na trama e faz com que, tanto o protagonista, como também o seu filho e ex-esposa se juntem todos em uma visita na casa da avó, enquanto acontece uma grande tempestade lá fora.
É neste ponto em que se encontra o ápice do filme, já Hirokazu Koreeda consegue criar os melhores diálogos para cada um dos seus personagens que, vai desde os momentos de humor, para o mais puro momento emocional. Mas diferente do que se possa imaginar, principalmente para aqueles que esperam uma redenção para cada um dos personagens principais, não é exatamente isso o que acontece, pois nem tudo que é quebrado pode ser consertado. Porém, o pouco de felicidade que resta, faz com que aja esperança para obter uma harmonia da qual faça com que os laços familiares jamais se desprendem, pois querendo ou não, a ligação emocional sempre estará lá. 
Com uma mensagem esperançosa nas entrelinhas, Depois da Tempestade é um retrato da família contemporânea atual, onde as lições do passado podem sim ajudar a criar um laço de harmonia perante um futuro indefinido.    



Me sigam no Facebook, twitter, Google+ e instagram

Nenhum comentário: