Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Cine Dica: Fantasia de Tsui Hark no Projeto Raros



PROJETO RAROS EXIBE OS GUERREIROS DA MONTANHA DE TSUI HARK


Nesta sexta-feira, 29 de setembro, às 20h, a Cinemateca Capitólio Petrobras exibe Os Guerreiros da Montanha (Shu Shan – Xin Shu shan jian ke, 1983, 95 minutos), de Tsui Hark, dentro do Projeto Raros. Após o filme, acontece um debate com o pesquisador Carlos Thomaz Albornoz e o cineasta Davi de Oliveira Pinheiro. A sessão tem entrada franca. 


Os Guerreiros da Montanha

Zu – Warriors from the Magic Mountain

(Shu Shan – Xin Shu shan jian ke)

95 minutos, 1983, Hong Kong

Direção: Tsui Hark 


Na antiga China, a Montanha Zu é palco de constantes conflitos entre facções por seu valor militar estratégico. Mas essa região também dá lugar a um mundo mágico de feiticeiros e templos antigos. Dirigido pelo mestre do cinema de ação e fantasia de Hong Kong, Tsui Hark, Zu – Warriors from the Magic Mountain é uma das obras mais delirantes e inventivas da década de 1980. Após a exibição, acontece um debate com o crítico e pesquisador Carlos Thomaz Albornoz e com o cineasta Davi de Oliveira Pinheiro. Exibição em HD.

“Filmes que você sempre quis ver ou nem imaginava que existiam”. O slogan do projeto Raros é a sua melhor definição. Iniciado em maio de 2003, o projeto foi concebido com a intenção de apresentar ao público local títulos nunca lançados no circuito exibidor brasileiro ou há muito tempo fora de circulação nos cinemas, procurando reproduzir o espírito das “midnight movies” realizadas em Nova York a partir do final dos anos 1960. Cada filme é apresentado uma única vez, nas noites de sexta-feira, e as sessões são comentadas. Imediatamente acolhido pelos cinéfilos porto-alegrenses, o Raros foi um sucesso instantâneo e logo inspiraria outras iniciativas similares, a mais conhecida delas sendo as Sessões do Comodoro, organizadas pelo saudoso diretor Carlos Reichenbach no Cinesesc de São Paulo. Em 2017, em função da reforma da Usina do Gasômetro, a Cinemateca Capitólio Petrobras passa a receber provisoriamente o projeto Raros.



GRADE DE HORÁRIOS

26 de setembro a 1º de outubro de 2017

 26 de setembro (terça)

15h – Gaga – O Amor pela Dança

17h – O Lamento

20h – Filha de Ninguém



27 de setembro (quarta)

15h – Divinas Divas

17h – Filha de Ninguém

19h30 – O Lamento



28 de setembro (quinta)

14h – Esse Garoto Aí + debate

17h – O Lamento

20h – Filha de Ninguém



29 de setembro (sexta)

15h – Filha de Ninguém

17h - O Lamento

20h – Projeto Raros (Zu – Warriors from the Magic Mountain)



30 de setembro (sábado)

15h – Filha de Ninguém

17h – Mostra Diálogo

(Nada, Cosme, De Tanto Olhar o Céu Gastei Meus Olhos Diamante, o Bailarina)

20h – Mostra Diálogo

(O Estacionamento, Peripatético, Os Demônios de Virgínia, Os Cuidados que se tem com o Cuidado que os Outros Devem ter Consigo Mesmos)



1 de outubro (domingo)

14h30 – O Lamento

17h30 – Mostra Diálogo

(Não Me Prometa Nada, A Moça Que Dançou Com o Diabo, Constelações, Regresso de Saturno, Demônia, Melodrama em 3 Atos)

20h – Filha de Ninguém

Nenhum comentário: