Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Cine Especial: MARTIN SCORSESE – CINEMA, FÉ & VIOLÊNCIA: Parte 2


Nos dias 05 e 06 de Maio, estarei participando do curso “MARTIN SCORSESE – CINEMA, FÉ & VIOLÊNCIA”, que será realizado no Museu da Comunicação, criado pelo CENA UM e ministrado pelo critico de cinema, Rodrigo Fonseca. E enquanto a atividade não acontece, por aqui, estarei postando tudo o que eu sei sobre esse diretor, que deu sangue novo ao cinema americano nos anos 70 e ainda hoje.

OS BONS COMPANHEIROS 

Sinopse: Henry Hill (Ray Liotta) conta a sua história de garoto do Brooklyn, Nova York, que sempre sonhou ser gângster, começando sua "carreira" aos 11 anos e se tornando protegido de James "Jimmy" Conway (Robert De Niro), um mafioso em ascensão. Tratado como filho por mais de vinte anos, ele se envolve em golpes cada vez maiores e acaba se casando com Karen Hill (Loraine Bracco), sua amante. Impossibilitado de ser totalmente "adotado" pela "família", o jovem ambicioso conquista prestígio, se envolve com o tráfico de drogas, prática grandes roubos e ganha muito dinheiro, mas os agentes federais estavam na sua cola e o seu destino pode mudar a qualquer momento.

Descrição tragicômica, as vezes caricatural, da vida dos pistoleiros que vivem na margem da industria do crime organizado pela máfia. Baseado no livro, do roteirista Nicholas Pileggi, é notável a seqüência ininterrupta, em que o gangster entra no restaurante-boate Copacabana, pela cozinha, acompanhado pela noiva. Rodado em Nova York, onde Scorsese nasceu e cresceu. Pesci ganhou o Oscar de ator coadjuvante, num tipo de personagem que ele voltaria fazer de uma maneira parecida em Cassino.                  

Curiosidade: O nome original de Os Bons Companheiros seria "Wiseguy", seguindo o título do livro, mas os produtores acharam melhor trocar para não confundir com o filme O Homem da Máfia (1987), cujo título original era exatamente "Wiseguy".


A COR DO DINHEIRO

Sinopse: Eddie Felson (Paul Newman), um ex-campeão de sinuca, encontra em um bar Vincent (Tom Cruise), um jovem que promete ter uma grande carreira no taco. Assim, Eddie decide lhe ensinar tudo o que sabe sobre sinuca, mas a amizade entre os dois se torna uma verdadeira guerra quando uma bela mulher (Mary Elizabeth Mastrantonio) surge.
  
Continuação de The Hustler - A Vida É um Jogo, onde Paul Neman fazia o mesmo papel do jogador de bilhar "Fast" Eddie Felson e pelo qual foi indicado a um Oscar. Não está no mesmo patamar das obras-primas de Scorsese: tem alguns problemas de ritmo e, deixando de lado a atuação excepcional de Newman, não tem um protagonista carismático e/ou repulsivo como seus melhores trabalhos. No entanto, seduz o espectador com uma imprevisibilidade rara - o roteiro do escritor Richard Price foge dos clichês admiravelmente e ainda tem a ousadia de terminar em aberto - o que, para um filme sem pretensões de tornar-se o primeiro capítulo de uma série é uma temeridade comercial sem tamanho.


Me Sigam no Facebook e Twitter:

2 comentários:

Gilberto Carlos disse...

Nossa, lendo sua crítica é que me dei conta de que ainda não assisti esses dois clássicos do cinema moderno.

Marcelo C,M disse...

Então corre atras do prejuízo meu amigo.