Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 20 de março de 2017

Cine Dica: Em Cartaz: Personal Shopper



Sinopse:A assistente de moda Maureen (Kristen Stewart) odeia seu trabalho e busca um significado para sua vida. Certo dia, ela começa a receber no seu celular, mensagens estranhas de um desconhecido. Maureen tem a habilidade de se comunicar com espíritos e suspeita que o estranho que lhe envia mensagens seja seu irmão gêmeo recém-falecido.
Num determinado momento do seu filme anterior que foi Acima Das Nuvens, Olivier Assayas cria uma situação inusitada, da qual me lembrou muito o clássico A Aventura (1960) do cineasta Michelangelo Antonioni. Ao invés de simplesmente explicar sobre o que aconteceu, o cineasta simplesmente deixa mais perguntas do que respostas e deixando a situação aberta para inúmeras interpretações. Em Personal Shopper, Assayas novamente cria uma trama da qual podemos, num primeiro momento, saber do que se trata, mas tudo vêm por terra no seu segundo e terceiro ato final.
No filme, Kristen Stewart vive Maurren uma assistente para celebridades, cujo seu principal trabalho é comprar roupas e fazer outros afazeres para os seus patrões do estrelato. Fora dos seus afazeres, Maureen sofre pela perda do seu irmão gêmeo, mas ao mesmo tempo, acredita que possui o dom de se comunicar com os mortos e tenta então se comunicar com ele. Porém, uma inesperada situação faz com que ela tome um caminho inesperado e dando de encontro com situações das quais ela mesma não se imaginava estar.
Oscilando entre suspense e o sobrenatural, Assayas jamais entrega por inteiro sobre qual gênero o filme se trata, mas fazendo com que a gente escolha e acredite sobre o que nós vimos e optamos em acreditar. O filme tem todos os ingredientes dos gêneros citados, mas moldados de uma forma da qual duvidemos do óbvio e nos brindando com cenas das quais nos confunda, mas ao mesmo tempo fazendo a gente não desgrudar da cadeira. Isso gera total atenção para aqueles que forem assistir, mas não é algo que soe complicado, mas sim para ser apreciado, pois é uma bela aula de direção e de idéias já aproveitadas em outros filmes, mas que soam no mínimo originais aqui.
Embora ainda todos se lembrem de sua atuação na saga Crepúsculo, Kristen Stewart cada vez mais está se desvencilhando da imagem daqueles filmes e nos brindando com papeis dos quais exigem algo mais dela. Não que ela já tenha provado que é uma atriz diversificada, mas é graças as suas últimas escolhas, como o já citado Acima das Nuvens e Café Socialite de Wood Allen, que faz com que prestemos mais atenção em seus desempenhos. Aqui, Stewart praticamente atua sozinha em boa parte do filme, onde determinadas cenas chave exigem um esforço continuo do seu desempenho e fazendo a gente crer que ela pode ir muito mais longe do que se imagina.
Com final simples, mas feito de uma forma corajosa, Personal Shopper é aquele tipo de filme do qual não termina quando as luzes se ascendem, mas sim continua em nossas mentes.

 


Me sigam no Facebook, twitter, Google+ e instagram

Nenhum comentário: