Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Cine Especial: Heróis, robôs e monstros da minha infância: Parte 1

Guilherme Del Toro admitiu que criou o seu mais novo filme Circulo de Fogo, em homenagem aos filmes e seriados japonês de antigamente que ele assistia. Repletos de heróis coloridos, robôs gigantescos e monstros, um mais bizarro do que outro, o Brasil teve a presença desses seres orientais, conquistando uma geração e fazendo com que a gente se lembre e sinta uma grande nostalgia.
Pensando nisso, solto um pouco do que eu assistia  na minha infância.

SPECTROMAN 

Não me lembro se havia bonecos a venda dele, que por causa disso, incomodava a minha mãe quando pegava os perdedores dela para montar um Spectroman para brincar. Criado em 1971 por  Souji Ushio e exibido na TVS nos anos 80, o seriado tinha uma forte carga dramática, com alguns momentos bem fortes, mas acima de tudo era um a espécie de alerta contra a poluição que já acontecia aceleradamente na terra naquele período.
É claro que hoje atualmente quando revejo uns trechos do seriado no Youtube, percebo o quanto era precário em termos de efeitos especiais, mas mesmo assim eram tramas bem caprichadas que conquistaram uma geração inteira.

Melhor Monstro: O Vampiro do Espaço 

Curiosamente esse foi o único episódio que o Dr Gori (que era o principal vilão de toda serie) não ter aparecido e ter deixando o espaço reservado para essa criatura que me meteu medo na infância. Inspirado na onda de vampiros dos estúdios Inglês Hammer, que fazia um grande sucesso na época, O Vampiro do Espaço é sem sombra de duvida o capitulo mais pesado de toda a serie, onde não hesitava em mostrar o vilão matando as pessoas a noite e fazendo jorrar sangue na tela.    
O embate final do herói e vilão é clássico, terminando de uma forma surpreendente e com certeza fez muitos católicos por ai desejarem cada vez mais uma cruz por perto. 

Me sigam no facebook e twitter.  

3 comentários:

LEO disse...

Eu assistia todos esses q passavam nos anos 70 e início dos 80:

-Ultraman
-Ultraseven
-Spectroman
-Robô Gigante

mas parei antes de jegar nos "Jaspions" e "Patrines" da vida (essa fase anos 90 eu não gostava)...

Bússola do Terror disse...

Eu morria de medo desse vampiro quando era criança!rs
Realmente esse episódio é bem assustador!

Marcelo Castro Moraes disse...

ultraseven e robô
gigante não cheguei assistir porque eu era muito pequeno.

Vampiro do espaço e violento, pois no inicio do capitulo mostra ele atacando uma mulher esguichando sangue.