Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Cine Dica: Em Cartaz: O ABISMO PRATEADO


Sinopse: Violeta (Alessandra Negrini) é uma dentista de 40 anos, casada e com um filho adolescente, que está pronta para começar mais um dia em sua rotina, entre seu consultório, a academia e um novo apartamento em Copacabana. Parece ter uma vida dos sonhos, até que recebe um recado no celular, o que muda drasticamente seu cotidiano, fazendo com que ela passe por uma dolorosa experiência, durante a qual busca entender a situação, andando pelas ruas do Rio de Janeiro.

No mais novo filme do cineasta Karim Aïnouz, O Abismo Prateado traz Alessandra Negrini em sua melhor performance no cinema.O tema é o mesmo de outras obras já apresentadas pelo diretor como o  Céu de Suely (2005) em que o abandono é o que assombra os seus protagonistas. Violeta (Alessandra), uma dentista de 40 anos da Zona Sul do Rio, casada e com um filho adolescente, recebe um recado na secretária eletrônica. É o marido (Otto Jr.), com quem ela vinha mantendo uma relação aparentemente estável, do ponto de vista sexual inclusive (numa cena bem sensual), dizendo que não a ama mais e que vai embora para Porto Alegre.
O cineasta então foca o drama da protagonista, que num momento busca o paradeiro do seu amor, e em outro  momento segue caminhando sem rumo pelas ruas do Rio e caindo na balada. A câmera do diretor fisga com maestria o espírito em frangalhos de Violeta em sua jornada, sendo que dois  momentos impressionam: a que começa em uma boate e termina na beira da praia, com belas imagens das ondas do mar, simbolizando a idéia da protagonista buscar novas praias para melhorar a sua vida, ou pelo menos buscar algo para fazer algum sentido em sua jornada. 
No percurso para o aeroporto, para onde ela vai de carona com um pai (Thiago Martins) e sua filha pequena (Gabi Pereira), começa a se sentir melhor consigo mesma, em momentos singelos e se descobrindo um pouco, em novas camadas até então desconhecidas de sua pessoa. Embora pouco divulgado e distribuído em poucas salas, Abismo Prateado é mais um pequeno e belo filme do nosso cinema nacional que merece ser descoberto pelo grande publico. 

Me Sigam no Facebook e Twitter:

2 comentários:

Gilberto Carlos disse...

Quero muito ver esse filme. Adoro a música do Chico Buarque.

Marcelo C,M disse...

Vai então Gilberto, pois será inesquecível a sessão.