Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Cine Especial:HORROR NO CINEMA BRASILEIRO:Parte7



Sim, o gênero de horror existe no Brasil e ele será tema do próximo curso de cinema, criado pelo Cine Um e ministrado pelo Jornalista, crítico, historiador e pesquisador dedicado a tudo que se refere ao cinema de horror mundial Carlos Primati. O curso ocorre nos dias 29 e 30 de Agosto no Cine Capitólio.  Enquanto os dias da atividade não chegam, irei postar por aqui sobre os filmes de horror que eu tive o privilegio de assistir, seja em DVD ou no cinema.

 

Ninfas Diabólicas (1978)



Sinopse: O filme narra as desventuras de um pai de família seduzido por duas estranhas e belas jovens, interpretadas pelas musas Aldine Müller e Patrícia Scalvi.

 

Sucesso de bilheteria na época de seu lançamento, Ninfas diabólicas é o filme de estreia de John Doo, diretor que voltaria a incursionar pelo horror em outras produções realizadas na Boca. Contando com fotografia do cineasta Ozualdo Candeias e com música original do maestro tropicalista Rogério Duprat, Ninfas diabólicas reúne suspense, bruxaria e erotismo. O que poderia render mais uma de inúmeras pornochanchadas da época, o filme se envereda para o gênero fantástico, mesmo em doses mínimas.
Curiosamente, o final pode soar até previsível, mas seguia a risca dos filmes de horror da época: sexo+traição=morte, algo que era comum quando se era  visto em filmes de horror americanos dos anos 70 e 80.
 

As Sete Vampiras (1986)



Sinopse:Depois de ver seu marido ser devorado por uma planta carnívora, a professora de dança Sílvia se isola de todos em sua casa de campo. Só é convencida a abandonar seu retiro quando um velho amigo a convida para trabalhar numa boate, e prontifica-se a montar um balé intitulado "As Sete Vampiras", mas o sucesso do espetáculo é interrompido por estranhos assassinatos.


Após a estréia em longas como O segredo da múmia, que promoveu dentro do Brasil a popularização  do subgênero terrir que havia se iniciado nos EUA, Ivan Cardoso retorna, depois de quatro anos, com As sete vampiras. O filme é uma história vertiginosa que mistura de tudo um pouco, desde plantas carnívoras, assassino serial e vampirismo, com o desfile habitual de belas atrizes nuas. Contudo, há quem diga que  As sete vampiras não deu tão certo quanto O segredo da múmia, devido ao fato do cineasta colocar o escracho muito além do referencial, e assim, quando o referencial surge, acaba meio que enfraquecido pelo exagero e pelo desleixo da direção. Entretanto, a vacalhação do gênero torna o filme divertido, mas que dificilmente irá agradar a todos que curtem o horror, mas com 100% de qualidade.


Inscrições para o curso cliquem aqui 

 Me sigam no Facebook, twitter e Google+

Nenhum comentário: