Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 30 de dezembro de 2020

Cine Especial: Retrospectiva 2020 - Os 10 Melhores Filmes Nacionais do Ano

Barbara Paz em "Babenco"

O cinema nacional não morreu.

Alguns acreditam que ele está morto, mas o nosso cinema é resistente, mesmo quando alguns dizem ao contrário. Logicamente vivemos tempos terríveis, desde ao fato de haver uma pandemia nos assombrando, como também um desgoverno liderado por um fascista, do qual atinge em cheio a nossa cultura e que tem o desejo de nos censurar a todo momento. Com esse cenário, temos ainda uma Ancine amordaçada, quase extinta e revelando um cenário ruim que não se via desde a época quando o governo Collor extinguiu a Embrafilme.

Mas a história provou que resistimos e ainda resistiremos. Enquanto houver essa resistência o cinema nacional continuará vivo, mesmo quando não houver o mesmo brilho do passado. O ano de 2020 deu para contar nos dedos os filmes nacionais que eu assisti, mas eles existem e eu compartilho com vocês. Nem todos possuem ainda as minhas críticas, mas muito em breve estarão por aqui.

O cinema nacional não morrerá, mas sim você Bolsonaro, nas mãos do seu próprio retrocesso, da sua ignorância e se afogando em suas próprias mentiras.

Confira a minha lista dos 10 melhores filmes nacionais deste ano. 


1º "Babenco - Alguém tem que ouvir o Coração e Dizer: Parou"

"Babenco - Alguém tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou" não é somente uma declaração de amor a um cineasta, como também um exemplo na forma de melhor lidar com as adversidades que não nos mata e nos torna mais fortes na reta final da vida. Confira a minha crítica clicando aqui.

2º "Emicida AmarElo - É Tudo Pra Ontem"

É Tudo Pra Ontem" é uma bela aula de como se faz um documentário e que fortalece ainda mais a nossa cultura brasileira em meio a esses tempos nebulosos. Confira a minha crítica clicando aqui. 

3º "Fim de Festa"

"Fim de Festa" fala sobre um povo brasileiro cansado, mas que se vê disposto em seguir em frente mesmo em meio aos destroços. Confira a minha crítica clicando aqui. 

4º "Sete Anos em Maio"

"Sete Anos em Maio" é a síntese de um Brasil de 2020 dividido, preconceituoso e que passa pano para autoridade branca sem escrúpulos. Confira a minha crítica em breve.  

5º "Açúcar"

"Açúcar" é um filme que fala sobre o passado que transita pelo presente e que a elite brasileira atual anseia pelo seu retorno infelizmente. Confira a minha crítica clicando aqui. 

6º "Vento Seco"

"Vento Seco" talvez seja o último sopro de resistência e coragem vindo do nosso cinema brasileiro recente e cabe essa coragem ser repassada para aqueles que desejam passar a sua mensagem. Confira a minha crítica em breve.    

7º "Volume Morto"

"Volume Morto" é uma pequena pérola do nosso cinema brasileiro atual e cuja a sua genialidade sobrevive mesmo em meio as limitações que nos encontramos atualmente. Confira a minha crítica em breve.  

8º "Meio Irmão"

 "Meio Irmão" fala de uma geração sem muitas expectativas, mas enfrentando os obstáculos para se encontrarem na vida. Confira a minha crítica clicando aqui. 

9º "Nóis Por Nóis"

"Nóis Por Nóis" é um retrato cru de uma geração abandonada pelo estado e tudo que resta é se protegerem uns com os outros. Leia a minha crítica clicando aqui. 

10º "O Cemitério das Almas Perdidas"

"O Cemitério das Almas Perdidas" é prato cheio para aqueles que procuram um entretenimento puramente trash brasileiro e que não deve em nada para os gringos. Confira a minha crítica em breve. 

Joga no Google e me acha aqui:  
Me sigam no Facebook,  twitter, Linkedlin e Instagram.  

Nenhum comentário: