Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

Cine Dica: Streaming: 'Se Algo Acontecer... Te Amo'

Sinopse: casal enfrenta o vazio emocional e o luto devido a perda de um ente muito querido.  

Não é preciso necessariamente de diálogos para se criar uma narrativa, pois as imagens, se elas forem bem dirigidas, nos dizem muito mais do que meras palavras ditas. Se no primeiro ato de "Up: Altas Aventuras" (2009) as imagens falam por si, por outro lado, o curta "O Avião de Papel" (2012) era uma prova que uma boa história pode sim ser moldada para um curto espaço de tempo. Em apenas 12 minutos, "Se Algo Acontecer...Te Amo" (2020) nos arranca lágrimas com facilidade e nos deixa sem chão por alguns minutos após a sua exibição.  

Produzido pela atriz Laura Dern, e escrito e dirigido por Michael Govier e Will McCormack – este último co-roteirista de Toy Story 4 -, "Se Algo Acontecer… Te Amo" abre com um casal fazendo uma refeição em lados opostos da mesa, distantes. Através de suas sombras, que simbolizam as emoções, o filme passa a impressão de que será sobre as cicatrizes e o afastamento de um relacionamento matrimonial. Aos poucos, o espectador vai percebendo o que os levou a chegar em tal situação. 

Feito com desenho tradicional, onde os traços limpos e simples nos chamam atenção, a história transita de forma simbólica, onde as sombras do casal principal seriam na realidade os seus sentimentos dos quais os mesmos não conseguem colocar para fora. Na medida em que a trama avança, as sombras conseguem, gradualmente, fazer com que o casal libere os seus sentimentos, mas tendo um alto preço a ser enfrentado. É nesse momento que sabemos a verdade do porquê de ambos estarem distantes um do outro e cuja a revelação nos pega desprevenidos em cheio.   

O filme sintetiza, portanto, o quanto é difícil lidar com a dor da perda, principalmente quando ela é provocada de uma forma tão tola, mas da qual estraçalha inúmeras famílias. Sendo uma pessoa muito por dentro em questões políticas, Laura Dern não se inspirou em uma, mas sim em várias histórias de famílias que foram afetadas diretamente devido a violência vindo de um ato irracional e do qual poderia ser impedido se houvéssemos líderes capazes de serem, ao menos, mais humanos. 

Moldado em preto e branco, as cores vão surgindo ao longo da trama conforme ela vai avançando, seja ela aparecendo na vida atual do casal, ou em lembranças de um passado mais feliz e dourado. Ao final da trama, constatamos que o amor venceu a dor, mas não eliminando a dor por completo, mas sim somente amenizando ela como um todo. Um soco no estômago para os que assistem do lado de cá da tela e fazendo a gente valorizar ainda mais os momentos de felicidade que nos fortalecem no dia a dia.  

Com uma certeira inserção da música "1950" de King Princess, "Se Algo Acontecer... Te Amo" é uma pequena obra prima em todos os sentidos e que merece ser vista e revista por todos. 

Onde Assistir: Netflix. 


Joga no Google e me acha aqui:  
Me sigam no Facebook,  twitter, Linkedlin e Instagram.  

2 comentários:

Suzane de Carvalho disse...

Realmente a premissa já envolve, e com a Laura Dern no projeto, já dá vontade de ver mesmo.Verei e depois comentarei com você.

Marcelo Castro Moraes disse...

Espero que goste Suzane