Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Cine Especial: Marilyn Monroe: MITO ETERNO



Dona de um dos mais belos rostos da historia do cinema, Marilyn Monroe se tornou (assim como Charles Chaplin), um símbolo do cinema, que se caso houvesse uma disputa de qual imagem seria melhor para representar a sétima arte, com certeza ela estaria no palio. Embora Marilyn nunca tenha demonstrado ser uma atriz versátil, tinha uma veia cômica na qual a consagrou, em filmes como O Pecado Mora ao lado e ao mesmo tempo era esperta em saber trabalhar com diretores corretos, como no caso do mestre  Billy Wilder, que sem sombra de duvida, foi a melhor coisa que surgiu em sua carreira.  
Quando parecia que ela iria embarcar em papeis mais desafiadores, como visto em Os Desajustados, Marilyn Monroe nos deixou em 5 de agosto de 1962, em uma morte que ainda hoje é polemica. Mas a morte não foi o suficiente para apagar a luz do mito, e mesmo já se passando 50 anos desde de sua morte, Marilyn Monroe continua mais viva do que nunca e é por isso mesmo que o CENA UM neste final de semana irá promover um curso sobre ela, ministrado pelo critico de cinema Robledo Milani. Abaixo, segue os principais e melhores filmes que a atriz protagonizou.  

A Malvada

Sinopse: Desde o momento em que vislumbra seu ídolo na porta do teatro, Eve Harrington (Anne Baxter) dirige-se impiedosamente rumo a seu objetivo: arrebatar as rédeas do poder da grande atriz Margo Channing (Bette Davis). A astuta Eve manobra seu caminho para tomar o lugar de Margo na Broadway, causa sensação e interfere na vida do namorado de Margo, o escritor de suas peças (Hugh Marlowe), e da esposa dele (Celest Holm). Apenas o cínico crítico de teatro (George Sanders) consegue perceber as intenções de Eve, admirando sua audácia e o padrão perfeito da dissimulação.

O filme começa com uma cerimônia de entrega de um prêmio e adota a forma de um flasback de vários personagens, é um dos mais perfeitos retratos da perfídia já oferecido pelo cinema. Embora se passe em um meio carregado de vaidade e competição, ele extrapola esse ambiente e ganha sentido mais amplo. Cruel e incrivelmente engraçado, ganhou quatro Oscar, de melhor filme,roteiro, direção e ator coadjuvante (George Sanders), todos merecidos. Bette Davis e Anne Baxter também concorreram, mas perderam de melhor atriz para Judy Holliday por Nascida Ontem.  
Quanto a Marilyn Monroe, Joseph L. Mankiewicz a viu em Mentira Salvadora e logo a convidou para aparecer num pequeno papel em O Segredo das Jóias (1950) e em A Malvada, no qual interpreta uma aspirante a atriz que acompanha um amigo da personagem de Bette Davis numa festa. Curiosidade: a personagem de Marilyn explica que estudou interpretação numa escola de artes dramáticas chamada Copacabana, como o bairro carioca.


Quanto Mais Quente Melhor

Sinopse: Em 1929, Joe e Jerry, dois músicos desempregados, testemunham sem querer o cruel Massacre do Dia de São Valentim. Desesperados para não serem pegos pelos gângsters, eles se disfarçam de mulheres e entram para um grupo feminino musical, que está indo para Miami fazer shows. Joe se apaixona por Sugar (Marilyn Monroe), a garota problema do grupo, enquanto um milionário se apaixona pelo disfarce de Jerry, tudo isso em meio a uma convenção de criminosos, que também está acontecendo em Miami.

Uma das melhores comedias de todos os tempos, com produção cuidadosa (ganhou o Oscar de figurino), direção segura (Billy Wilder concorreu ao Oscar) e grandes atores (Lammon também concorreu, e Marilyn, além de excelente comediante, está ótima cantando Iwanna BNe Loved By You). Deu origem ao musical Sugar, encenado com sucesso na Broadway.  

 O Pecado Mora ao Lado

Sinopse: Richard Sherman é um editor de livros que sente-se "solteiro" quando a mulher e o filho viajam em férias. Ele começa então a ficar cheio de idéias quando uma bela e sensual jovem, que é modelo e sonha ser atriz, torna-se a sua vizinha.

O titulo original, faz menção á comichão, que segundo a sabedoria popular, o homem sente no sétimo ano de casamento. Sempre provocante e inocente Marilyn vive neste filme uma das mais celebres cenas, aquela em que a saia se levanta com o vento do metrô. Clássico escrito pelo teatrólogo George Axelrod e dirigido com a habitual elegância de Wilder.

     
Os Homens preferem as loiras
Sinopse: Duas dançarinas, Lorelei (Marilyn Monroe) e Dorothy (Jane Russell), embarcam num cruzeiro rumo a Paris, a pedido do milionário noivo de Lorelei. O pai do noivo contrata um detetive (Elliott Reid) para seguí-las e conseguir provas de infidelidade de sua futura nora, criando uma série de confusões em alto-mar.

O diretor Howard Hawks, acertou a mão nesta comedia, baseada em peça de Anita Loos e Joseph Fields, que reúne boas piadas, excelentes números musicais e duas estrelas estonteantes, que dominam a cena com talento e sensualidade. Marilyn é ótima comediante e arrasa na canção Diamonds Are a Girls Best Friend, cena digna de qualquer antologia séria do cinema. Jane Russell (O Proscrito) não fica atrás e brilha no numero musical com os halterofilistas e na imitação de Marilyn no tribunal. O filme teve uma seqüência em 55, com Russel e Jeanne Crain: Eles se Casam com as Morenas.   

   Torrentes da Paixão

Sinopse: Rose (Marilyn Monroe) e o marido (Joseph Cotten), cujo relacionamento está de mal a pior, estão de férias em um motel nas cataratas do Niagara. Lá eles conhecem um outro casal, que estão em uma segunda lua-de-mel. Acidentalmente a mulher descobre que Rose tem um amante, mas o que ela ignora totalmente é que Rose planeja matar o marido com a ajuda do amante.

Trama bem elaborada e valorizada pela direção que tira ótimo partido dramático das cataratas de Niagara. O roteiro também dá contornos preciosos á psicologia dos personagens por meio das reações e dos diálogos. Otima atuação de Cotten como o marido traído. Monroe faz com empenho a esposa insatisfeita e fatal.        
  
O Inventor da Mocidade

Sinopse: Uma secretária sexy, seu chefe e a sua esposa não conseguem se livrar das confusões após um chimpanzé preparar acidentalmente uma fórmula da juventude.

A busca da juventude em comédia clássica em suas confusões. O filme explora bem o temperamento avoado do cientista Fulton (Gary Grant) e as devidas conseqüências dos atos feitos pelo macaco. Dinâmico, o filme tem Monroe (a secretaria) em atuação que, de certa maneira, antecipou o clichê de loira burra.    

Os Desajustados

Sinopse: Os Desajustados é um drama excitante e instigante (Film Daily) de honestidade, intensidade e puro brilho poético. Divorciada e desiludida, Roslyn Tabor (Marilyn Monroe) fica amiga de um grupo de desajustados, incluindo um caubói envelhecido (Clark Gable), um mecânico de coração partido (Eli Wallach) e um cansado cavaleiro de rodeios (Montgomery Clift). Apesar do estilo de vida imediatista, Roslyn experimenta pela primeira vez a liberdade, animação e paixão. Mas quando seu inocente idealismo entra em choque com o realismo cínico de seu novo grupo, Roslyn terá que arriscar perder sua a amizade... e o único amor verdadeiro que ela já teve.

O roteiro do dramartugo Arthur Miller, retrata o personagem de Marilyn (na época casada com ele) com toques biográficos, mostrando-a como uma mulher sensível, frágil e carente. Ponto alto: a seqüência final da caçada. Foram os últimos trabalho de Marilyn e Gable.    



Me  sigam no Facebook e Twitter

Nenhum comentário: