Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

CINE ESPECIAL: INGMAR BERGMAN: Parte 3

Nos dias 5 e 6 de novembro, estarei participando do curso, “INGMAR BERGMAN – O Cinema da Angústia Existencial”, no Museu da Comunicação (Rua dos Andradas, 959 – Porto Alegre / RS). Enquanto os dois dias não vêm, por aqui, estarei postando um pouco sobre cada filme pertencente, a uma filmografia incomum, de um diretor incomum.  

Fanny e Alexandre

Sinopse: No início do século XX, na Suécia, duas crianças acostumadas com a vida farta, Fanny e Alexander, passam a morar com um bispo rigoroso após seu pai morrer e sua mãe casar-se novamente, agora com tal bispo. Agora elas deverão enfrentar uma vida de miséria e dificuldades.
Outra obra notável, da filmografia notável de Bergman. Por mostrar uma ternura pouco vista em seus filmes anteriores e uma linha narrativa mais convencional, para o publico em geral, mesmo com a longa duração. A principio, a trama seria moldada para ser exibida como uma mini serie para a TV, com aproximadamente cinco horas de duração, o filme foi todo repassado pela montagem, supervisionada pelo próprio diretor, para daí então ser exibido no cinema. Com isso, o filme se tornou um dos mais premiados de sua carreira, tendo ganhado o Oscar de melhor filme estrangeiro, fotografia, direção de arte e figurino.


Curiosidade: Há versões com 188 e 197 minutos, além de uma versão do diretor com 312 minutos.


CENAS DE UM CASAMENTO
Sinopse: O casamento de Marianne e Johan parece perfeito. Quando, por causa de outra mulher, Johan abandona Marianne, eles começam a viver um inferno conjugal, revelando os seus verdadeiros sentimentos.
Uma das mais fortes analises feitas pelo cinema, sobre o relacionamento conjugal e suas crises. Mas diferente do que muitos imaginam, o projeto foi a principio, apresentado como uma mini serie para a TV Sueca, mas habilidoso como Bergman era na montagem, editou os seis capítulos para que se tornasse um único filme e se tornasse acessível para o cinema e o publico em geral. A chave do sucesso da produção, esta nas interpretações extraordinárias do casal central (Ullmann e Josephson),e com isso, Bergman conseguiu mais uma perola de sua impecável filmografia.

Curiosidade: Segundo Ingmar Bergman, após a exibição de Cenas de um Casamento na TV da Suécia houve um aumento substancial no número de divórcios e também na procura por consultores de casamento;


Me Sigam no Facebook e Twitter:




;

2 comentários:

ANTONIO NAHUD disse...

Dois grandes filmes. FANNY E ALEXANDER é um dos maiores momentos do cinema. Fabuloso.

O Falcão Maltês

Marcelo Castro Moraes disse...

Aguarde por mais matérias Antonio.
Abraços