Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 26 de julho de 2011

Cine Dica: Em DVD e Blu-Ray: SEM LIMITES

TRAMA VERTIGINOSA E PROTAGONISTA SÃO A MATRIZ DO FILME
Sinopse: Eddie Morra (Bradley Cooper) sofre de bloqueio de escritor. Um dia, ele reencontra na rua seu ex-cunhado, Vernon (Johnny Whitworth), que lhe apresenta um remédio revolucionário que permite o uso de 100% da capacidade cerebral. O efeito é imediato em Eddie, pois ele passa a se lembrar de tudo que já leu, ouviu ou viu em sua vida. A partir de então ele consegue aprender outras línguas, fazer cálculos complicados e escrever muito rapidamente, mas para manter este ritmo precisa tomar o remédio todo dia. Seu desempenho chama a atenção do empresário Carl Van Loon (Robert De Niro), que resolve contar com sua ajuda para fechar um dos maiores negócios da história.
Num ano que esta cada vez mais evidente a falta de idéias criativas no cinemão americano, Sem Limites surge como certo alivio para o nosso cérebro, muito embora carregue um monte de clichês já visto em outros filmes, mas que aqui, um pouco que renovados. Para começar, é de se tirar o chapéu pelas impressionantes imagens criadas pelo diretor Neil Burger (O Ilusionista) com o seu diretor de fotografia Jo Willems (30 Dias de Noite), onde ambos criam incríveis seqüências aonde à câmera vai indo reto e atravessa tudo que estiver em sua frente, fazendo um verdadeiro passeio pela cidade de Nova York, que ao mesmo tempo, cria certa vertigem no espectador, passando a estranha sensação de como o protagonista se sente ao enxergar tudo diferente após ter tomado a milagrosa droga. Está alias é dona dos principais pontos de interrogação durante todo o filme, já que os roteiristas pouco se importaram em tentar explicar sua verdadeira origem e sim seus efeitos milagrosos (e colaterais) que surgem no personagem principal Eddie Morra (Bradley Cooper)
Falando no protagonista, sem sombra de duvida o filme funciona muito bem graças ao ótimo desempenho de Bradley Cooper. Vindo do sucesso Se Beber não case, Cooper coloca a prova todo o potencial que tem consigo, com seu personagem cativante e excêntrico, provando que pode carregar todo um filme nas costas e é exatamente o que acontece aqui, já que a câmera o acompanha 95% durante todo o filme, deixando coadjuvantes de luxo (como Robert De Niro) a ver navios, e graças a isso, ajuda a esconder certos furos que o filme carrega durante o resto da historia.
Embora o ato final não passe tanta ousadia como a trama sugeria, Sem Limites é entretenimento de primeira do começo ao fim, mas que poderia ir alem, só faltou um pouquinho mais de coragem ou uma nova dose.


Me Sigam no Facebook e Twitter:

Nenhum comentário: